<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Financiar um imóvel antes do casamento é a melhor opção?

    Posted by Rodobens on Janeiro 2017

    62206-financiar-um-imovel-antes-do-casamento-e-a-melhor-opcao.jpg

    Como bem diz a sabedoria popular, quem casa quer casa. De fato, o casamento representa a união de uma nova família e, consequentemente, a criação de um novo lar. Nesse sentido, a necessidade de organizar um espaço para dar sequência aos planos do casal é um movimento quase natural, não concorda? O detalhe é que a saúde financeira nem sempre está alinhada com essas expectativas. É aí que o financiamento entra na vida da maioria dos recém-casados. Mas será que financiar um imóvel antes do casamento é mesmo a melhor opção? Veja como fazer um bom negócio para seu futuro!

    Planejamento para a vida nova

    A transição da vida de solteiro para a vida de casado traz novos compromissos que exigem muito planejamento do casal. Nesse contexto, o que antes era visto de maneira individualizada passa a ser assunto de interesse de ambos. Para que isso aconteça, o compartilhamento de informações e o compromisso com a transparência são essenciais.

    Dentre os investimentos de primeira urgência está, é claro, a compra da casa própria. Portanto, assim que o casal reconhece que chegou o momento de juntar as escovas de dentes, antecipar um financiamento que permita a aquisição da moradia se torna oportuno. É preciso, portanto, elaborar um plano envolvendo a análise de todas as possibilidades, bem como orçamentos e outros detalhes que possam interferir na realização desse sonho.

    Lembre-se: o casamento é sinônimo de felicidade mas também de gastos! Enxoval, festa, lua de mel, móveis e muito mais: os números podem assustar um pouco. Levando tudo isso em conta, o casal que opta por antecipar o financiamento do imóvel precisa planejar para conseguir conciliar as despesas do casamento com as parcelas da casa própria.

    Possibilidade de compra na planta

    O casal que opta por um financiamento imobiliário antes do casamento pode se planejar para comprar um apartamento ainda na planta ou já em construção, desde que a data prevista de entrega se aproxime da época do casamento. Aliás, é bom contar ao menos 6 meses a mais, a fim de cobrir qualquer imprevisto com a obra.

    E pode acreditar: essa é uma escolha que costuma facilitar a aquisição. Afinal, os parcelamentos dos imóveis em lançamento ou em construção tendem a ser mais fáceis de pagar porque ao menos o início é administrado pela própria construtora, financiando-se apenas o saldo devedor. Com isso, essa opção acaba se tornando viável para muitos casais.

    Mas atenção: se a entrega da nova moradia não coincidir com o período do casamento, pode ser preciso partir para um aluguel provisório. E é assim que o casal inclui mais uma despesa não prevista em seu orçamento. Nesse cenário, talvez seja o caso de repensar a aquisição desse imóvel.

    Aquisição de imóvel pronto

    Para não correr riscos, a opção mais interessante é a aquisição de um imóvel novo, prontinho para ser ocupado. Dessa forma, os recém-casados terão a garantia de que, tão logo a união se concretize, o acesso à moradia será imediato. Economizar no orçamento dispensando o aluguel: essa é uma ótima meta para o começo de uma nova vida, não acha? Se for com cheirinho de novo então, melhor ainda!

    O problema é que, por mais que essa seja uma alternativa interessante, é preciso considerar que os imóveis novos custam mais caro se comparados com os em construção mesmo os usados. De toda forma, ainda que os usados sejam mais acessíveis, o casal deve observar se há necessidade de reparos ou reformas, o que significa um custo adicional a ser computado.

    Investimento no patrimônio próprio

    Uma coisa é certa: o dinheiro que é gasto com aluguel jamais será recuperado. Por outro lado, o dinheiro que é destinado ao pagamento das parcelas de um financiamento imobiliário será convertido em um patrimônio sólido, representando uma conquista muito significativa do casal. Isso sem contar que o início de uma vida a 2 é muito mais prazeroso ocupando um imóvel próprio do que lidando com uma locação.

    Composição de renda

    Mesmo sem estarem casados, os noivos já podem assumir conjuntamente o financiamento do imóvel com o banco. Assim, ambos podem compor a renda exigida pela instituição financeira para liberar o crédito, além de também poderem usar seus saldos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como parte do pagamento. Com isso, a parcela financiada pode ser menor, facilitando muito o processo de aquisição.

    Isso significa que, considerando esse aspecto da composição de renda, a opção por financiar o imóvel mesmo antes do casamento não encontra qualquer impedimento legal. Por essas e outras, pode sim ser uma boa saída para os novos casais!

    Acréscimo dos juros

    Antes ou depois do casamento, o casal precisa considerar as altas taxas de juros cobradas pelos bancos, fator de extrema relevância para quem adquire um financiamento imobiliário. Essas taxas variam de acordo com o tipo de financiamento, seja pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) ou outro, assim como de acordo com o banco onde o empréstimo é tomado.

    De toda forma, qualquer que seja a alternativa de financiamento bancário eleita e qualquer que seja a instituição escolhida, os juros são elevados, encarecendo muito o preço final do imóvel. Se o casal optar pela aquisição de um imóvel na planta ou em construção, deve considerar também a variação do Índice Nacional da Construção Civil (INCC) durante a fase da obra. É o INCC que, na maioria das vezes, reajusta as parcelas nessa modalidade de negócio.

    Consórcio de imóveis

    Uma ótima alternativa ao financiamento bancário que também pode ser considerada antes do casamento é o consórcio de imóveis. Como não há incidência de juros sobre as parcelas do consórcio, o custo final da casa ou do apartamento adquirido por meio desse sistema é menor do que seria se o pagamento fosse feito com dinheiro emprestado pelo banco.

    O fato é que, considerando qualquer alternativa de financiamento da compra do imóvel, fazer esse compromisso antes do casamento pode ser uma excelente solução para os noivos. Só não se esqueça de que nenhuma das alternativas apresentadas excluem a necessidade do planejamento. Então é bom ficar de olho no surgimento de oportunidades que caibam melhor no bolso do casal!

    Agora que você já sabe que financiar um imóvel antes do casamento é uma boa opção, que tal assinar nossa newsletter para receber novidades sobre consórcios e sobre o mercado imobiliário?

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    guia de compra do seu primeiro imovel