<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    Saiba como adquirir disciplina financeira

    Posted by Rodobens on Junho 2016

    saiba como adquirir disciplina financeira.jpg

    Quando chega o final do mês você precisa contar as moedas para pagar as últimas contas ou conferir se pode aceitar aquele convite de happy hour com os amigos? Pois se essa é uma realidade constante em sua vida, você definitivamente precisa de disciplina financeira! Os maiores investidores de todos os tempos chegaram ao patamar que chegaram porque souberam avaliar o que consumia seus recursos e mudaram de atitude. E a melhor parte dessa história é que você também pode! Quer saber como? Então fique atento:

    Comece pela organização

    Não tem mistério: disciplina financeira começa com a organização das contas. O processo é mais que básico, listando quanto recebe (entradas) e quanto gasta (saídas). Isso pode ser feito em uma simples planilha de computador, que se tornará a solução para todos os seus problemas financeiros, mas também pode ser mais profissional, aderindo a um aplicativo específico de controle financeiro. Faz questão de simplicidade? Então abra agora mesmo seu editor de planilhas e inclua 5 colunas: data, descrição, entrada, saída e saldo. Abaixo, vá listando as entradas e as saídas, dia a dia. Assim você terá uma ideia de quanto vem gastando nos últimos tempos e para onde seu dinheiro efetivamente vai.

    Identifique as fugas de dinheiro

    Fugas de dinheiro nada mais são que aquelas despesas que você, na verdade, não precisaria ter — como o lanche da tarde, um café na padaria ou o chocolate depois do almoço. Acredite ou não, essas são as principais causas de dificuldades financeiras da maioria das pessoas. E quando você as identifica, fica bem mais fácil conter o impulso e deixar de comprar. Prepare-se para dar esse passo categorizando esses gastos na sua planilha como despesas supérfluas, por exemplo — uma palavra de impacto o ajudará a se policiar mais e não cometer os mesmos erros novamente. Marcar esses valores com uma cor diferenciada também ajudará a identificá-las e, consequentemente, evitá-las.

    Reduza os desperdícios

    Se depois de listar suas despesas você descobrir que as contas de luz, água, telefone e aluguel, entre outras, estão muito altas, vale rever seus hábitos e comportamentos. Será que o plano do celular não pode mudar para um mais barato? A internet não pode ser de um fornecedor que cobre menos? Esses ajustes vão ajudá-lo a dar uma folguinha no orçamento para então colocar a disciplina financeira para funcionar a seu favor — isto é, impulsionando para que você conquiste seus objetivos. Que tal fazer com que o dinheiro trabalhe para você?

    Procure mudar seus hábitos

    Promover certas mudanças de hábito não é tão difícil quanto pode parecer em um primeiro momento, sabia? Se você costuma levar o cartão de crédito ou débito a todos os lugares que vai, faça um teste por pelo menos um mês: saque o dinheiro e estabeleça um orçamento diário. Quando o dinheiro está contadinho na carteira fica mais fácil identificar a importância de um gasto, simplificando também a desistência das compras supérfluas.

    Diminua seus limites

    Para quem não sabe usá-lo adequadamente, o cartão de crédito pode se transformar em um verdadeiro vilão — e os bancos sabem muito bem disso. Já reparou como, para fazer com que você gaste mais, as instituições financeiras liberam limites altos, que na maioria das vezes são incompatíveis com seus ganhos? Para não cair na tentação de usar o cartão de crédito indiscriminadamente, vá até a sua agência bancária e solicite a redução do limite. Dessa forma, não haverá tentação que corrompa sua virtude de manter a disciplina financeira.

    Faça de tudo para liquidar as dívidas

    Ter que escolher entre pagar a conta de luz ou a faculdade é uma situação corriqueira para você? Em um mês você paga uma e no outro, a outra? Tente renegociar suas dívidas de forma a conseguir pagar tudo sem ficar devendo mais! É claro que negociar a mensalidade da faculdade é mais fácil que convencer a empresa de energia de que você precisa de luz, mas não tem dinheiro para pagar, mas essa é a melhor maneira de começar a sair desse emaranhado de contas.

    Caso a situação esteja complexa demais e você precise de um empréstimo para organizar as finanças, pesquise bem as possibilidades e opte pela menor taxa de juros

    Tenha objetivos de longo prazo

    Depois de sair do sufoco, manter a disciplina financeira deve passar a ser sua maior preocupação. Mas você também deve identificar objetivos de longo prazo, que o ajudem a poupar dinheiro e a não cair no mesmo ciclo vicioso. Aquela viagem internacional, a compra de um carro, um curso que você quer muito fazer: tudo isso pode ajudá-lo a construir sua disciplina financeira. Basta fazer um planejamento de longo prazo!

    Se você quer viajar para Paris, por exemplo, faça um levantamento dos custos necessários e defina um orçamento para a viagem. Depois, estipule uma data que coincida com suas férias, que seja daqui a 2 anos. Divida o valor total da viagem por 24 meses e tenha esse montante como uma conta mensal, algo que você tem que pagar. Deposite o dinheiro na poupança ou considere fazer um consórcio. Você vai poder desfrutar da sua viagem e se sentir orgulhoso pela disciplina financeira conquistada!

    Monitore seus gastos

    Manter a disciplina financeira é como fazer uma dieta: você tem que mudar seus hábitos e comportamentos aos poucos, anotando suas ações e avaliando o que é positivo e o que é negativo. Esse nível de percepção vai aos poucos se transformando em algo intrínseco. Assim, depois de um tempo, não será mais necessário anotar tudo, porque seu próprio subconsciente o avisará de que você está prestes a sair da linha, acionando os freios. Mas, até lá, siga as dicas que demos para começar a se organizar e desenvolver uma disciplina financeira impecável!

    Quando tudo estiver nos eixos, você poderá começar a pensar em se tornar um investidor de sucesso e, para tanto, precisará de informações de qualidade sobre as possibilidades, correto? Então assine a nossa newsletter e não perca essa chance!

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    guia de compra do seu primeiro imovel