Quem já teve que lidar com um seguro auto, seja para contratar uma apólice pela primeira vez ou para renová-la, provavelmente esbarrou com diversas nomenclaturas desse tipo de negócio.

    Uma delas, bastante comum mas pouco compreendida, é a classe de bônus. Saber o que isso significa não só ajuda a compreender melhor como os seguros funcionam, mas também pode representar uma economia no valor a ser pago.

    Quer entender como? Explicamos tudo ao longo deste post. Confira!

    O que é classe de bônus de seguro?

    A classe de bônus é uma espécie de categorização adotada pelas seguradoras. A intenção é identificar o perfil do motorista e, com isso, oferecer bônus para aqueles que apresentem um comportamento que minimize a chance de sinistros.

    Essa forma de conceder desconto no preço do seguro tem a ver com o modo como ele é calculado: quanto maior a possibilidade de sinistro, mais cara fica a proteção.

    Como funcionam as classes de bônus?

    As classes de bônus são distribuídas em faixas que vão de 0 a 10. Dessa maneira, um cliente 0 não terá nenhum desconto, enquanto outro com a classificação 10 usufruirá de um abatimento maior no valor do seguro.

    O percentual de desconto varia de acordo com as políticas da seguradora. É comum que uma classe de bônus 1 signifique algo em torno de 5%, taxa que vai progredindo entre 3 e 5% de acordo com cada estágio avançado. Para conhecer seu estágio e verificar o desconto correspondente, consulte a apólice ou informe-se com o corretor.

    No entanto, mesmo com o aumento do desconto concedido, o seguro pode ficar mais caro de um ano para o outro. Acontece que a classe de bônus não é o único aspecto considerado no cálculo do novo preço.

    Um exemplo: se a incidência de roubo de determinado veículo aumentar em certa região, todos os donos desse modelo serão atingidos. A classe de bônus apenas impedirá um acréscimo ainda maior.

    O que faz a classe de bônus aumentar ou diminuir?

    Toda pessoa que faz um seguro pela primeira vez começa na classe de bônus 0. A partir de então, cada atitude colabora para que ele suba, se mantenha ou desça na escala, até atingir o 10.

    Os sinistros são as principais causas da redução na classe de bônus. Portanto, avalie com cuidado e considere não acionar o seguro quando o incidente exigir reparos pequenos. Importante: o acionamento de alguns serviços adicionais, como assistência 24 horas ou guincho, não interfere na classificação.

    Além disso, atrasos na renovação também geram perdas na categorização. Se a demora superar os 180 dias, a classe de bônus é zerada.

    Por outro lado, o motorista progride um nível a cada renovação sem sinistros. Assim, condutores mais precavidos tendem a levar vantagem. 

    É possível transferir a classificação para outra corretora? E para outra pessoa?

    Para usufruir do desconto da classe de bônus, não é necessário passar todos os anos na mesma empresa. É possível renovar o seguro em outro lugar, porque o bônus está vinculado ao seu CPF. A nova corretora ou seguradora deve seguir as mesmas regras na hora de conceder o abatimento no valor do seguro, bem como ao reduzi-lo ou aumentá-lo nos anos seguintes.

    Do mesmo modo, algumas seguradoras permitem que a classe de bônus seja transferida para outras pessoas. Todavia, as regras costumam ser mais restritas, permitindo a transferência apenas entre sócios, cônjuges e filhos.

    O sistema de classe de bônus é bom tanto para as seguradoras (que conseguem estimar com mais precisão o valor a ser cobrado pelo seguro), quanto para o segurado, que tem um incentivo para manter uma postura preventiva.

    Quer saber como aproveitar sua classe de bônus? Então não renove o seu seguro sem antes entrar em contato com a Rodobens!