<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    O que é o lance embutido em consórcios e como isso funciona?

    dicas, imovel, dicas-consorcio, consorcio-imovel

    37883-o-que-e-o-lance-embutido-em-consorcios-e-como-isso-funciona.jpg

    Os consórcios (especialmente de carros e imóveis) vêm conquistando cada vez mais brasileiros com o passar dos anos. Basicamente, essa modalidade permite que os participantes façam um investimento mensal para, depois da contemplação, resgatarem o valor total da carta de crédito e finalmente aplicar esse montante no veículo ou casa dos seus sonhos.

    Além de contar com diversas vantagens, como a isenção de uma taxa de entrada e de juros, por exemplo, o consorciado ainda pode fazer a oferta de um lance embutido para ser contemplado mais rapidamente. Essa é uma excelente oportunidade para quem encontrou a hora certa de adquirir o bem desejado.

    Ficou interessado e quer entender melhor sobre o lance embutido em consórcios? Então basta continuar com a leitura deste post!

    O que é o lance embutido?

    Vamos começar com o conceito de lance simples no consórcio: é uma maneira de o consorciado conquistar sua carta de crédito caso ainda não tenha sido sorteado e não queira contar unicamente com a sorte. Nesse contexto, o consorciado oferece um lance de determinado valor que tenha poupado a partir de recursos próprios.

    Já no lance embutido, os consorciados podem fazer uma oferta com um valor que, na verdade, não possuem. Na prática, esse montante será descontado do valor total da carta de crédito contratada. Esse lance serve como uma forma de antecipar a contemplação com a carta de crédito, mesmo quando não se tem qualquer quantia de dinheiro em mãos.

    Como os lances funcionam?

    Como já mencionamos no tópico anterior, o consorciado pode usar uma parte do valor da carta de crédito como pagamento do lance ofertado. Para entender melhor, vamos a um exemplo?

    Digamos que a carta de crédito do seu consórcio seja de 60 mil reais e você decida fazer um lance embutido de 10 mil. Nesse caso, quando você receber a carta de crédito, o valor do lance será descontado do total. Assim, você terá 50 mil reais disponíveis para adquirir o bem. Para entender melhor as regras específicas de como os lances funcionam, fale com a administradora do consórcio antes de planejar sua oferta!

    De toda forma, já podemos adiantar que, ao pensar em fazer um lance embutido, você precisa observar 2 pontos principais. O primeiro é que existe um valor máximo (geralmente equivalente a 30% da cota) que pode ser utilizado nos lances. No caso do exemplo acima, o valor máximo possível para a oferta seria de 12 mil reais.

    O segundo ponto é que o valor desse lance será diluído nas parcelas restantes. Na maioria das vezes, o abatimento pode acontecer de 3 maneiras: com a quitação das últimas parcelas, seguindo uma ordem de trás para frente, com a quitação a partir do próximo pagamento, em uma ordem direta, e com a diminuição do valor geral de todas as próximas parcelas.

    Quando ofertar um lance?

    Os lances são feitos nas assembleias para revelar o sorteado do mês, que ocorrem em datas previamente estabelecidas. Todos os consorciados participam dos sorteios em igualdade de condições, mas apenas aqueles com as parcelas em dia podem fazer ofertas de lances.

    Para fazer uma oferta de lance embutido, você deve contatar a administradora antes da assembleia do mês, informando o valor do lance. Esses dados ficam guardados em um envelope, juntamente com os possíveis lances de outros consorciados. Depois do sorteio, os envelopes são abertos para verificar quem deu o maior lance. Esse consorciado é contemplado com a carta de crédito.

    Você só deve pagar o valor do seu lance caso seja o consorciado com a oferta mais alta. Se seu lance não for o maior, você pode continuar ofertando lances nos meses seguintes. Vale também observar o grupo de consorciados antes de decidir por uma quantia, a fim de fazer um lance mais certeiro e, portanto, com maiores chances de ser contemplado.

    Como usar o FGTS no consórcio de imóveis?

    O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) também é uma ótima opção para o adiantamento da carta de crédito. Mas atenção: isso se aplica especificamente aos consórcios de imóveis, ok? A procura por essa alternativa tem crescido bastante entre os trabalhadores de carteira assinada.

    Nesse tipo de consórcio, o FGTS pode ser usado de algumas maneiras diferentes:

    • Como lance: é possível usar 100% do valor do fundo para esse caso, bastando para isso que você apresente à administradora seu extrato do fundo de garantia;

    • Como complementação da carta de crédito: nesse caso, o valor do fundo é usado para comprar um imóvel mais caro que o valor total da carta de crédito;

    • Como pagamento de parte das parcelas: aqui, até 80% do valor do FGTS pode ser aplicado, sendo que o consorciado que tem parcelas atrasadas (desde que não ultrapassem 3) pode usar o fundo para ficar em dia com as prestações;

    • Como quitação do saldo devedor ou amortização extraordinária: nesse caso, o consorciado precisa já ter sido contemplado e adquirido o bem.

    Entretanto, existem algumas regras que devem ser seguidas para o uso do benefício. Veja quais são:

    • O titular da conta deve ser o próprio consorciado;

    • O consorciado precisa comprovar um mínimo de 3 anos de trabalho sob o regime;

    • O consorciado não pode ser proprietário de outro imóvel residencial (em construção ou concluído) no município de residência atual, no município onde trabalha ou mesmo em municípios vizinhos;

    • O consorciado não pode ser proprietário de outros imóveis residenciais em qualquer parte do território nacional financiados pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH);

    • O valor máximo de avaliação do bem, a partir da data da aquisição, não pode ultrapassar o limite estabelecido pelo SFH — 750 mil reais para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e 650 mil para os demais.

    Se você está participando de um consórcio e entende o momento como oportuno para obter sua carta de crédito, o lance embutido é sim uma opção interessante, que pode ajudá-lo a ficar mais próximo da conquista do seu sonho. E agora que você sabe praticamente tudo sobre essa alternativa, pode analisar sua situação financeira com cuidado, estudando suas reais possibilidades de fazer um lance.

    Agora comente aqui e nos conte o que acha dessa oportunidade? Ficou ainda com alguma dúvida sobre o lance embutido? Compartilhe seus questionamentos e suas impressões conosco!