Sabia que você pode usar o FGTS no consórcio de imóveis? Sim, aquele dinheiro parado ajuda a alcançar o sonho da casa própria. E essa é uma escolha inteligente e cheia de vantagens.

    Assim como seu fundo de garantia pode servir para financiar uma casa ou apartamento no banco, também é possível utilizá-lo em um consórcio. Neste artigo, tire suas dúvidas sobre as vantagens dessa escolha e saiba como funciona o processo!

    Por que usar o FGTS no consórcio de imóveis?

    O FGTS é um recurso que fica guardado em uma conta vinculada à sua identificação de trabalhador. A empresa em que você trabalha deposita mensalmente um valor correspondente a 8% do seu salário. Esse dinheiro não pode ser sacado, exceto em casos específicos — como aposentadoria ou demissão sem justa causa. Enquanto isso, a quantia depositada é reajustada, com um rendimento equivalente ao da poupança. 

    Acontece que, mesmo sem deixar seu emprego, você pode solicitar que o saldo seja usado para a compra de um imóvel, segundo as condições do Sistema Financeiro Habitacional.

    Mas vale a pena tirar o dinheiro que está rendendo para usar o FGTS no consórcio de imóveis? Essa é a dúvida de muita gente. A resposta é: definitivamente, sim. E vamos explicar as 4 principais razões para essa conclusão. Confira!

    1. Benefícios melhores que o rendimento do FGTS

    O FGTS tem seus rendimentos baseados nos juros da poupança, como dissemos. E, neste ano, a previsão é que os juros sejam de 4,55% (até agora, o acumulado está em 4,23%).

    Ou seja, se você deixou R$ 1.000 guardados em janeiro, deve ter R$ 1.042,30 hoje. Sabe o que é pior? A inflação muitas vezes supera o rendimento da poupança. No fim das contas, você perde dinheiro, pois ele se desvaloriza.

    Já no consórcio, a quantia que você investe está construindo um patrimônio. Ela vai ser usada para pagar uma parte de um bem, que trará segurança à sua família. E o melhor: sem os juros de um financiamento. Existe um objetivo definido e você está conquistando sua meta da forma mais econômica possível. 

    2. A valorização do imóvel também supera o rendimento

    O mercado imobiliário é um dos investimentos mais seguros e atrativos, justamente porque a tendência dos imóveis é sempre a valorização. Você compra uma casa de R$ 300 mil e, antes de terminar de pagar, o preço de mercado dela já aumentou. Se fizer melhorias no local, o aumento de valor é ainda maior.

    3. Sair do aluguel é uma vantagem adicional

    Quanto você paga de aluguel hoje? Deixar de ter essa despesa pode fazer muita diferença no orçamento e no bem-estar da sua família. Por isso, em vez de manter o saldo do FGTS na conta, correndo risco de desvalorização, seria bem melhor ter seu próprio imóvel, concorda?

    4. O dinheiro economizado pode ser investido

    Sabe o que você pode fazer com o montante que deixou de pagar com o aluguel? Investir em outro consórcio! Quem sabe para um carro ou para um segundo imóvel. Assim, você deixa de pagar aluguel por algo que nunca será seu e começa a trabalhar a favor de si mesmo.

    Como o FGTS pode ser usado no consórcio?

    Você pode usar 100% do saldo do seu FGTS para quitar seu consórcio de imóvel ou amortizar as parcelas, diminuindo o saldo devedor, mesmo que ainda não tenha sido contemplado.

    Os requisitos são que:

    • o consórcio seja para compra de imóvel residencial urbano (reforma não está incluída);
    • você tenha pelo menos três anos de cadastro no FGTS;
    • você não seja titular de financiamento;
    • não haja outros imóveis em seu nome nos locais onde mora ou trabalha.

    Você não pode utilizar o imóvel para ampliar ou melhorar o local onde já reside, nem para comprar terreno ou material de construção.

    No fim das contas, ter sua casa própria está mais perto do que você imagina. E você ainda pode usar o FGTS no consórcio de imóveis, facilitando a realização desse sonho. Basta ter planejamento e foco!

    Quer ter mais informações sobre consórcio para conquistar seus sonhos? Acompanhe a gente nas redes sociais! Publicamos várias dicas no Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e no nosso canal do YouTube!