Tecnologia Blockchain: o que é e para que serve

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você já ouviu falar em Blockchain? Apesar de ainda causar estranheza — e curiosidade — em muita gente, essa tecnologia já existe e tem aplicações práticas e bastante relevantes há algum tempo.

De modo geral, a tecnologia Blockchain é muito associada ao mercado financeiro, especialmente por conta de sua ligação com as criptomoedas, relação que vamos explicar em breve. Só que se engana quem pensa que essa inovação está restrita a esse tipo de aplicação.

No entanto, não há dúvida de que é uma supernovidade para a maioria das pessoas. A Blockchain desperta o interesse dos mais variados segmentos e tende a ganhar cada vez mais espaço. É uma forma rápida e segura de processar e registrar informações e dados.

Então, que tal continuar aqui com a gente e saber mais sobre o assunto?

O que é Blockchain e como ela funciona?

Afinal, o que é isso? Blockchain é uma espécie de banco de dados distribuídos, que contém uma cadeia de blocos ordenados de maneira cronológica, com as informações armazenadas por meio de um código criptográfico, de extrema segurança.

Parece complexo, né? Mas não é tanto assim! Para você entender melhor, uma boa comparação é com um vagão de trem. Imagine que informações são a carga desse trem. Cada vez que um vagão é preenchido com dados, ele recebe um código complexo, formado por diferentes tipos de caracteres. Então, ele se junta ao restante do trem. Neste processo, incorpora à sua identificação o código do trem anterior.

Portanto, para acessar um determinado trem é preciso saber um código bastante complexo — o que garante um excelente grau de segurança às informações.

Uma característica muito própria da Blockchain que merece destaque é sua validação descentralizada. É que esse banco de dados encadeado não tem nenhuma entidade reguladora intermediando as transações entre os usuários - como o Banco Central. Com isso, qualquer um que tenha um equipamento específico pode validar o registro histórico ou requerer a inclusão de dados novos.

Outro ponto que merece destaque é que não é possível apagar dados nem modificar transações na Blockchain. Todos os registros são permanentes, formam um histórico e podem ser rastreados, o que dificulta o cometimento de fraudes.

Como surgiu essa tecnologia?

A Blockchain teve início com a criação do bitcoin, a primeira criptomoeda do mundo, em 2008, em um artigo acadêmico intitulado "Bitcoin: um sistema financeiro eletrônico peer-to-peer (rede de computadores que compartilham arquivos pela internet)". O trabalho foi publicado sob o pseudônimo Satoshi Nakamoto, suposto criador do bitcoin em um momento de crise econômica mundial e uma bolha imobiliária.

A principal inovação é a possibilidade de compra e venda de moedas de forma segura e sem necessidade de intermediação de um órgão regulador, como o Banco Central. Além disso, a Blockchain elimina as possibilidades de cópia e modificação das transações, o que dificulta fraudes. Dessa forma, não é possível que uma pessoa gaste 1 bitcoin duas vezes ou diga que enviou 10 bitcoins, enquanto transferiu apenas 0,01, por exemplo.

Cinco anos depois, a Blockchain extrapolou o universo das criptomoedas e passou a ter novas aplicações com o surgimento da Ethereum, que permite a criação de contratos inteligentes.

Sabe quando você vai comprar um carro usado e precisa ir até o cartório fazer a transferência do veículo? Então, com a Blockchain isso passa a ser desnecessário, já que basta um comunicado entre comprador e vendedor para validar a transação.

Quais são as vantagens e aplicações práticas do dia a dia?

Embora a Blockchain seja parte fundamental do bitcoin, seu conceito já pode ser usado amplamente, como o exemplo que demos da compra de um carro sem precisar ir até o cartório para reconhecer firma, usando certificação digital.

A Blockchain também é usada em sistemas de gestão e segurança, entre outras aplicações. Vejamos, a seguir, mais em detalhes as vantagens da Blockchain!

