<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Educação financeira: como ensinar aos filhos pequenos?

    Posted by Rodobens on Fevereiro 2017

    Ao contrário do que muitos podem pensar, a gestão financeira da família não deve ser vista como um assunto de adulto. Pense bem: para que todos contribuam, é preciso promover a educação financeira dos filhos desde pequenos, conscientizando-os sobre o valor do dinheiro e o esforço necessário para conquistá-lo.

    É isso mesmo! As crianças podem sim contribuir para a economia de recursos dentro de casa, desde que sejam preparadas para isso. Que tal aprender a implementar a educação financeira dos filhos? Então acompanhe agora mesmo nosso post!

    O dinheiro não deve ser tratado como um tabu

    Entenda desde já que a falta de dinheiro não pode ser vista como um tabu, algo a ser escondido dos filhos. Afinal, a falsa ilusão de que está tudo bem pode resultar em crianças e adolescentes sem noção do que está ou não ao alcance da família.

    Na prática, não é raro vermos pais em dificuldades financeiras por não saberem explicar aos filhos que é impossível comprar aquele tênis da moda ou o novo modelo de videogame que saiu porque a família tem outras prioridades. Então aprenda: conseguir falar abertamente sobre dinheiro com todos, envolvendo seu cônjuge e os filhos nas decisões, é simplesmente vital.

    A mesada é uma boa forma de educação financeira

    Para conscientizar seus filhos desde pequenos e promover uma verdadeira educação financeira ao longo dos anos, institua uma mesada, ensinando-os a poupar para poderem comprar o que desejam.

    Converse com eles sobre como controlar o dinheiro, fazendo uma planilha, mesmo que manual, de entradas e saídas. Como os pequenos são bem rápidos no uso de tecnologia, você pode até usar aplicativos financeiros de fácil entendimento para que eles planejem e consigam concretizar seus sonhos.

    A meritocracia serve como motivação

    Quando seus filhos já tiverem idade para compreender que o dinheiro não cai do céu, sendo preciso se esforçar para consegui-lo, você pode criar um sistema meritocrático para a mesada.

    Defina atividades compatíveis com a idade de cada um, como lavar a louça, limpar o quarto, guardar os brinquedos e tirar boas notas na escola, dando a elas uma determinada pontuação. Atingindo a meta, cada filho recebe um valor monetário. Pode acreditar: com essa medida simples você promove uma educação financeira para a vida toda, preparando seus filhos para o que vem pela frente.

    As conquistas devem sempre ser comemoradas

    Os adultos gostam de comemorar suas conquistas, não é mesmo? Pode ser a compra do carro novo, da casa própria ou mesmo a realização daquela viagem tão sonhada: a sensação de realização extravasa. E por que não fazer isso também com as crianças?

    Mostrar os benefícios de poupar dinheiro pode ser um grande estimulante para que seus filhos continuem controlando os gastos. Assim, quando atingirem uma meta (como a compra do videogame novo), leve-os para comemorar com um lanche ou um passeio! Reforce o comportamento positivo demonstrando que eles são capazes de atingir seus objetivos! Assim a família toda ganha, já que poderá contar com o apoio de cada um quando precisar rever as finanças e priorizar os gastos.

    Viu como a educação financeira definitivamente não é um tabu? Quer acompanhar outros temas como este? Então curta nossa página no Facebook e fique sempre informado!

     
     

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    Como funciona o consórcio de imóveis