<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Como limpar o nome: conheça as 4 melhores estratégias

    Posted by Rodobens on Setembro 2017

     

    Muita gente não sabe bem como limpar o nome de forma definitiva e se livrar de vez da dor de cabeça que essa situação traz. Pense bem: quem tem nome sujo não pode ter crédito. Logo, não tem sequer a possibilidade de tomar empréstimos ou ter cartões de crédito.

    De vez em quando costuma aparecer alguém prometendo limpar os dados do SPC e SERASA sem você precisar pagar as dívidas que causaram o problema, certo? Acredite: não existe uma forma de fazer isso. Então corra dessa tentativa de fraude! A melhor saída é mesmo se organizar e pensar na forma mais fácil de quitar as dívidas em aberto.

    Quer saber como ser bem-sucedido nessa missão? Então fique de olho nas 4 dicas que preparamos!

    1. Faça um planejamento mensal

    Você pode até pensar: mas como manter um planejamento mensal ajuda a limpar meu nome? A verdade é que você só vai conseguir renegociar seus débitos se tiver dinheiro sobrando. Portanto, analise suas contas e veja o que pode estar desequilibrando seu orçamento. Se for preciso, reduza planos de telefonia, internet ou TV a cabo. Também confira quanto gasta com supermercado e todas as despesas do dia a dia para ver em que pontos pode economizar.

    Para sequer pensar em limpar seu nome, não tem jeito: você deve conseguir fazer com que sobre um dinheirinho a cada mês. Procure reservar cerca de 10% do seu salário e reserve para negociar suas dívidas — se for possível guardar mais, melhor ainda!

    2. Entre em contato com os credores

    Se você tiver várias restrições ou alguma de valor mais alto, o melhor a fazer é parcelar essa conta. Para isso, entre em contato com cada empresa a quem você deve e pergunte sobre:

    • o valor atualizado da dívida;
    • o total para pagamento à vista;
    • as opções de parcelamento;
    • possíveis descontos para negociação.

    Anote todas essas informações. A ordem de prioridade é você quem escolhe, mas é válido pensar em se livrar primeiro das contas:

    • menores, que já possam ser pagas de imediato;
    • mais atrativas, que ofereçam maior desconto para negociação;
    • mais adequadas a seu orçamento — com parcelas menores, por exemplo.

    Lembre-se de que é importante não só conseguir novas condições de pagamento como manter as negociações em dia.

    3. Negocie suas dívidas

    Quando você chega a um acordo com o credor, já no pagamento da primeira parcela, seu nome sai dos cadastros restritivos. Portanto, se você deve a, por exemplo, 3 empresas e consegue negociações com parcelas pequenas, pode fazer 3 acordos ao mesmo tempo! Se isso não for possível, faça como dissemos: quite de imediato o que for menor e vá fazendo novos acordos, na sequência.

    Caso seu nome esteja sujo graças a uma dívida mais alta, espere entrar um dinheiro extra, como o décimo terceiro salário ou o pagamento das férias, por exemplo. Junte essa receita a mais ao que já tem guardado para dar uma boa entrada e dividir o restante em parcelas.

    Sempre que fizer isso, não se esqueça de simular como vai ficar seu orçamento mensal e só aceite acordos quando tiver certeza de que não vai voltar a atrasar. Sabe por quê? Se você perder a oportunidade, pode não ter condições iguais para um novo parcelamento e talvez tenha que pagar mais juros. Além disso, seu nome vai voltar aos cadastros restritivos.

    4. Passe a investir dinheiro

    À medida que você consegue ir eliminando os débitos, o dinheiro que estava usando para parcelas agora ficará livre, correto? Pois não o inclua nos seus gastos! Já que você sabe que pode separar esse valor sem prejudicar demais sua rotina, o melhor a fazer é começar a investir.

    Ter um investimento seguro, que ajude a formar um patrimônio, vai ajudá-lo a evitar uma situação futura de endividamento. Assim, mesmo que, em alguma ocasião, haja uma emergência ou demissão na família, você poderá contar com o dinheiro que tem guardado, o que diminui (bastante) a dor de cabeça.

    Agora que você já sabe como limpar o nome na praça, que tal compartilhar o que achou das nossas dicas? Queremos saber! Deixe seu comentário e participe!

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    guia de compra do seu primeiro imovel