Você sabe quanto paga de juros numa compra? Descubra com a nossa calculadora!

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Seja para pedir dinheiro emprestado ou fazer um investimento, a verdade é que, direta ou indiretamente, os juros são uma medida essencial. Sendo assim, mais importante que analisá-los superficialmente, é saber como calcular os juros para realizar seus investimentos financeiros com segurança. A grande questão é: existe alguma fórmula rápida para isso?

Respondendo a essa e outras perguntas sobre juros, neste texto, você vai saber tudo o que precisa para calculá-los. Confira!

Nova call to action

O que são juros?

Vamos começar com um conhecimento essencial sobre os juros. Afinal, o que eles são? Bem, podemos descrevê-los como um conceito, um valor que corresponde ao rendimento de uma aplicação financeira. Veja que ela pode ser tanto para um investimento quanto para um empréstimo.

Além disso, os juros não são uma medida única. Na verdade, existem dois tipos: simples e compostos.

Juros simples

Essa é uma modalidade de juros que não tem variação em seu valor. Isto é, ele incide de forma regular sobre o capital inicial. Um bom exemplo é: imagine que você emprestou para alguém R$ 500 com uma taxa de 10% ao mês. 

Nos juros simples, essa porcentagem sempre é calculada pelo valor inicial e não sofre nenhuma variação ao longo do período de pagamento. Logo:

  • no primeiro mês: R$ 500 + 10% do valor inicial (R$ 50) = R$ 550;
  • no segundo mês: R$ 550 + 10% do valor inicial (R$ 50) = R$ 600.

Juros compostos

Já os juros compostos têm uma medição diferente — a taxa é calculada conforme o que acumular ao longo do período. Isto é, ela incide sobre o valor do montante que já havia somado com a porcentagem anterior.

A melhor maneira de entender é, novamente, com um exemplo. Suponhamos que você emprestou de novo R$ 500. Porém, dessa vez, com uma taxa de 5% ao mês. Nos juros compostos, ficará assim:

  • primeiro mês: R$ 500 + 5% (R$ 25) = R$ 525;
  • no segundo mês, seriam 5% de R$ 525. Então, o resultado ficaria: R$ 551;

E assim por diante.

Qual é a influência da taxa Selic na alta dos juros?

Para começar a entender a influência da taxa Selic, é preciso saber o que ela representa. A taxa Selic é a tarifa básica de juros da nossa economia. Um valor definido a cada 45 dias pelo Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central). Ela serve como parâmetro para as outras taxas do mercado. Então, se ela aumenta ou diminui, provavelmente, as outras tarifas de juros também passarão por alguma alteração.

Por que saber quanto de juros se paga em uma compra?

Os juros têm um papel importante na definição de financiamentos, empréstimos e também de investimentos — especialmente o composto. Sendo assim, conhecer sobre essa medida e como ela é calculada é uma forma de se proteger contra possíveis perdas de controle financeiro e dívidas. Inclusive, de se livrar de juros abusivos e negociações que não fazem sentido para o seu bolso. 

Como calcular os juros de modo fácil?

Não há segredo para calcular os juros, mesmo no caso dos compostos. É possível calculá-los com facilidade por meio da calculadora de juros da Rodobens. O processo é bem simples!

Ao acessar a ferramenta, você só precisa escolher entre juros simples e compostos. A partir daí, coloque o investimento inicial, o valor da taxa e os meses. Então, é só clicar em calcular o custo e pronto.

Saber como calcular os juros é uma iniciativa importante para controlar as suas finanças. Ao entender essa medida, fica mais fácil entrar em empréstimos e investimentos, avaliando com mais segurança as suas escolhas.

Quer fazer o cálculo? Então, acesse a calculadora de juros da Rodobens!

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários