Avaliação de imóveis: descubra como é feita e o que é considerado

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Para fazer bons negócios no mercado imobiliário, é sempre importante contar com o suporte profissional de um bom corretor. Mas entender como é feita a avaliação de imóveis também ajuda — e muito — a tomar decisões acertadas. 

Conhecer os critérios utilizados na avaliação torna a compra ou venda mais ágil e satisfatória para todas as partes envolvidas, diminuindo o desgaste com o processo devido a avaliações fantasiosas sobre valores. Leia nosso texto e veja como fazer bons negócios! 

Entenda o que é avaliação de imóvel

Antes de um imóvel ser anunciado, é comum realizar uma pesquisa e levantamento de informações para determinar as taxas de depreciação e valorização, permitindo avaliar o potencial de aquisição da propriedade como investimento. Nesse processo, também é definido o valor da negociação, de acordo com a realidade do mercado. 

Tal avaliação é requerida principalmente quando se negocia por intermédio de empresas imobiliárias, mas ela também pode ser exigida em outras situações, como na concessão de crédito à habitação junto a instituições financeiras.

Saiba quem pode fazer a avaliação de imóvel

Os corretores de imóveis são os profissionais indicados para esse tipo de avaliação. Enquanto as imobiliárias podem designar seus próprios corretores, os bancos e instituições financeiras podem constituir uma comissão própria. Normalmente, esses profissionais possuem o registro CNAI (Cadastro Nacional de Auditores Independentes) ou o Certificado de Avaliador Imobiliário.

É importante destacar que existem outras formas de conseguir uma avaliação, caso você tenha urgência em estimar o valor de um imóvel. Algumas empresas prestam o serviço de forma simples e direta, e também é possível encontrar sites que fazem projeções estimadas.

Confira os 4 critérios que influenciam na avaliação do imóvel

Os avaliadores profissionais fazem determinam a faixa de preço dos imóveis de acordo com as características mais determinantes para a valorização. Vamos, então, às principais delas!

1. Localização

Fatores como região, oferta de transporte público, proximidade de áreas comerciais e taxas de criminalidade influenciam diretamente no valor de negociação do imóvel. No mercado, existe um cálculo, baseado no valor por metro quadrado, que é estimado de acordo com a localização. 

Logo, imóveis em bairros com muitas de vias de acesso, linhas de ônibus, menores taxas de criminalidade etc., vão ter um valor por metro quadrado superior a outros bairros.

2. Conservação 

Esse é outro critério fundamental na avaliação de imóveis. É muito comum, por exemplo, encontrar construções antigas, porém altamente conservadas, que continuam valorizadas. 

Contudo, os imóveis desgastados, principalmente quando feitos com materiais de qualidade inferior, sofrem com a depreciação ao longo do tempo, o que se tende a reduzir seu valor em uma futura negociação.

3. Infraestrutura

A infraestrutura também é um fator importante a ser considerado. Ela engloba questões de acessibilidade, como elevadores e rampas, vagas de garagem, portaria, zeladoria, área de lazer, entre outras. 

Além disso, construções mais recentes, com estruturas bem planejadas, também costumam ter uma maior valorização, o que eleva o valor no momento da avaliação.

4. Mercado

Embora todos os critérios citados sejam fundamentais, em última análise, é o mercado que determina o quanto, de fato, vale um imóvel. Em momentos de crise, pode se tornar muito mais difícil encontrar um meio termo entre o que o proprietário considera justo e o que quem procura um imóvel está disposto a pagar. Por isso, a avaliação do imóvel deve sempre levar em conta a situação atual do mercado.

Viu só como a avaliação de imóveis pode ser realizada de maneira efetiva? Basta seguir os critérios citados para chegar a um valor justo e alinhado com o cenário financeiro.

Se você quer ampliar os seus conhecimentos sobre o mercado imobiliário e investimento em imóveis, não perca tempo e cadastre-se agora mesmo para receber a nossa newsletter!

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários