137034-como-levar-o-cachorro-no-carro-conheca-x-dicas-seguras.jpg

Como levar o cachorro no carro: conheça 4 dicas seguras

Novembro 2017

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você já deve estar cansado de saber que, quando o assunto é prevenção de acidentes no trânsito, existem diversos produtos e alternativas no mercado que permitem o transporte seguro de crianças e bebês, certo? Mas e quanto aos bichinhos de estimação? Como levar o cachorro no carro sem que ele corra (ou gere) riscos? Chegou a hora de desvendar esse mistério: acompanhe este post e descubra!

Antes de mais nada, o que diz a lei?

Antes de efetivamente descobrir como levar seu cãozinho no carro, você precisa entender como se posiciona a lei diante do transporte de animais. Pois saiba: deixar seu pet solto para que aproveite a paisagem é fofo, mas não é uma ação vista com bons olhos pelo Código Brasileiro de Trânsito.

Seu cachorro coloca a cabeça para fora do veículo ou atrapalha a visibilidade do motorista de alguma forma? Além de multa, isso gera penalização com infração média e perda de 4 pontos na carteira! O transporte correto evita esse tipo de situação, garantindo a segurança do próprio animal, bem como de outros passageiros em casos de freadas bruscas ou acidentes mais graves.

Como levar o cachorro no carro?

Por mais que o banco traseiro normalmente seja a área menos afetada em caso de acidentes, isso não significa que o cachorro deve ficar solto, sem qualquer tipo de proteção, ok? Pense bem: em uma batida, o animal pode ser projetado para fora do carro ou se chocar contra passageiros. Em situações normais, pode obstruir a visão do motorista, causando um acidente.

Para evitar esse tipo de problema, o ideal é investir em alguns acessórios próprios para esse tipo de transporte. Confira agora mesmo 4 ótimas alternativas e escolha a que achar melhor para seu bichinho!

1. Caixa de transporte

Para cães de menor porte (até 25 quilos), a melhor forma de acomodação no veículo é com a caixa de transporte. Além de terem alta durabilidade, muitos modelos ainda possuem proteção contra bactérias, comuns em carpetes e bancos.

A única recomendação é que a caixa escolhida seja bem ventilada e grande o suficiente para que o animal consiga ficar em pé, dando uma voltinha completa. Também é preciso fixá-la com o cinto de segurança do carro para que não saia do lugar durante a locomoção.

2. Cinto de segurança

Se seu carro não tiver espaço suficiente para a caixa de transporte ou se o pet não se acostumar com o confinamento, a melhor alternativa é o cinto de segurança canino. Esse acessório já apresenta modelos para cachorros de todos os portes e é facilmente encontrado em pet shops.

É importante lembrar que amarrar o animal com o cinto do carro e mantê-lo preso a uma coleira não são opções seguras. Afinal, em casos de batidas ou freadas mais violentas, ele pode se enforcar. Diferentemente dos cintos normais, o cinto canino tem um adaptador que envolve todo o peito, os ombros e as costas do cãozinho, dando a ele segurança total.

3. Cadeirinha para pet

Para animais de pequeno ou médio porte, as cadeiras adaptadas são acopladas ao banco traseiro e bem parecidas com as usadas para transportar crianças de até 4 anos. As principais vantagens do modelo são sua flexibilidade e a facilidade de armazenamento.

4. Divisória de metal

Existem ainda as divisórias de metal, que são colocadas entre os bancos dianteiros e suas laterais. Assim, o animal não consegue pular para a parte da frente do carro, tampouco colocar a cabeça pela janela.

Essa é uma das maneiras mais usadas para levar cães que não conseguem se adaptar às alternativas anteriores, pois dá um pouco mais de liberdade ao animal no banco traseiro, mas sem atrapalhar o motorista. Não é, no entanto, uma opção muito segura, já que o cachorro fica solto, podendo ser arremessado contra a grade em caso de um acidente.

E então, gostou das nossas dicas sobre como levar o cachorro no carro? Não deixe de conferir também como escolher o melhor modelo de automóvel para você!

Comentários