Segundo dados do Perfil dos caminhoneiros de 2016, pesquisa divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes, a frota de caminhões que roda nas estradas brasileiras está envelhecida — em torno de 13,9 anos. Seu veículo de carga leve está nesse grupo e precisa ser substituído? Então você provavelmente vai precisar escolher entre 3 tipos: caminhões semipesados, pesados ou Veículos Urbanos de Carga (VUCs).

    Já adiantando: nesse trio, o semipesado (também conhecido como toco) é a escolha intermediária, contando com 1 eixo traseiro e capacidade de 6 toneladas, aguentando um peso bruto máximo de 16 toneladas. Essas características dão a ele grandes vantagens, como você vai ver neste post. Confira!

    1. Capacidade de operar médias e longas distâncias

    Os caminhões semipesados geralmente são usados em viagens de curta distância. No entanto, tem-se observado que muitos motoristas já os usam para longos percursos. De olho nisso, algumas marcas têm mudado suas características para atender a esse público. Afinal, quem dirige por muitas horas ou até mesmo dias precisa de mais conforto, certo?

    A Mercedes, por exemplo, lançou o modelo Atego 2430 ECONFORT, com cabinas com leitos e mais espaço disponível para longas viagens. Outras tecnologias acopladas também aumentam o desempenho e trazem maior economia na estrada.

    2. Flexibilidade para atender a diversos setores

    Os semipesados são capazes de atender desde atividades do agronegócio até a área de serviços. Como rodam muito nas áreas urbanas, é comum vê-los realizando distribuições também. Sua alta capacidade de carga aliada a distâncias maiores (quando comparado a outros caminhões leves) os torna bem versáteis. Além disso, é possível configurá-los com diferentes carrocerias, sendo as mais usuais:

    • plataforma, para transporte de veículos e máquinas;
    • grade baixa;
    • basculante;
    • tanque, para transporte de líquidos;
    • baú sider ou lonado, para bebidas ou alimentos.

    Por essas características, tais veículos permitem que o proprietário atenda a uma gama bem ampla de serviços.

    3. Foco cada vez mais direcionado das montadoras

    Atualmente, os caminhões toco são um dos grupos mais visados no país. Especialmente em épocas de crise, o investimento nos semipesados passa a ser muito vantajoso, já que, como vimos, eles são muito versáteis. Por isso, conseguem atender a diversos setores da economia, o que aumenta as chances de vendas.

    Além do mais, deve-se levar em conta as despesas de aquisição e manutenção dos caminhões. No caso dos semipesados, pode saber: eles são potentes o suficiente para transportar cargas consideráveis por longas distâncias e com um custo operacional mais atrativo.

    Por esses motivos, tais modelos se tornaram um foco importante das montadoras, que passaram a agregar tecnologias capazes de aprimorar o desempenho, baratear custos e ampliar ainda mais sua capacidade operacional.

    4. Possibilidades da capacidade de carga

    Os caminhões semipesados podem transportar um peso bruto máximo de 16 toneladas (4x2). Mesmo que o eixo traseiro seja simples, com apenas uma roda de cada lado (2x2), sua capacidade ainda é alta, de 12 toneladas. Assim, para grande parte das atividades, não serão veículos superdimensionados, demandando um investimento muito além da necessidade. Ao mesmo tempo, sua potência e capacidade de carga são suficientes para a maior parte das operações, independentemente da distância.

    Sem dúvida, por sua alta flexibilidade, capacidade de carga e potencial de viajar longas distâncias, os caminhões toco são a escolha perfeita para grande parte das operações nos mais variados setores da economia. Não é à toa que seu uso tem sido aproveitado estrategicamente nas frotasde grandes e pequenas empresas!

    E você, por acaso se lembra de outra vantagem dos caminhões semipesados? Compartilhe seus conhecimentos conosco, deixando aqui um comentário!