137906-alugar-comprar-ou-construir-uma-casa-saiba-o-que-e-melhor-para-voce.jpg

Alugar, comprar ou construir uma casa: saiba o que é melhor para você

Novembro 2017

3 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Quando o assunto é imóvel, são muitos os fatores a considerar. É preciso ponderar cada detalhe, a fim de proteger seus investimentos e empregar seus recursos financeiros da melhor forma possível. Eis que surge a pergunta: é mais vantajoso alugar, comprar ou construir uma casa? No post de hoje, mostraremos tanto os pontos positivos como os negativos de cada opção para você ponderar sobre a melhor alternativa para sua família. Confira!

Alugar

O problema do aluguel é que se trata de um gasto e não de um investimento. Isso quer dizer que o dinheiro vai embora sem trazer retornos financeiros ou patrimoniais. Essa opção é mais indicada, portanto, para quem procura por um lar temporário. É uma boa alternativa para jovens ainda sem estabilidade profissional, para quem viaja bastante a trabalho ou para quem está em uma fase de mudanças constantes de cidade.

Em geral, as locações têm bom custo-benefício, o que significa que você pode até ter um dinheirinho sobrando ao final do mês para aplicar em investimentos — inclusive na compra da casa própria.

Lembre-se de que o locatário não pode fazer mudanças estruturais no imóvel sem autorização do proprietário, o que limita a possibilidade de personalização. Além disso, é preciso lidar com a burocracia da transação, que envolve comprovação de renda e aprovação de fiadores.

Comprar

É bem fácil entender as vantagens da compra: você adquire um patrimônio, que pode até ser vendido ou alugado no futuro. Também não podemos desconsiderar a vantagem de ter uma casa para chamar de sua, cantinho onde você pode fazer qualquer tipo de alteração para atender às demandas da família.

No entanto, não dá para ignorar que a compra do imóvel exige um planejamento minucioso. Primeiramente, é preciso escolher a unidade certa, com tamanho, estrutura e localização ideais. Em seguida, é preciso escolher a forma de pagamento.

As 2 principais maneiras de comprar imóveis são o financiamento e o consórcio. O primeiro dá acesso imediato ao bem, mas é preciso dar uma boa entrada, lidar com juros altos e superar obstáculos burocráticos. O consórcio, por sua vez, não exige entrada nem é onerado por juros. As prestações são, assim, mais previsíveis e fáceis de serem encaixadas em um planejamento financeiro de longo prazo.

Ainda sobre o consórcio, caso você não queira contar apenas com a sorte para ser contemplado, pode oferecer lances (equivalentes ao adiantamento de parcelas) para aumentar suas chances de receber a carta de crédito imobiliário e conquistar a tão sonhada casa própria!

Construir

A grande vantagem da construção é a possibilidade de erguer a casa dos seus sonhos. Afinal, desde o início, esse imóvel será pensado para atender às necessidades específicas da sua família. Mas atenção a um detalhe: esse processo costuma ser longo, começando lá atrás, na escolha de um bom terreno.

Também é preciso considerar o valor da transação, representado pelo custo do lote somado às despesas da construção e aos gastos com impostos e autorizações estatais. Já pensou que tudo isso pode sair mais caro que a compra de um imóvel pronto? Você ainda vai precisar contratar mão de obra tanto para os projetos de Engenharia e Arquitetura quanto para a construção em si.

Por fim, vale lembrar que você também pode contratar um consórcio para comprar um lote, o que significa que a construção da casa ideal pode ser realizada dentro de um planejamento de longo prazo!

Agora que você já conhece prós e contras de alugar, comprar ou construir uma casa, conseguiu se decidir? Está pronto para investir no seu imóvel? Então saiba: temos excelentes modalidades de consórcio que se ajustam a diferentes perfis financeiros. Quer saber mais? Entre em contato conosco!

CTA_Vai-construir-uma-casa-do-zero-Tudo-que-você-precisa-saber-está-aqui!_final

 

Comentários