const

Vale a pena construir no terreno dos pais?

Dezembro 2018

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Muitos filhos têm dúvida se é vantajoso ou não construir no terreno dos pais. Em diversos lugares, devido ao tamanho da área disponível, é comum as pessoas construírem as chamadas edículas nos quintais de outras casas.

Principalmente em grandes cidades, em que o custo do metro quadrado tende a ser maior em comparação com o de pequenos centros urbanos, tal prática se mostra bastante econômica. Entretanto, os filhos que estão no início da fase adulta podem sentir certa falta de liberdade para viver a própria vida.

Se você está passando por esse dilema, veja, a seguir, pontos positivos e negativos de “não sair de casa”.

CTA_Vai-construir-uma-casa-do-zero-Tudo-que-você-precisa-saber-está-aqui!_final

Vantagens de construir no terreno dos pais

Economia

Uma vantagem de erguer uma moradia no terreno dos pais é economizar com a compra de um lote. Afinal, ao ter um espaço disponível para a obra, a pessoa terá que arcar apenas com os custos dos materiais de construção e da mão de obra necessária — os quais já podem pesar bastante no orçamento.

Convívio familiar

Em muitos casos, deixar a casa dos pais significa romper os laços familiares, especialmente para quem se muda para outra cidade. Para quem tem filhos, construir na casa dos pais significa proporcionar que os netos tenham mais tempo de convivência com os avós.

Além disso, tal possibilidade também representa ajuda na criação dos filhos nos casos de jovens casados, principalmente quando existe a necessidade de trabalhar fora e não há creche disponível para deixar as crianças.

Desvantagens de construir no terreno dos pais

Privacidade

“Quem casa, quer casa”, ressalta o ditado popular, não é mesmo? Nesse sentido, morar no terreno dos pais envolve a falta de liberdade para decidir os próprios rumos.

Em algumas situações, o choque de culturas pode atrapalhar bastante os relacionamentos, por exemplo, quando mãe ou pai não entendem determinadas atitudes do genro ou da nora. Como consequência, pode haver brigas na família.

Além disso, fica mais difícil se desfazer da moradia, o que implica possível perda do dinheiro investido na construção.

Questões legais

Quem ergue uma moradia no terreno da família deve ter a consciência de que não terá a propriedade do lote. Em caso de falecimento dos pais, a pessoa pode passar por problemas para a regularização da habitação, por exemplo, se existirem outros herdeiros.

Também é importante pensar sobre a divisão de despesas relacionadas ao consumo de água, energia, telefone etc., além do pagamento de tributos, como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Como você pôde notar, existem prós e contras de construir na casa dos pais. Antes de tomar a sua decisão, é importante levar em conta os seus objetivos de vida pessoal, a sua capacidade de solucionar conflitos e as suas perspectivas de crescimento profissional.

Em alguns casos, permanecer na residência onde você sempre morou pode ser apenas uma forma de ganhar mais fôlego para seguir a vida com as próprias pernas. Por exemplo, você pode comprar um imóvel e passar um tempo a mais na casa dos familiares enquanto paga as parcelas da sua moradia.

E saiba que um consórcio pode viabilizar tanto a compra de um terreno ou de uma casa, como até mesmo uma construção — independentemente de onde você decida construir.

E aí, gostou deste texto sobre vantagens e desvantagens de construir no terreno dos pais? Que tal, então, compartilhá-lo nas suas redes sociais e ajudar os seus amigos a fazerem a melhor escolha?

 

Comentários