295435-consorcio-ou-previdencia-privada-descubra-qual-e-a-melhor-opcao

Consórcio ou previdência privada: descubra qual é a melhor opção

Agosto 2019

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Garantir um futuro tranquilo, uma aposentadoria compensadora e com menos preocupações. Quem não deseja isso, depois de passar preciosos anos da vida trabalhando? Cada vez mais, as pessoas têm se preocupado com o assunto e pensado em formas de investir para conquistar esse sonho. Não é para menos: a longevidade do brasileiro cresceu e já chegou a 76 anos em média. É bastante tempo para aproveitar, não é mesmo?

Mas o que é melhor para alcançar tal objetivo: consórcio ou previdência privada? Essas modalidades permitem poupar dinheiro em longo prazo, aumentar o patrimônio e viver uma aposentadoria sossegada. Quer descobrir qual delas é a mais adequada para você? Continue conosco!

Como funciona o consórcio?

O consórcio é mais conhecido como uma forma de poupar dinheiro para adquirir um bem. Muitos pensam nele quando decidem comprar um imóvel ou um veículo, por exemplo. Mas já pensou nesse investimento como uma maneira de complementar a sua aposentadoria? Acompanhe o raciocínio: você entra em um grupo de consórcio para adquirir um imóvel.

O tempo para obter a carta de crédito depende de três fatores: ser sorteado em uma das assembleias, dar um lance vencedor ou pagar as prestações até o final. Em qualquer dessas opções, quando você escolhe um consórcio para investir na aposentadoria, tem a vantagem de não pagar juros e livrar-se de boa parte do valor do imposto de renda sobre ele.

Qual é o sistema da previdência privada?

Esse também é um investimento para longo prazo e funciona como uma aposentadoria particular, que complementa a previdência social. Na previdência privada, você escolhe quanto deseja receber por mês ao se aposentar. Esse valor, então, é dividido pela quantidade de parcelas mensais que você vai pagar até lá. Quanto mais jovem, menor a prestação.

Por que o consórcio pode ser um investimento mais vantajoso?

Essa decisão depende muito de quanto dinheiro você dispõe para investir. A previdência demora mais tempo para dar o retorno esperado, mas costuma ter um bom rendimento médio anual. Por outro lado, a parcela de imposto de renda a ser paga, quando o processo termina, é grande (além das taxas bancárias, que serão subtraídas do valor).

No caso do consórcio, certamente você vai conseguir “enxergar” o benefício mais rapidamente, pois os grupos costumam demorar até 17 anos (se você esperar até o fim do pagamento das parcelas para ser contemplado com a carta de crédito). A ideia, aqui, é que o investimento seja usado na compra de um imóvel, que pode gerar lucros tanto a partir da valorização do bem quanto do seu uso para obtenção de renda por meio do aluguel.

Como não são cobradas taxas e o percentual do imposto de renda devido, nesse caso, é menor, pode ser muito mais sábio escolher o consórcio para planejar a sua aposentadoria. Assim, entre consórcio ou previdência privada, a primeira opção parece ser mais concreta e segura, já que você terá o retorno em menos tempo, com maiores possibilidades de obter ganhos a partir dele.

Ficou interessado nessa modalidade? Quer entender melhor como o consórcio pode garantir um futuro mais tranquilo para você e sua família? Entre em contato com a Rodobens e conheça os nossos serviços!

Comentários