Como montar uma frota de veículos corporativos?

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Está pensando em montar uma frota de veículos corporativos? Então, você precisa saber que existem alguns cuidados que deve adotar para não ter prejuízos. Afinal, a gestão é uma tarefa que exige atenção e muita organização. 

Mas não se preocupe, nós podemos ajudar! Continue com a leitura e confira as dicas exclusivas que trouxemos!

Entenda as vantagens de ter uma frota de veículos corporativos

Em primeiro lugar, não se engane pensando que a aquisição de 2 ou 3 veículos corporativos não configura uma frota. Desde que eles estejam a serviço da empresa, sua propriedade pressupõe a existência de uma frota própria.

Isso significa que será preciso acompanhar alguns dados de perto, para manter a boa gestão e fazer a manutenção adequada de cada um dos veículos.

Essa opção permite que a sua empresa tenha vários benefícios, como o controle de todas as operações, melhor planejamento das rotas, previsibilidade nas ações de revisão e até na contratação de motoristas. 

Com uma frota própria, também é mais simples fazer o controle orçamentário da organização e ter maior autonomia nas decisões. Afinal, os veículos estarão sempre disponíveis, o que evita a necessidade de aluguel ou nova contratação, no caso de qualquer imprevisto. 

Essa disponibilidade é uma forma indireta de garantir economia. Com o treinamento adequado dos motoristas, também será possível reduzir custos relacionados à perda de mercadorias, consumo excessivo de combustíveis e multas, entre outros. 

Por fim, há a vantagem da publicidade gratuita, uma vez que, com a sua própria frota, não há necessidade de fazer parcerias para ter a sua logo estampada na no baú dos veículos. Muito interessante, não é mesmo?

Confira a importância da gestão eficiente da frota corporativa

Apesar dos inegáveis benefícios, se não houver uma boa gestão da frota, o risco de acumular prejuízos aumenta. Por exemplo, é preciso lembrar que todos os veículos exigirão despesas de manutenção e de combustível, bem como o pagamento de impostos, a exemplo do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotivos), além de seguro.

Por essa razão, a frota precisa ser dimensionada de acordo com as necessidades de sua empresa. Tenha atenção às dicas para fazer a gestão eficiente!

Estabeleça uma política de gestão e uso dos veículos

O primeiro passo para gerir uma frota corretamente deve ser dado antes mesmo da aquisição do seu primeiro veículo. É preciso definir uma política de uso que considere a disponibilidade de cada um e as manutenções necessárias, bem como a conduta e as responsabilidades de cada um dos condutores.

Essa política nada mais é do que uma descrição de regras para uso da frota quem pode usar, em que situações, qual o planejamento para a manutenção preventiva dos veículos, como serão estabelecidas as prioridades, entre outros aspectos.

Faça o correto dimensionamento da frota

Você se lembra de quando falamos, ali na introdução, sobre o tamanho da frota? Essa é uma projeção que precisa ser feita antes de partir para a aquisição dos veículos!

Não se esqueça de que a frota corporativa deve servir ao negócio da empresa, sendo ajustada ao seu porte, para que não haja excessos ou defasagens. Caso contrário, ela poderá gerar prejuízos para a organização.

Para fazer esse dimensionamento de forma adequada, é preciso estudar os negócios e as necessidades da empresa. Só assim você conseguirá determinar se é mesmo necessário ter uma frota própria. Descobrindo que sim, o tamanho dessa frota também resultará dos resultados dessa pesquisa.

Fique de olho nos procedimentos de manutenção e cuidados

É importante criar um plano de manutenção preventiva para cada um dos veículos da frota. Dessa forma, é possível evitar o desgaste de pneus e de peças, prever futuros problemas mecânicos e adotar medidas corretivas antes que uma pane ocorra. 

Essa é uma estratégia importante para promover maior economia, pois evita a ocorrência de imprevistos. Imagine, por exemplo, que um dos veículos sofra uma falha mecânica em um momento de maior gargalo da empresa, levando ao comprometimento de prazos de entrega e à consequente insatisfação de clientes. Nessa situação, o prejuízo acaba sendo maior que a correção do problema.

Para fazer a manutenção preventiva de forma adequada, o ideal é estabelecer um checklist de cuidados necessários e pontos de atenção, que deve ficar sob a responsabilidade de cada motorista.

Invista no treinamento dos motoristas

Assim como os demais profissionais, os motoristas também precisam de treinamento constante. Direção defensiva, boas práticas de uso do veículo e legislação de trânsito são alguns dos temas essenciais para promover maior segurança e também economia — uma vez que tais cuidados acabam resultando em redução de multas e de acidentes.

Além disso, é necessário verificar se existem capacitações específicas para a sua área de atuação (como no caso do transporte de produtos perigosos). Profissionais melhor qualificados fazem toda a diferença para o sucesso do negócio. 

É preciso, portanto, programar com frequência cursos de reciclagem, para garantir que os motoristas estejam com suas técnicas e conhecimentos específicos sempre em dia.

Escolha um seguro adequado ao seu negócio

Antes de fechar negócio, faça cotações do valor do seguro para a frota e escolha uma apólice que ofereça bom custo-benefício. O segredo aqui está em não tentar apenas economizar. É preciso verificar os diferenciais que cada seguradora apresenta. Afinal, o seguro é um item fundamental não só para emergências, mas também para ajudar na manutenção dos veículos.

Ao contratar, confira todas as possibilidades de cobertura disponíveis e franquias, para escolher a apólice mais indicada. Outro cuidado é, ao comparar várias cotações, analisar coberturas semelhantes, para que a economia não seja ilusória. Para isso, a escolha de uma corretora de seguros sólida e vasta experiência do mercado é fundamental.

Na Rodobens, trabalhamos com as maiores seguradoras do Brasil, especialistas quando o assunto é seguro para frotas corporativas, .

Vale lembrar que o seguro é essencial também para frotas de veículos leves, não somente para caminhões de transporte de cargas. Afinal, os riscos são os mesmos (acidentes, danos a terceiros ou mesmo roubo ou furto). Mas, no caso de veículos pesados, o diferencial da Rodobens é o sistema de gerenciamento de riscos, o que garante confiabilidade e segurança na escolha de seu seguro.

Quer conhecer melhor a Rodobens e a sua linha de produtos para frotas? Então, entre em contato conosco agora mesmo!

 

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóveis para tirar seus planos da gaveta

Comentários