175217-4-itens-essenciais-para-o-alcance-da-estabilidade-financeira

4 itens essenciais para o alcance da estabilidade financeira

Junho 2018

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

A estabilidade financeira deve ser uma meta de vida para quem almeja a tranquilidade quando o assunto é dinheiro. Já imaginou não ter que se preocupar em fechar o orçamento todo fim de mês ou, então, sempre ter uma quantia guardada para usar em uma emergência? Sem dúvida, isso seria fonte de segurança, não é mesmo?

Muita gente ainda acredita que alcançar esse estágio de vida é apenas para quem já é rico. Porém, saiba que é possível rever o seu modo de lidar com o dinheiro e, depois disso, colher os frutos de ter uma conta “no azul”.

Confira, a seguir, 4 dicas fundamentais para você buscar a estabilidade financeira!

CTA_Quer-saber-como-ter-equilíbrio-na-sua-vida-pessoal-e-financeira

1. Quitar as dívidas

Dívidas acumuladas são dores de cabeça para quem está com o orçamento descontrolado. Na verdade, elas são os sintomas de que a vida financeira não vai bem. Por esse motivo, você deve atacar esse ponto em primeiro lugar, para poder mudar o seu status bancário do “vermelho” para o “azul”.

Dê prioridade ao pagamento das dívidas com maiores taxas de juros, como fatura do cartão de crédito e limite do cheque especial. Se perceber que não vai conseguir honrar os demais compromissos, é preciso ir ao encontro dos credores para renegociar os débitos. Nesse caso, explique a sua situação para eles e mostre-se disposto a pagar, pois, assim, você aumenta as chances de conseguir condições favoráveis na renegociação.

2. Fazer uma análise de gastos sincera

Depois ou ao mesmo tempo do passo anterior, você deve fazer uma análise de gastos minuciosa. Saiba que dificilmente alguém chega à estabilidade financeira com despesas supérfluas frequentes.

Ao longo dessa análise, divida os gastos conforme uma escala de prioridade, como essencial, importante, dispensável. No primeiro caso, os débitos são fundamentais, como energia, água, alimentação, etc. No segundo, as despesas são necessárias, mas podem esperar um pouco, como trocar um móvel velho.

Já no terceiro ficam os gastos que representam a conquista de desejos de consumo, mas que podem perfeitamente esperar um momento mais oportuno, como fazer uma viagem de lazer.

3. Realizar o planejamento financeiro

Um planejamento adequado é o alicerce para você construir a sua estabilidade financeira. Ao programar os seus gastos para o curto, o médio e o longo prazo, de acordo com as suas fontes de receita, você evita usar o dinheiro de forma desordenada.

A vantagem do planejamento é criar uma espécie de “trilho” por onde vai caminhar a sua vida financeira nos próximos anos. Dessa maneira, você assume as rédeas do seu orçamento e passa a saber exatamente qual é a destinação de cada centavo que ganha.

4. Aprender a poupar e a investir

Depois de colocar as suas contas em dia, é hora de começar a poupar para acumular riqueza. Com o fruto da economia, você pode investir para gerar mais dinheiro, além de adquirir patrimônio.

De preferência, estipule metas de poupança por mês. Assim, você se esforça para cumpri-las e vê o seu capital aumentar de forma constante.

Gostou destas dicas? Compartilhe, então, este post nas suas redes sociais e ajude mais pessoas a conquistar a sonhada estabilidade financeira!


 

Comentários