153153-vale-a-pena-fazer-um-consorcio-de-veiculos-pesados.jpg

Vale a pena fazer um consórcio de veículos pesados?

Dezembro 2017

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Não restam dúvidas: uma frota própria faz toda a diferença para qualquer negócio. Nesse cenário, é possível gerir equipamentos, funcionários e rotas de maneira fluida, além de diminuir gastos com pagamentos de terceiros e ainda adicionar bens ao patrimônio da empresa. O detalhe é que o preço dos veículos pesados costuma assustar bastante os empreendedores — especialmente os de pequeno e médio portes. Então como dar esse passo?

Hoje vamos falar de uma opção bem acessível: o consórcio de veículos pesados. Curioso para saber como esse modelo funciona e conhecer suas maiores vantagens? Então basta acompanhar os próximos tópicos!

Como funciona o consórcio de veículos pesados?

O sistema de consórcio já é bastante conhecido dos brasileiros, especialmente quando falamos em compra de imóveis ou carros particulares. Assim fica mais fácil entender, uma vez que o consórcio de veículos pesados funciona de uma forma bem parecida com essas modalidades mais populares.

A empresa que deseja adquirir um veículo pesado escolhe uma administradora, define o bem que deseja comprar e faz suas contribuições mensais junto aos demais consorciados. Para que todos os consorciados tenham chances iguais, a administradora sorteia uma (ou mais) carta de crédito a cada mês. Assim, ao final do período do consórcio, todos terão recebido a sua!

Quais são as maiores vantagens desse modelo?

Ausência de entrada

Veículos pesados exigem investimentos altos que, quase sempre, não podem ser pagos à vista. Pensou logo em um financiamento tradicional para resolver esse problema? Mas e a entrada exigida? Nesse modelo, é preciso desembolsar uma boa porcentagem do preço total da compra logo no início, o que, via de regra, também é praticamente impossível para a maioria dos empresários brasileiros. Aí é que entra o consórcio.

Saiba desde já: no caso do consórcio, não é preciso fazer o pagamento de qualquer valor de entrada! Sem contar que a maioria das administradoras também não cobra qualquer tipo de taxa de adesão. No primeiro mês, portanto, você vai gastar praticamente o mesmo que gastará nos meses subsequentes! Não parece ideal?

Escolha do veículo

Ao assinar o contrato com a administradora, é bem comum que o consorciado já aponte o bem desejado. Mas essa pretensão não precisa se manter intacta até o fim! Esse veículo escolhido servirá apenas como referência para a cotação da carta de crédito e, consequentemente, das prestações mensais.

Assim, ao ser contemplado, o consorciado tem a possibilidade de escolher um veículo que realmente atenda a suas necessidades. Você pode ter entrado no consórcio pensando em comprar um caminhão-baú, por exemplo, mas, ao receber a carta de crédito, pode optar por um outro veículo que seja mais importante para o momento do negócio, como uma caminhonete com tração nas 4 rodas para fretes em estradas não asfaltadas.

Falta de juros

Todo empresário conhece bem o perigo de empréstimos e financiamentos: os juros podem ser simplesmente exorbitantes, transformando pequenos atrasos em dívidas enormes. O consórcio, por sua vez, não é impactado por juros. Os únicos reajustes são feitos para que a carta de crédito mantenha seu poder de compra ao longo do tempo.

Imagine que um caminhão-guindaste custa 150 mil reais, mas, graças à inflação, passa a valer 160 mil em 2 anos. Para a carta de crédito não ficar desatualizada, as mensalidades do consórcio acompanham esse aumento. O objetivo é garantir que, quando contemplado, o cliente tenha acesso ao veículo escolhido lá atrás, quando assinou o contrato.

Chances de contemplação

Há quem fale que o consórcio não é uma boa ideia para ansiosos, já que o consorciado pode ser contemplado apenas na reta final do grupo. Na prática, porém, não é bem assim.

É sim possível aumentar as chances de receber sua carta de crédito a qualquer momento. Para isso, basta se comprometer a antecipar um determinado número de parcelas por meio dos lances. Esse recurso é capaz de encurtar o caminho até o veículo, permitindo que você recupere logo o investimento feito!

Por fim, se quer saber mais sobre o consórcio de veículos pesados, que tal conversar com um dos nossos consultores? Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

Comentários