O objetivo de todos que entram em um consórcio é ser contemplado e receber a tão sonhada carta de crédito. Ela é quem permite a aquisição do bem ou serviço pelo consorciado.

    Por ser tão importante, esse assunto ainda levanta muitas dúvidas. Dessa forma, listamos 4 dúvidas mais comuns sobre a carta de crédito, como questões envolvendo seu recebimento, utilização e correção de valores. Acompanhe!

    1. O que é uma carta de crédito?

    A carta de crédito é o documento que todo consorciado recebe quando é contemplado. Com ela é possível comprar um bem ou contratar um serviço de acordo com o valor estipulado.

    Para usufruir da carta de crédito, é preciso ter consciência de que ela é um instrumento com fim exclusivo. Isso significa que o contemplado só pode utilizá-la para adquirir produtos que façam parte da categoria determinada pelo consórcio.

    De forma resumida, existem três categorias principais de consórcios: os de imóveis, que permite a compra de qualquer tipo de imóvel, os de veículos, que dá direito à aquisição de automóveis de diferentes modelos e os de serviços, que possibilita a contração de viagens, reformas ou tratamentos estéticos, por exemplo.

    2. Como obter uma carta de crédito?

    A forma mais segura para conseguir uma carta de crédito é por meio da contratação de um consórcio. Com planejamento e com a escolha de uma empresa confiável, as chances de problemas são pequenas.

    A legislação vigente não impede que sejam compradas cartas contempladas. Contudo, esse é um processo burocrático, que envolve várias obrigações legais. Além disso, existe sempre o risco de cair em golpes. Logo, o ideal é evitar esse procedimento.

    3. Como o valor da carta de crédito é atualizado?

    Para que a carta de crédito não perca poder de compra ao longo do consórcio, seu valor é atualizado periodicamente. Essa correção é feita seguindo as regras estabelecidas em contrato, mas é comum que ela siga indexadores estabelecidos pelo mercado, como o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ou o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M).

    A atualização da carta de crédito também faz com que o valor das parcelas seja corrigido, para que o grupo consiga honrar seus compromissos e todos os integrantes possam comprar o bem ou contratar o serviço desejado.

    4. Como acelerar a contemplação?

    A maneira mais comum de ser contemplado em um consórcio é por meio dos sorteios feitos nas assembleias. Para quem quer acelerar esse processo, a alternativa são os lances. O lance é uma oferta de antecipação das parcelas feita pelo consorciado. Existem três principais formas de lance:

    • lance livre, em que qualquer valor pode ser ofertado e a melhor oferta ganha;

    • lance fixo, em que é preciso dar um valor de acordo com o estabelecido em contrato;

    • lance embutido, em que uma parte da carta de crédito é dada como lance.

    Os lances são uma ótima estratégia para quem tem um pouco mais de pressa. Contudo, é preciso verificar atentamente quais são as regras impostas pela administradora. Essas normas podem variar de uma empresa para outra.

    Compreendendo como a carta de crédito funciona e pode ser utilizada, fica fácil entender por que o consórcio é uma ótima opção para realizar seus sonhos!

    Ainda ficou alguma dúvida? Está pensando em contratar um consórcio? Entre em contato com a Rodobens, que estamos preparados para atender você!