<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Casa pequena ou grande? Saiba como avaliar sua necessidade

    Posted by Rodobens on Maio 2017

    Comprar uma casa é a realização de um sonho, seja esse o primeiro imóvel próprio da família ou não. E como todo sonho, muitas vezes a gente fantasia demais sobre ele, sem levar em conta a nossa realidade. Uma casa grande pode ser um desejo seu, mas será que uma casa pequena não se adapta melhor às necessidades da sua família?

    Na hora de procurar a sua, você deve se perguntar sobre o que precisa para ter uma vida feliz e confortável, deixando as idealizações de lado.

    A seguir, listamos alguns tópicos para serem levados em consideração na hora de escolher o tamanho da casa ideal para você. Leia e reflita sobre essas dicas que vão te ajudar a conquistar um lar que seja perfeito para seu bolso e estilo de vida!

    Considere o tamanho da sua família

    A primeira pergunta a se fazer na hora de decidir o tamanho da casa que você irá comprar é: do que a minha família precisa?

    Primeiramente, o imóvel precisa comportar todos de forma confortável para as atividades básicas do dia a dia, ou seja, dormir, fazer refeições, tomar banho e relaxar. Tendo isso em mente, você saberá o tamanho mínimo da sua casa e poderá acrescentar ou não mais espaço de acordo com outros fatores menos importantes.

    Depois, é hora de pensar nos hábitos da família: vocês passam bastante tempo em casa nos fins de semana? Costumam cozinhar, receber amigos?

    Se as respostas para essas perguntas forem positivas, considere um imóvel um pouco maior, pois ela também será bem aproveitada para o lazer. Caso contrário, foque sua busca em uma casa pequena, com o tamanho ideal para toda a família ter conforto e descanso ao final do dia.

    Avalie a localização do imóvel

    Sabendo com mais clareza quais as necessidades familiares, é hora de definir o orçamento que você tem para adquirir o imóvel. Muitas pessoas podem pensar: "quanto mais dinheiro disponível, maior a casa que poderá ser comprada". Mas não é bem assim.

    O valor dos imóveis varia bastante de acordo com a localização e é aí que o estilo de vida da família deve ser avaliado novamente. Vale a pena morar em um local mais afastado e ter uma casa maior ou é melhor estar em uma área central com menos espaço, mas perto do trabalho e escola dos filhos, onde você possa ir e vir diariamente gastando menos tempo?

    Mais espaço pode ser importante para famílias com crianças que precisam explorar e gastar energia, mas, por outro lado, o quanto vocês conseguirão desfrutar disso se precisarem gastar horas por dia para se locomoverem?

    Dificilmente você terá tudo em um mesmo lugar, então defina suas prioridades.

    Tente imaginar como será a manutenção

    Uma casa menor gera menos gastos com manutenção. É menos espaço para limpar, pintar, proteger, sem falar dos impostos e gastos com água e luz. Além disso, será que você poderá cuidar sozinho da casa, ou precisará da ajuda de terceiros?

    Pode ser que seu orçamento para compra comporte uma grande propriedade, mas a renda mensal também precisa ser compatível, pois é ela que manterá tudo em ordem ao longo dos anos.

    Nesse aspecto, a casa grande ganha pontos apenas na hora de comprar móveis e decorações. Com menos espaço, será preciso optar por projetos planejados que costumam ser mais caros e as variações de disposição e decoração tendem a ficar reduzidas.

    Priorize seu animal de estimação

    Se você tem um pet, provavelmente já pensou sobre ter um lugar para ele no primeiro tópico, quando avaliou o espaço que sua família precisa. Caso ainda não tenha refletido, é hora de saber: sua casa comportará o bichano? Vocês pretendem ter mais animais de estimação?

    Uma casa pequena pode ser um sofrimento para animais de grande ou médio porte, transformando também a vida da família em um caos. Já animais pequenos podem se acostumar muito bem com uma casa menor, sendo inclusive mais fáceis de serem cuidados, pois o ambiente é mais simples de adaptar e limpar.

    Pratique a redução do consumismo

    Uma casa pequena também é um ótimo jeito de rever suas prioridades e levar uma vida mais simples, livre de exageros.

    Querendo ou não, quando o espaço é limitado somos obrigados a comprar apenas aquilo que precisamos, deixando de fora o que não vai agregar em nada em nossa rotina.

    É uma ótima chance de economizar e aprender a investir seu dinheiro em produtos de qualidade em vez de quantidade. Se você também precisa praticar o desapego e ser mais organizado, ir morar em um lugar menor é o empurrãozinho que faltava para mudar de hábitos.

    Pense nos seus amigos

    Sua casa se encaixa mais na definição de "templo para meu descanso" ou na de "ponto de encontro da galera"?

    Quem gosta de receber amigos, fazer festas e reuniões certamente se sentirá melhor em uma casa com bastante espaço para confraternização. Mas espere! Isso não quer necessariamente dizer que você precisa comprar uma casa enorme, de muitos quartos e área construída.

    Você pode procurar por uma propriedade que seja espaçosa nas áreas comuns, como quintal, sala, garagem e varanda. O tamanho dos quartos e demais cômodos podem continuar atendendo apenas à demanda da família e assim você poderá ter praticidade no dia a dia e diversão nos fins de semana em um só lugar.

    Planeje o futuro

    Por último você precisa pensar na possibilidade de vender esse imóvel no futuro. A casa ficará para seus filhos e netos? Ou pode ser que você precise se mudar?

    Casas menores vendem mais fácil por serem mais baratas normalmente, já que quanto menor o valor, maior a liquidez do bem. Além disso, elas atraem tanto famílias com filhos quanto recém-casados e solteiros. Já uma casa grande fica restrita ao público das grandes famílias e pessoas com mais dinheiro, retardando um pouco a venda.

    E aí, conseguiu chegar a uma conclusão sobre o que será melhor para você: casa grande ou casa pequena? Sabendo o que você realmente quer e precisa fica muito mais fácil dar o próximo passo, não é mesmo? Então não perca as dicas que nós temos para te ajudar a conquistar seus objetivos! Siga nossa página no Facebook para não perder nenhuma dica!

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    guia de compra do seu primeiro imovel