<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=408815549258573&amp;ev=PixelInitialized">

     

    O curso de reciclagem de motoristas pode ser necessário caso você perca seu direito de dirigir pelos mais diversos motivos. Em geral, eles são realizados por quem ultrapassou os limites de pontos na carteira ou teve uma condenação por conta de um delito de trânsito.

    Ao contrário do que muita gente pode pensar, no entanto, o processo pode ser bem simples! Curioso para entender como funciona essa reciclagem de motoristas? Então confira os próximos tópicos!

    Onde realizar?

    O curso de reciclagem deve ser realizado em instituições autorizadas pelo Departamento de Trânsito (DETRAN) do seu estado — que, via de regra, são autoescolas. Em alguns estados, o curso é feito na própria sede do DETRAN.

    Em geral, o curso é presencial, mas existem algumas unidades da federação que permitem realizá-lo a distância, pela internet. De toda forma, a carga horária se mantém: são 30 horas de aula.

    Por que fazer?

    Como falamos no início do post, o curso é obrigatório para quem teve o direito de dirigir suspenso. Isso acontece quando o motorista soma mais de 20 pontos na carteira ou, ainda, quando é condenado judicialmente por conta de um acidente de trânsito. No caso da condenação, a necessidade da reciclagem independe da pontuação na CNH, ok?

    Também deve passar pelo curso de reciclagem de motoristas quem cometeu uma infração grave que teve como resultado a suspensão da carteira. É o caso, por exemplo, de quem é flagrado dirigindo embriagado. Nessas ocorrências, o condutor tem a carteira suspensa e só pode recuperá-la depois do curso e do tempo estabelecido de suspensão. Quem dirige sob efeito de álcool, por exemplo, é obrigado a ficar longe do volante por pelo menos 12 meses.

    Qual o conteúdo?

    O curso de reciclagem de motoristas é bem parecido com o curso teórico feito na primeira vez que um condutor tenta tirar sua CNH. Durante as aulas, são abordadas questões como legislação de trânsito, primeiros socorros, direção defensiva e relacionamento interpessoal.

    Passando por 30 horas de aula, o motorista faz uma prova elaborada pelo DETRAN e precisa acertar pelo menos 70% das questões. Caso reprove uma vez, o condutor pode tentar novamente. A partir da segunda reprovação, porém, é necessário refazer todo o curso. Provas práticas e psicotécnicas também podem ser exigidas, de acordo com a infração cometida pelo motorista ou de acordo com as diretrizes de cada DETRAN.

    Que documentos levar?

    Os documentos exigidos para a realização do curso de reciclagem são: comprovante de identidade (como RG, carteira de trabalho ou cópia da CNH), além do preenchimento de um formulário emitido pelo próprio DETRAN.

    É importante lembrar que esse curso é indispensável para quem deseja recuperar sua carteira de motorista, mas, claro, oferece custos — como o pagamento das aulas à autoescola credenciada. Alguns DETRANs também podem cobrar uma taxa para a realização da prova avaliativa.

    Antes de terminarmos, vale um alerta: cursos de reciclagem de motoristas são diferentes de cursos para quem simplesmente não se sente seguro para conduzir um veículo nas cidades! Nesse caso, existem cursos específicos que ajudam o condutor a perder o receio de dirigir e adotar práticas de condução defensiva. Em algumas unidades da federação, esse curso é oferecido gratuitamente pelo DETRAN, mas também pode ser feito com instituições particulares.

    E você, conhece alguém que teve a carteira suspensa e precisa de um curso de reciclagem de motoristas? Compartilhe este post nas redes sociais e mostre como essa etapa deve ser realizada!