Como sair da crise financeira com segurança

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

 

Quando passamos por um período de dificuldades financeiras, acabamos comprometendo (em menor ou maior proporção) nossos planos para o futuro, não é verdade? As economias se vão, as dívidas ficam e os problemas com dinheiro parecem nunca ter fim. Mas não desanime, porque agora é a hora de levantar a cabeça, procurar soluções para sair da crise financeira e dar a volta por cima!

Pronto para usar sua inteligência e suas experiências para mudar esse quadro o mais rapidamente possível? Confira o passo a passo que preparamos para ajudá-lo a sair de uma situação financeira difícil e nunca mais passar pelo mesmo sufoco!

Evite se deixar levar pela preocupação

Acredite: cabeça fria é a melhor arma contra o desespero, que pode fazer você tomar atitudes impensadas e acabar piorando sua situação financeira. Por isso, é muito importante manter os pensamentos no lugar. Quer um empurrãozinho? Lembre-se de que preocupação não paga conta nenhuma!

Então nada de tentar resolver tudo ao mesmo tempo. Tenha consciência de que será preciso dar um passo de cada vez. Você vai começar a pagar suas contas e, aos poucos, conseguirá sair do vermelho. Evite se deixar levar por cobranças, mantendo em mente que a quitação da próxima dívida depende da conclusão do pagamento anterior.

Organize suas dívidas

Faça uma lista das contas que tem em aberto. Organize-as para decidir o que pagar primeiro. Você pode ir pela seguinte ordem de prioridade:

  • dê preferência às necessidades básicas, como água, luz, saúde e alimentação, para conquistar estabilidade suficiente a fim de continuar;

  • comece pelas dívidas menores, uma vez que, quanto mais cedo se livrar de algumas, mais motivado se sentirá para prosseguir;

  • tente obter bons descontos, dando preferência ao pagamento de quem oferecer condições melhores;

  • siga para as contas mais caras depois de se livrar das menores com melhores oportunidades, livrando-se das taxas de juros mais altas — como as do cartão de crédito e do cheque especial.

O ideal é sempre tentar zerar as dívidas com grandes taxas de juros primeiro. No entanto, como elas geralmente são muito altas, você pode seguir as dicas acima, livrando-se das menores primeiro. Você ainda pode tentar um parcelamento em condições que caibam no seu orçamento.

Ajuste seu orçamento familiar

Enquanto paga suas contas, nada de fazer novas dívidas, combinado? Mantenha as rédeas dos gastos familiares e faça sempre tudo de forma planejada. Comece preparando uma planilha para controlar as despesas. Assim que receber o salário, quite as obrigações para só depois separar o dinheiro para passar o mês. Se sobrar algo, ótimo! Nesse caso, antecipe alguns pagamentos e acelere a quitação das dívidas!

Busque uma fonte de renda extra

Se o planejamento ficar muito apertado e der apenas para cobrir as necessidades básicas e as dívidas, você pode tentar obter uma ajudinha extra para viver melhor. O que acha de procurar por trabalhos freelancer para os finais de semana? Muitas empresas de eventos e bares, por exemplo, contratam freelas para os dias de maior movimento.

Além disso, você pode buscar trabalhos que permitem o regime de home office, como escrever para sites e blogs, ser assistente remoto ou alguma outra atividade pela internet. Há muitas opções hoje em dia! Pesquise e você certamente encontrará algo com seu perfil.

Esteja preparado para emergências

Se você conseguir fazer com que algum dinheirinho sobre, não tenha dúvida: prepare uma reserva para fins emergenciais. É isso mesmo! O ideal é deixar uma quantia guardada para eventuais tempos difíceis.

Foque em investir seus ganhos

Para fugir de futuras crises, o melhor a fazer é acumular recursos com que você possa contar durante as dificuldades. Assim, em vez de usar o dinheiro extra com gastos que não vão trazer nenhuma estabilidade para sua vida, invista em um consórcio e comece a construir seu próprio patrimônio!

Seguindo essas dicas, você vai não apenas conseguir sair da crise financeira mas nunca mais sofrerá com a falta de planejamento! Porém, se ainda não sabe como reduzir seus custos e começar a juntar dinheiro, confira 6 maneiras de evitar gastos supérfluos para economizar desde já!

 

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários