193141-composicao-de-frota-por-onde-devo-comecar

Composição de frota: por onde devo começar?

Maio 2018

3 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

O sucesso de uma empresa está atrelado ao bom desempenho de todos os setores que a compõem. Isso inclui desde a parte administrativa, passando pelo departamento de RH até chegar ao setor de logística. Por essas e outras é que uma composição de frota eficiente é primordial para garantir seu crescimento em qualquer que seja o mercado de atuação.

Quando os responsáveis pela área tomam atitudes precisas, baseadas em dados reais e atualizados, resultados positivos são conquistados com naturalidade. No entanto, principalmente por falta de preparo, muitos profissionais tomam decisões equivocadas, acabando por colocarem o negócio em risco.

O que você tem que saber desde já é que uma gestão eficiente pode fazer toda a diferença no aumento da produtividade e na redução das despesas. Confira a seguir como assegurar uma composição de frota efetiva!

Monte um plano de negócios

Constituir uma frota vai muito além de identificar quantos e quais veículos precisam ser adquiridos para atender às necessidades da empresa. Antes de mais nada, é preciso fazer um planejamento considerando todas as técnicas e estratégias mais adequadas para seu objetivo. Leve em conta, aí, tanto seu gerenciamento como as exigências do mercado.

Uma política de gestão de uso é essencial para definir direitinho a operação de cada veículo, as manutenções necessárias, as responsabilidades dos condutores e até a dimensão da frota, já que ela deve atender plenamente a empresa, sem excessos ou insuficiências.

Escolha os veículos certos

Os equipamentos de que sua empresa precisa serão determinados pelo tipo de atividade oferecida ou pela categoria de frete que planeja transportar. Só assim será possível pensar nos veículos mais adequados para garantir um bom desempenho ao negócio.

Potência, tamanho, capacidade: tudo isso deve ser considerado no momento da aquisição. Além do mais, é importante identificar se os veículos serão novos ou usados. Caso sejam novos, certifique-se de escolher o melhor modelo da categoria e o preço mais atrativo do mercado. Já se forem usados, não deixe de fazer uma inspeção completa antes de fechar negócio.

Defina um orçamento

Em um cenário tão competitivo quanto o do transporte rodoviário, ter uma estimativa dos valores específicos do mercado é uma estratégia fundamental. Definir quanto deve ser cobrado pelos serviços para alcançar sua margem de lucro exige uma boa compreensão de vários itens, como:

  • despesas operacionais, incluindo custos de manutenção e reparos;
  • despesas administrativas;
  • impostos e tributos;
  • custo com a aquisição dos equipamentos;
  • salários e benefícios dos condutores;
  • combustível e pedágios;
  • seguros.

Como esses custos podem ser fixos ou variáveis, é bom procurar conhecer detalhadamente todas as operações. Além disso, procure implementar sistemas eficazes para ajudá-lo na otimização da sua gestão.

Calcule os gastos de manutenção

Uma das principais despesas dos negócios de transporte rodoviário envolve a manutenção da frota. Por isso, trate de elaborar um plano de revisão preventiva para cada um dos veículos da sua empresa. Nesse momento, vale avaliar se é mais vantajoso ter manutenção própria ou terceirizar o serviço.

Se optar pela segunda opção, busque por oficinas que ofereçam preços e condições mais econômicas e acessíveis, sem para isso deixarem a qualidade cair. Além do mais, invista em treinamentos e capacitações para que os condutores assumam a direção dos caminhões com todo o cuidado e a atenção necessária, prezando por um desempenho impecável e pela conservação dos veículos.

Não custa nada lembrar que um plano de manutenção da frota deve considerar os diversos tipos de máquinas e equipamentos existentes, uma vez que cada modelo de veículo pode exigir itens de revisão, reparo e substituição próprios.

Use novas tecnologias na gestão

Não tem como negar: a tecnologia é um elemento facilitador do nosso dia a dia. E essa realidade se repete no universo da gestão de frotas! Usar ferramentas e equipamentos inteligentes nessas atividades é uma maneira extremamente eficiente de obter melhores resultados no trabalho.

Por isso, não deixe de investir em softwares e sistemas modernos para ter um controle exato do seu negócio, gerenciando adequadamente recursos importantes, como estoque, manutenção, custos, fluxo de caixa e assim por diante. Dessa forma, será possível otimizar seu negócio e sua atuação no mercado!

Por fim, agora que você já sabe como fazer uma composição de frota eficiente, aproveite para descobrir se vale a pena investir em um consórcio para a aquisição de veículos pesados!

 

 

Comentários