<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

    5 tipos de investimento que você precisa conhecer para começar

    Posted by Rodobens on Julho 2017

    O duro esforço de poupar uma pequena parte da sua renda precisa dar frutos e, para isso, é preciso investir um pouco das suas reservas. Assim, você garante sua segurança financeira em médio e longo prazo.

    Mas qual opção é mais adequada para o seu perfil? Aliás, quais os principais caminhos do mercado financeiro? Para esclarecer essas dúvidas, listamos os tipos de investimento que você deve considerar, como eles funcionam e quais suas vantagens e riscos. Ficou interessado? Então continue lendo!

    1. Tesouro Direto

    O tesouro direto é um investimento em renda fixa: isso significa que, ao realizá-lo, você já saberá quanto ele vai render no prazo acordado. Ele é assegurado pelo próprio Tesouro Nacional, o que garante sua segurança.

    Embora seu rendimento seja considerado alto, apresenta um problema de liquidez. Ou seja, não pode ser resgatado a qualquer hora sem depreciação, mas apenas nas datas acordadas, o que pode variar de 2 até 10 anos.

    2. Letras de Crédito

    Estão divididas em duas grandes modalidades: as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA). Ambas são investimentos em renda fixa e lastradas nos setores aos quais se referem.

    Entre as suas vantagens, estão o fato delas não incidirem sobre o Imposto de Renda e terem liquidez de três meses até três anos. No entanto, elas são consideradas rentáveis apenas em um período de 18 meses entre a aplicação e o resgate.

    3. CDB

    Os Certificados de Débito Bancário são operações feitas com um banco em que, basicamente, o investidor está realizando um empréstimo para a instituição financeira. Eles são tributados no Imposto de Renda e, portanto, vale a pena pensar em investimentos mais longos, pois quanto maior o tempo até o resgate, menor a carga do imposto. São considerados vantajosos apenas para prazos superiores a dois anos.

    Os CDBs só podem ser realizados com investimentos mínimos de R$ 10 mil, mas são assegurados pelo Fundo Garantidor de Crédito em até R$ 250 mil.

    4. Poupança

    O mais popular dos tipos de investimentos, a poupança é segura e acessível. O seu grande calcanhar de Aquiles, por sua vez, é a rentabilidade: em alguns casos, os ganhos anuais podem ficar abaixo da inflação, o que significa que você pode perder dinheiro.

    Mesmo assim, vale a pena utilizá-la como uma reserva de emergência ou como investimento em um longuíssimo tempo.

    5. Imóveis

    Um dos tipos de investimento a ser considerado. Afinal, estamos falando da compra de um patrimônio que pode render frutos com o seu aluguel ou em uma revenda. O investimento pode ser feito por meio de um financiamento ou consórcio.

    O primeiro garante o acesso imediato ao bem, mas conta com um longo trajeto burocrático e custos com juros no longo prazo que precisam ser considerados. No consórcio, por sua vez, não há a incidência de juros. Todavia, é preciso aguardar a contemplação, o que pode acontecer a qualquer momento do consórcio, no início ou no final. Mesmo assim, essa modalidade é interessante para quem deseja fazer um investimento com baixos riscos.

    Receba mais informações para melhorar sua vida financeira diretamente no seu e-mail. Basta assinar nossa newsletter para acompanhar o material disponibilizado no nosso blog!


     

    Consórcio, investimento seguro e programado para aquisição de bens e serviços.

    • Sem Juros
    • Diversos planos e créditos
    • Sem Taxa de Inscrição
    Simular
    Consórcio!
    New Call-to-action

    Newsletter

    Categorias

    todos
    Como funciona o consórcio de imóveis