É possível fazer um consórcio dentário? Como funciona?

Janeiro 2018

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Ter o sorriso em dia não é apenas uma questão de estética. Na verdade, manter os dentes em boas condições é um fator de saúde!

O grande problema aí costuma ser o preço exorbitante de muitos tratamentos dentários, o que acaba afastando as pessoas que precisam deles.

Mas você sabia que é possível fazer um consórcio dentário para financiar esses serviços? Quer saber mais sobre essa possibilidade? Acompanhe nosso post para ver que procedimentos podem ser pagos dessa forma, conhecer as vantagens de contratar um consórcio dentário e entender direitinho como ele funciona!

Que tratamentos são pagos com um consórcio dentário?

A gama de tratamentos que podem ser pagos com esse tipo de consórcio de serviço é bastante ampla. Confira alguns deles agora mesmo:

  • implante dentário;
  • tratamento de canal;
  • próteses;
  • aparelhos fixos e móveis;
  • clareamento e limpeza;
  • cirurgias plásticas na gengiva.

Quais são as vantagens dessa contratação?

A principal vantagem de se contratar um consórcio dentário é a economia em relação a outras opções disponíveis para arcar com o tratamento, como empréstimos pessoais ou negociações diretas com quem realizará o serviço.

Além disso, ao fazer parte de um consórcio, você se compromete a pagar parcelas mensais, o que pode ser bem mais efetivo que tentar economizar uma quantidade de dinheiro por conta própria, depositando-o em uma poupança, por exemplo. Dessa forma, seu procedimento pode ser realizado com mais rapidez.

A única ressalva que devemos fazer aqui é que o consórcio não é indicado para procedimentos considerados urgentes, uma vez que não é possível saber com exatidão se o serviço será efetuado antes do final do pagamento das parcelas. É importante, assim, considerar esse fator para se planejar.

Como exatamente funciona um consórcio dentário?

O primeiro passo para participar de um consórcio dentário é saber quanto custará o tratamento desejado. Com isso em mente, procure pelo valor da carta de crédito mais adequada a seu perfil. Adiantando: nessa modalidade, as cartas de crédito geralmente são de até 10 mil reais, com períodos de pagamento que variam entre 1 e 4 anos.

Depois disso, os pagamentos mensais precisam ser efetuados. Todo mês, por meio de assembleia, um dos membros do grupo é sorteado e tem sua carta de crédito concedida antes do prazo final. Outra opção para adiantar a concessão do crédito é oferecendo lances. Nesse caso, o consorciado adianta parte de seus pagamentos mensais para antecipar a contemplação.

Independentemente da forma de contemplação, com a carta de crédito em mãos, o interessado pode procurar o serviço combinado (no caso, o tratamento dentário), deixando a administradora do consórcio encarregada de realizar a transação financeira. Vale destacar que, mesmo sendo contemplado antes do fim do prazo previsto, é necessário continuar os pagamentos até o fim do tempo estipulado no contrato, ok?

Como você pôde ver, os benefícios da contratação de um consócio são bastante atrativos, podendo ajudá-lo a realizar seus sonhos de maneira mais prática, sem precisar recorrer a empréstimos bancários com juros altos. É isso aí: o consórcio dentário é uma ótima maneira de ter um sorriso novo! Pronto então para escolher?

Por fim, se quiser saber mais sobre esse e outros tipos de consórcio, não deixe de ler este nosso outro post!

Comentários