5 dicas para economizar na compra de material escolar

Janeiro 2020

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Quem tem filhos em idade escolar já começa a fazer as contas a cada virada de ano. Isso porque, além de todas as obrigações financeiras que são características desse período, a compra de material escolar costuma ser mais uma despesa que pesa no bolso de muitas famílias.

A boa notícia é que, com um pouco de planejamento familiar e organização, é possível economizar bastante nessa hora. Quer saber como? Então confira 5 dicas que vão ajudar você a gastar menos com a lista de material!

1. Reaproveite itens

Ainda que a lista de material escolar se renove todos os anos, não significa que todos os produtos devam ser efetivamente novos. Se você observar o material que seu filho utilizou no último ano, certamente encontrará diversos itens em bom estado — como canetas, lápis, apontadores, réguas, livros etc. Dessa forma, poderá reaproveitá-los e adquirir apenas o que seu filho realmente precisará.

2. Pesquise bastante

Pesquisar antes de comprar é uma máxima que vale muito nessa hora, já que a variação de preços costuma ser grande entre diferentes lojas. De acordo com o Procon de São Paulo, em 2019, essa diferença chegou a ultrapassar a impressionante marca de 325% para alguns produtos.

Uma boa dica é pesquisar também em lojas online, que costumam praticar valores mais acessíveis para alguns tipos de materiais. Vale, ainda, se juntar a outros pais para tentar um desconto ao adquirir quantidades maiores.

3. Defina um limite de gastos

Para garantir que a despesa com compra de material escolar não desequilibrará suas finanças, o ideal é definir um limite para o valor a ser gasto. Faça isso com base em um planejamento realista, que leve em conta todas as receitas e despesas da família no período.

Se o seu limite não for suficiente para comprar todos os itens a princípio, é possível deixar para adquirir os materiais secundários posteriormente. Após a grande procura de início de ano, os preços costumam baixar, tornando a aquisição mais em conta.

4. Evite levar os pequenos às compras

O ambiente de uma loja de materiais escolares costuma ser altamente atrativo para os pequenos. E, como é de se esperar, os produtos que mais chamam a atenção também costumam ser os mais caros.

Muitas vezes, o alto valor se justifica apenas por terem estampas de personagens ou pela popularidade de determinada marca. Por isso, o melhor é não levá-los na hora de fazer a compra dos materiais. Assim, dá para ter mais tranquilidade ao escolher produtos que estejam mais em conta sem abrir mão da qualidade.

5. Eduque financeiramente seus filhos

A partir do momento em que atingirem idade para entender o valor do dinheiro, é fundamental que os pais forneçam uma boa educação financeira para os filhos. Assim, poderão aceitar que nem sempre será possível ter uma mochila ou estojo com preços mais altos, por exemplo.

A educação é um verdadeiro investimento para seu filho, mas lembre-se de que a compra de material escolar não precisa desequilibrar o orçamento familiar. Siga as dicas acima e garanta itens de qualidade sem prejudicar suas finanças!

Se este conteúdo foi útil para você, certamente será para os seus amigos que estão na mesma situação. Compartilhe nosso post em suas redes sociais e ajude mais pessoas a economizarem na compra dos materiais!

Comentários