Melhora da segurança

A Blockchain evita a alteração ou eliminação dos registros do banco de dados, melhorando muito a segurança. As informações relativas a um negócio podem ser acessadas abertamente, por qualquer usuário, ou de maneira permissionada. Nesta modalidade, apenas agentes autorizados poderão ter acesso.

Aumento da transparência pública

A Blockchain garante uma forma transparente, autônoma e rápida de fazer transações e registros de informações. Os dados não podem ser apagados, nem adulterados. Por isso, os sistemas governamentais podem usar a Blockchain com a finalidade de eliminar desvios de recursos públicos, evitar fraudes em eleições e facilitar os processos de auditorias.

O armazenamento de dados pode ser feito de forma pública. Assim, as informações são distribuídas com transparência e de forma auditável.

Otimização de transações para serviços financeiros

Esse é o formato mais conhecido, já que o conceito da Blockchain surgiu no contexto dos serviços financeiros. A tecnologia é aplicada a processos de envio e troca de dinheiro, como é o caso das criptomoedas.

Auxílio na gestão da cadeia de suprimentos

A tecnologia da Blockchain em combinação com a Internet das Coisas (IoT) pode ser útil para gerir a cadeia de suprimentos de maneira transparente e segura. O Walmart, em parceria com a IBM, já usa na prática, aplicando o mecanismo para controlar e rastrear o caminho dos produtos até que eles cheguem aos consumidores.

Na prática, isso garante um melhor controle da produção e ainda o monitoramento de todo o transporte, evitando roubo e adulteração de carga.

Melhora na verificação de identidade

Ao usar um sistema de Blockchain, os clientes ou usuários podem evitar falsificações de identidades. Isso é muito interessante para fechar contratos eletrônicos ou fazer uma transferência de propriedade.

Proteção à propriedade intelectual

A Blockchain também pode ser útil para gerenciar patentes e direitos autorais. Sendo assim, toda vez que precisamos relacionar a autoria de alguma obra de arte ou um projeto de design, por exemplo, o sistema (Blockchain) pode ajudar na investigação do autor legítimo e evitar plágios.

Reforço na elaboração de contratos inteligentes

Para a modalidade de smart contracts (contratos inteligentes), a Blockchain se mostra especialmente relevante. Nesse tipo de aplicação, um software pode elaborar contratos contendo condições e termos específicos, de acordo com as circunstâncias apresentadas.

Por exemplo, uma loja virtual usa diferentes serviços de entrega, atendendo clientes do país inteiro. Assim, para um cliente mais próximo, o próprio sistema pode levar em conta a menor distância para preparar um contrato considerando o prazo de entrega mais curto. Já no caso de clientes que residem em locais mais distantes, o sistema poderia inserir no contrato um prazo mais longo, além de cobrar uma eventual taxa adicional, tudo de forma automática.

Outra possibilidade é a compra de apenas uma parcela de um imóvel. Vamos imaginar que um apartamento custe R$ 100 mil, mas que uma pessoa tenha apenas R$ 30 mil disponíveis para investir. Ela pode comprar o equivalente a 30%, dividindo a propriedade com pessoas desconhecidas, e recebendo o equivalente à sua fatia pelo valor do aluguel do imóvel, por exemplo.

Aumento da distribuição de conhecimento

Como a Blockchain é um banco de dados distribuído, seu uso é possível para divulgar documentação de sistemas, artigos acadêmicos, manuais de uso, livros digitais, entre outras utilidades.

Conforme você observou no decorrer do texto, a Blockchain pode ser usada para compartilhar praticamente qualquer tipo de informação. A tecnologia se aperfeiçoa cada dia mais para atender melhor e garantir mais segurança; afinal, precisamos sempre de agilidade, facilidade e segurança, não é mesmo?

Então, não fique de fora das novidades tecnológicas que podem tornar o seu dia a dia mais leve. Assine nossa newsletter para ficar por dentro de mais informações!

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários