<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Estilos de decoração: por que escolher antes de reformar?

    Posted by Rodobens on Julho 2017

    Você já parou para pensar que, antes de qualquer reforma, é melhor colocar todas as ideias em um projeto organizado? Só assim você consegue aplicar direitinho os estilos de decoração que preferir, até mesmo mesclando opções nos novos ambientes. Aliás, a grande sacada é realmente escolher os estilos de decoração antes de reformar para evitar retrabalhos no futuro.

    Afinal de contas, decorar não envolve somente combinar objetos que conversam entre si! Lembre-se de que as próprias estruturas e os materiais usados precisam ser levados em consideração desde cedo.

    Para brilhar nesse planejamento, que tal conferir agora mesmo algumas dicas de estilos de decoração? Acompanhe nosso post e se prepare para tomar decisões!

    Minimalista

    Para quem curte ambientes mais modernos, o estilo minimalista é uma ótima opção. A pegada mais clean cria composições atuais, com formas mais simples, traços angulares e, é claro, materiais em evidência.

    Aí entram principalmente o vidro e o metal, que se fazem muito presentes desde os móveis até as estruturas do espaço, seja em paredes ou em divisórias. Mas é interessante observar como o couro e a madeira também aparecem nesse tipo de decoração, combinando muito bem com cores neutras. As pedras polidas e até mesmo o cimento (como veremos mais adiante) também estão fazendo bastante sucesso em projetos minimalistas.

    Rústico

    Os amantes da vida no campo certamente vão gostar desse tipo de decoração, que é repleta de tons terrosos e texturas diferentes, com mobiliário e objetos de cerâmica, vime e palha. E, como dá para imaginar, essa ambientação só é possível com uma presença forte de madeira. Em móveis, vigas, rodapés, chão e até paredes: aqui, a madeira está em tudo!

    Para dar um toque ainda mais aconchegante aos ambientes, é interessante apostar também em detalhes artesanais, como peças feitas à mão, bem como em uma incidência maior de determinadas cores, como o marrom, um amarelo denso, um vermelho escuro e um verde mais fechado, por exemplo.

    Tradicional

    Clássica e atemporal, essa decoração que relembra as casas dos séculos 18 e 19 nunca sai de moda. Perfeito para ambientes grandes, o estilo tradicional permite uma ornamentação mais suntuosa, mas sem perder o ar convidativo e acolhedor — já que possibilita o uso de tecidos e objetos decorativos herdados pela família.

    O ponto-chave está nos materiais mais usuais, que são as madeiras nobres, como a cerejeira, por exemplo, além de pedras também nobres, como o mármore. A dica de ouro aqui se resume a buscar o equilíbrio para que os espaços não fiquem muito pesados. Nesse sentido, combine tons fortes, como o bordô e o azul-marinho, com cores mais suaves, como o creme e o bege.

    Étnico

    Se você curte uma decoração mais exótica e diferenciada, que tal apostar no estilo étnico, fortemente marcado por traços orientais? Nesse caso, é possível usar e abusar de paisagens leves, jardins de inverno, objetos que remetam à cultura em evidência e, principalmente, em cores e texturas mais naturais.

    Só um detalhe: aqui, o projeto antes da reforma pede um pouco mais de atenção. Afinal, a ideia da decoração étnica traz muito a questão do bem-estar que o ambiente pode proporcionar. Construa espaços bem elaborados, com cenários que proporcionem tranquilidade e lembrem a natureza. Para isso, use madeira, bambu, pedra, vime entrelaçado e tecidos naturais.

    Industrial

    Forte tendência atualmente, a decoração industrial conquistou mesmo quem gosta de um ambiente mais moderno, mas não tão clean quanto o minimalista. A ideia é buscar inspiração em galpões, garagens e outras instalações industriais norte-americanas que, eventualmente, foram transformadas em moradia.

    Escolhendo esse estilo, o projeto de reforma acaba se tornando mais prático, uma vez que é possível manter a tubulação aparente e privilegiar o cimento queimado no chão. Os tijolos nas paredes também podem ficar expostos, causando uma falsa sensação de falta de acabamento. É possível investir em madeiras rústicas e bastante metal, além de peças funcionais que podem ser reaproveitadas.

    E então, por quais estilos de decoração você mais se interessou? Já consegue tomar uma decisão? Antes de dar o pontapé inicial na sua reforma, porém, compartilhe o que descobriu com este post em suas redes sociais!

     

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    guia de compra do seu primeiro imovel