<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Por que você precisa tomar cuidado com a origem das peças de carros?

    Posted by Rodobens on Julho 2017

    Para manter um carro funcionando, tudo em sua manutenção deve estar na mais perfeita ordem. Isso significa que você deve buscar a procedência não apenas dos serviços mecânicos nas revisões e nos reparos necessários, mas também das peças.

    É isso mesmo! Tanto ao comprar separadamente peças de carros como ao observar as que foram instaladas no seminovo que você deseja adquirir, todo cuidado com sua origem ainda é pouco. Quer saber por quê? Então acompanhe nosso post de hoje!

    Peças de carros falsificadas não possuem garantia

    Na hora de realizar a manutenção do carro, muita gente tenta economizar de todas as formas possíveis. Para isso, buscam profissionais não tão confiáveis, que realizam serviços de qualidade duvidosa e tomam decisões com ou sem a consciência dos proprietários.

    O detalhe é que, se as novas peças não tiverem nenhuma garantia de procedência, seu funcionamento não é assegurado por qualquer tempo ou quilometragem. E justamente aí está a raiz de muitos problemas que surgem assim que um carro usado começa a rodar nas mãos do novo dono.

    Verificar o chassi do seminovo é essencial

    O chassi do veículo é aquela sequência de letras e números que identifica sua origem, indicando a região onde foi produzido, o fabricante, o modelo, o motor, o ano de fabricação e demais detalhes. Procurando esse código nos lugares onde normalmente é encontrado, como no assoalho e na carroceria, você pode evitar problemas relacionados a furtos ou acidentes prévios.

    Além disso, o chassi também vem marcado de fábrica em alguns componentes, como no bloco do motor, na caixa de câmbio, nos vidros, nos eixos dianteiro e traseiro, na caixa de direção e até nas fechaduras. Assim, caso encontre algum vidro sem a marcação, por exemplo, é provável que o original tenha sido quebrado e substituído.

    Valorizar os registros de revisão é uma boa prática

    Você sabia que, quando um veículo é levado a uma autorizada para as revisões previstas, cada serviço é devidamente registrado no manual, em um campo dedicado especificamente para isso?

    Quando a quilometragem e o tempo de produção forem compatíveis com as marcações, você garante muito mais tranquilidade em relação a qualquer substituição de peças que tiver sido necessária.

    Peças usadas também podem ser de qualidade

    Com a lei federal conhecida como lei do desmanche, de 2014 para cá, quem compra e usa peças usadas pode contar com a regulamentação da atividade de reúso de peças de carros desmontados.

    Juntamente aos órgãos de trânsito, empresas credenciadas podem comercializar peças de veículos dando baixa formal em seus respectivos estados. Cada uma recebe uma etiqueta com código de barras para possibilitar o rastreamento até mesmo pelo consumidor final.

    Dessa forma, em muitos casos, os custos de manutenção podem ser drasticamente reduzidos. De bônus, os criminosos especializados em roubos e furtos de veículos para revenda se complicam e o meio ambiente ainda se beneficia da extensão do ciclo de materiais que, até então, iam para o lixo.

    E aí, gostou de saber mais sobre os cuidados com a origem das peças de carros? Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos como este diretamente na sua caixa de entrada!

     

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    Como funciona o consórcio de imóveis