<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

     

    Levando em conta que a logística é parte fundamental de qualquer empresa, é essencial estar sempre atento às novidades que podem ajudar a geri-la melhor. Você por acaso está a par das principais tendências de logística que vão impactar o setor nos próximos anos? Pois confira agora mesmo nosso post e descubra quais são!

    1. Internet das Coisas

    Conhecida pela sigla em inglês IoT, a Internet das Coisas conecta equipamentos e dispositivos eletrônicos via internet. Com isso, é possível controlar o status de cada mercadoria — se ela está no depósito, se já saiu para a entrega e até se foi danificada.

    2. Car sharing

    Compartilhar veículos pode não ser novidade para quem está acostumado com serviços como o Uber, mas a inovação vem agora: essa tendência também é forte para o uso logístico! Aliás, já existem aplicativos que viabilizam às empresas encontrarem fretes mais em conta e até compartilharem caminhões em caso de rotas similares. Com isso, o custo tende a cair, sem colocar em risco a segurança das entregas.

    3. Veículos autônomos

    As pesquisas para viabilizar o uso de veículos autônomos, que podem se deslocar sem motoristas, têm avançado bastante. E elas não se restringem ao transporte de passageiros, viu? Pode acreditar: daqui a não muitos anos, será possível realizar entregas usando caminhões autônomos e até mesmo contar com empilhadeiras que conseguem atuar sozinhas dentro do seu pátio de estocagem.

    4. Novos modais

    No Brasil, ainda somos muito dependentes do transporte rodoviário. No entanto, entre as tendências de logística para os próximos tempos está o uso de modais não tradicionais. Dentro das cidades, o uso de bicicletas para entregas próximas já vem se popularizando, por exemplo. Em breve, veículos autônomos e até drones serão usados para baratear e agilizar fretes.

    5. Integração do supply chain

    O crescimento do e-commerce ainda vai durar muitos e muitos anos. Por isso, cada vez mais empresas que ainda estão nos tempos analógicos correm para investir na presença virtual. Nesse cenário, integrar a cadeia de suprimentos das lojas físicas e on-line é mais que uma tendência, mas sim uma necessidade que precisa ser atendida rapidamente.

    6. Verticalização da cadeia

    Outra tendência que não vai passar despercebida é a verticalização da cadeia de suprimentos. Trata-se, basicamente, de centralizar todas as operações logísticas na empresa, desde a mão de obra, passando pela armazenagem até a entrega. A ideia é evitar custos com terceiros e conseguir integrar os processos de forma mais profunda.

    7. Logística reversa

    Em geral, as empresas estão preocupadas em entregar produtos de forma rápida e barata, certo? Mas você já pensou em receber itens de volta? A logística reversa trata justamente disso: cuidar das devoluções dos clientes. Isso é importante em um cenário em que a economia compartilhada começa a dar as cartas, com clientes alugando produtos por determinado período em vez de comprá-lo. A empresa precisa, portanto, estar apta a entregar e buscar.

    Agora é sua vez: compartilhe essas tendências de logística nas suas redes sociais e mostre para seus amigos que o modo como as empresas armazenam e entregam seus produtos vai mudar bastante nos próximos anos!