aliado

Aliado ou vilão: entenda o que são juros compostos

Fevereiro 2019

3 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você até já ouviu falar sobre eles, mas, na prática, não entende o que são juros compostos? A grande dúvida aqui costuma ser: eles são bons ou ruins para mim? E a resposta é uma só: depende. Isso mesmo! Dependendo da situação, os juros compostos podem ajudar ou atrapalhar suas finanças.

Para entender como os tais juros sobre juros funcionam e quando eles trabalham a seu favor, basta acompanhar o post de hoje!

No fim das contas, o que são os juros compostos?

Imagine que você pegou um empréstimo de mil reais no banco para pagar em 10 meses. A taxa de juros informada foi de 5%. Se você fosse calcular pelos juros simples, faria as seguintes continhas:

  • 1.000 x 5 / 100 = 50, o que significa que você teria que pagar 50 reais de juros;
  • (1.000 + 50) / 10 = 105, que significa que sua prestação seria de 105 reais por mês.

Mas esse é o cálculo dos juros simples e os bancos praticam juros compostos! Basicamente, isso quer dizer que no empréstimo estão embutidos impostos e taxas sobre os quais são aplicados os juros. O detalhe é que, a cada mês, há um novo cálculo. Pega-se o saldo devedor, aplicando sobre ele a taxa de juros — mais 5%, no exemplo que demos. Daí vem o nome: juros compostos.

Quando eles viram vilões do orçamento?

Pelo que você pôde perceber na explicação, se o prazo aumenta, o impacto dos juros no saldo devedor é maior. Afinal, a taxa é cobrada novamente a cada mês. Assim, pegar um empréstimo para pagar em 6 meses tem um custo bem menor que fazer o mesmo empréstimo em 12 meses, por exemplo.

A verdade é que, no caso de dívidas, os juros compostos são sempre vilões do orçamento. E o prejuízo é exponencialmente maior à medida que o prazo para quitação da dívida também aumenta. A propósito, você já percebeu que todos os empréstimos e financiamentos são calculados dessa forma?

Por tudo isso é que normalmente se diz que os cartões de crédito e cheque especial são as dívidas mais caras! Como se não bastasse os juros cobrados serem altos, ainda são reaplicados todo mês, o que pode facilmente formar uma bola de neve difícil de controlar.

Quando são aliados da segurança financeira?

Mas não pense que os juros sobre juros só atrapalham sua vida, ok? Se você gosta de investir e poupar, eles podem se tornar seus melhores aliados! Isso porque da mesma forma que se incorporam ao saldo devedor, aumentando suas dívidas, eles também se juntam ao saldo positivo de seus investimentos! Bem melhor, não acha?

Vamos agora imaginar que você aplicou mil reais em um investimento que traz o retorno de 1% ao mês — sim, os juros dos investimentos são bem menores que os dos empréstimos! Nesse caso, em um mês, você terá mais 10 reais de renda. No mês seguinte, o cálculo dos juros será feito sobre 1.010 reais e não sobre o valor original. Viu como os juros sobre juros podem ser uma mão na roda na hora de investir?

Como fugir dos juros sobre juros em empréstimos e financiamentos?

Considerando que você não tem dinheiro guardado, mas nem por isso quer deixar o sonho da compra do imóvel próprio de lado. Por mais que as taxas de juros dos financiamentos imobiliários sejam mais baixas que as taxas dos empréstimos pessoais, ainda são altas. E como o prazo é muito longo, o valor final pago acaba sendo muito maior que o contratado.

Já parou para pensar que uma boa forma de financiar imóveis, veículos e serviços é usando o consórcio? Sem incidência de juros, a principal cobrança do consórcio é a taxa de administração, que remunera a empresa responsável por organizar os recebimentos e aplicar no fundo comum para garantir que todos os participantes alcancem seus objetivos. Como a administradora aplica o dinheiro investido, faz ótimo uso dos juros compostos!

O importante aqui é entender que os valores cobrados nessa modalidade são muito menores que os empréstimos tradicionais. Fora o fato de que você não vai precisar dar um valor de entrada, o que é cobrado na absoluta maioria dos financiamentos bancários.

Agora que você já sabe o que são juros compostos, pode escolher a melhor forma de aplicar seu dinheiro! Para aprender mais a respeito, confira um post especial e tire suas dúvidas sobre onde investir seu dinheiro!

Comentários