GettyImages-1017746540

Cashback: entenda o que é e saiba como economizar com isso

maio 2019

5 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Com o e-commerce crescendo a cada ano, é bem provável que você já tenha feito alguma compra online, não é mesmo? Nessa jornada, também é possível que tenha se deparado com o convite para um programa de cashback. Mas você sabe o que é isso?

Imagine a seguinte cena: você finaliza sua compra e o site da própria loja oferece a possibilidade de receber dinheiro de volta em forma de desconto na próxima aquisição. Você logo pensa que é algum vírus ou golpe? Na verdade, aí está o cashback. E tem muita gente conseguindo bons descontos com ele, viu?

Que tal usar essa novidade a favor das suas finanças? Continue acompanhando para saber mais sobre essa ferramenta que pode trazer muitos benefícios para o seu bolso!

Afinal de contas, o que é cashback?

Como a prática do cashback começou no exterior, o nome também veio por importação. Mas é simples: "cash" significa "dinheiro" e "back" significa "retornar" ou "voltar". Portanto, a união das 2 palavras quer dizer "dinheiro de volta".

Funciona basicamente assim: quando você se inscreve no programa e compra em algum estabelecimento parceiro, uma pequena parte do valor gasto retorna para você, como crédito na ferramenta que pode ser usado de acordo com as regras predeterminadas. Bem interessante, não acha?

Embora seja mais comum em lojas online, o cashback vem ganhando espaço também em estabelecimentos físicos — que, para conseguir devolver parte do valor da compra feita, incentivam o uso de métodos de pagamentos alternativos (como aplicativos para smartphone ou determinada máquina de cartão de crédito).

Embora ainda esteja ganhando espaço aos poucos no Brasil e não seja tão popular quanto em outros países, já é possível encontrar boas oportunidades.

Por isso, é normal que as empresas adotem programa que unam mais de um comércio no cálculo e no uso desse cashback. Assim, o dinheiro ganho com a compra em uma loja pode ser utilizado em aquisições em outra, desde que ambas façam parte do mesmo sistema.

Qual é a vantagem para as empresas?

Os sites de desconto e os programas de afiliados funcionam por comissão. Portanto, sempre que encaminham um cliente para comprar em determinada loja, eles recebem um percentual em cima do que é gasto lá. Com o cashback, essa comissão é compartilhada com os consumidores. Assim, ambos saem ganhando.

O cliente é beneficiado, porque é como se ganhasse um desconto por participar do programa. E por mais que não faça tanta diferença inicial no carrinho, o dinheiro vai se acumulando aos pouquinhos, servindo tanto para fazer compras quanto para obter descontos em suas próximas aquisições.

E não pense que a loja virtual que fez a venda fica para trás! Na prática, como ela é parte dos estabelecimentos credenciados pelo cashback, muita gente vai preferir comprar lá para receber seu saldo de volta. No fim das contas, acaba funcionando como uma espécie de programa de fidelidade em que você acumula dinheiro em vez de pontos.

Quais são as principais ferramentas?

Se você achou interessante, vale a pena se inscrever — e você não paga nada para isso. É uma boa forma de economizar para realizar seus sonhos! Há inúmeros programas de cashback no mercado, mas 2 dos maiores e mais seguros são Méliuz e BeBlue. Vamos falar um pouco sobre eles agora. Confira!

Méliuz

Lançado em 2011, esse é um dos mais conhecidos e também um dos pioneiros no Brasil. Você faz o cadastro no programa pelo site da Méliuz e, lá mesmo, procura as lojas parceiras, fazendo suas compras pelo link do site. Dessa forma, eles sabem que você foi direcionado pela ferramenta.

A maioria dos descontos vai de 5% a 10%, sendo que, se você tiver um cupom adicional, pode comprar por um preço ainda mais barato. Fora isso, algumas campanhas e ofertas especiais remuneram até 150% do valor gasto — isso mesmo: nesses casos, você recebe para comprar!

Depois de comprar o que deseja, o sistema registra seu bônus e acumula o saldo na sua conta. Você pode resgatar assim que completar o mínimo de 20 reais para saque, que acontece até o dia 15 de cada mês. O dinheiro cai diretamente na sua conta bancária.

BeBlue

O BeBlue é uma startup brasileira que funciona também em lojas físicas. O cadastro e o controle são feitos via aplicativo, disponível para Android e iOS. Ao fazer compra em uma das empresas parceiras, basta pedir para usar a maquininha da plataforma na hora de pagar. Assim, recebe na hora o bônus para próximas compras nos estabelecimentos credenciados.

O bônus mínimo que o BeBlue oferece é de 2% da compra, mas esse valor pode chegar a 200% em algumas ofertas e campanhas por tempo limitado. Diferentemente do sistema da Méliuz, aqui você não pode sacar o dinheiro, devendo usá-lo em forma de desconto.

Quais cuidados tomar ao utilizar programas de cashback?

Embora na maior parte do tempo sejam muito vantajosos, alguns cuidados devem ser seguidos antes de entrar em programas de cashback, para que o benefício não vire um transtorno ou deixe de gerar a economia esperada. Portanto, confira algumas dicas do que evitar e de como proceder.

Verifique as regras do programa

Como você viu antes no texto, cada programa de cashback conta com regras próprias, que devem ser observadas atentamente por quem pretende aderir a ele. Tal precaução evita surpresas e permite que os créditos acumulados sejam utilizados da melhor maneira possível.

Os principais pontos que merecem uma análise minuciosa são:

  • qual é o limite mínimo para fazer o resgate;
  • as formas pelas quais esse resgate pode ser feito;
  • se existe alguma limitação quanto ao uso dos valores acumulados;
  • em que lojas e serviços eles podem ser empregados;
  • qual é o percentual médio dos valores devolvidos a cada compra;
  • se os créditos estão submetidos a algum prazo de validade.

Fuja de promessas milagrosas

Encontrou um percentual de devolução alto demais? Reembolsos que podem ser feitos a qualquer momento ou créditos que nunca expiram? Desconfie. Muitas dessas ofertas milagrosas não passam de armadilhas para que o consumidor gaste cada vez mais em busca de créditos. Isso quando não são meras tentativas de golpe.

Não compre nada apenas pelo cashback

Outra forma de evitar problemas quando for utilizar os cashbacks é mudar seu comportamento de consumo. Por mais tentador que seja acumular esses valores, nunca faça compras pensando neles. Siga seus hábitos de consumo normalmente e encare o crédito como um bônus. Isso evita compras por impulso, que são desnecessárias e comprometem seu orçamento.

Use o cashback de forma inteligente

Encarar o cashback acumulado como um bônus não exclui a necessidade de pensar em maneiras inteligentes de utilizar tais recursos. Com isso, ele será otimizado e renderá ainda mais benefícios do que se simplesmente fosse gasto sem nenhum critério.

Para ajudar nessa tarefa, faça uma lista de prioridades para o que será adquirido com os créditos ou veja que gastos podem ser abatidos com eles. Assim, é possível encontrar uma forma de aliviar pelo menos um pouco as contas de casa.

Vale lembrar que a ideia de usar um programa de cashback é aproveitar as ofertas e conseguir melhorar seu orçamento familiar, ok? Portanto, compre apenas o que já estava em seu planejamento para evitar gastar mais do que o previsto.

Gostou de saber o que é cashback? Então que tal receber mais dicas sobre este e outros assuntos diretamente no seu e-mail? Assine nossa newsletter e não perca nada do que acontece no blog!

Comentários