Quem tem um negócio que depende de serviços de transporte e opta pela adoção de uma frota própria costuma conviver com dificuldades para manter tudo em pleno funcionamento. Para garantir a eficiência e a partir daí gerar bons resultados, é essencial contar com um cuidadoso controle de frota.

    Vamos mostrar, com as dicas que separamos para este post, que é sim possível contornar as dificuldades ao longo do caminho. Confira!

    1. Mapeie todos os processos

    Um bom controle de frota demanda um planejamento adequado, o que começa com um mapeamento de todos os processos gerados pela operação. Essa atitude possibilita observar com amplitude o funcionamento de todas e as etapas para, assim, identificar pontos passíveis de melhora.

    2. Trace metas

    Certamente você  tem objetivos, não é mesmo? Mas sabia que tão importante quanto ter essas metas é identificar os caminhos pelos quais precisará passar até alcançá-las? Logo, é indispensável que tais objetivos sejam claros e factíveis, com um prazo definido — que pode ser um período de tempo (meses, por exemplo) ou de acordo com um determinado número de operações ou atividades.

    3. Observe os custos

    Seja cuidadoso e acompanhe de perto todos os gastos e investimentos feitos na frota. Dessa maneira, será possível avaliar se o dinheiro empregado está trazendo retornos satisfatórios. O ideal é que fazer levantamentos do custo por viagem, o que envolve quilometragem rodada, uso de combustível e despesas com o motorista, além dos custos de manutenção como um todo. Com isso, fica mais fácil fazer estimativas e cálculos mais precisos.

    4. Respeite os prazos

    Por mais simples que essa regra pareça, ela nem sempre é respeitada. Tanto por falta de atenção quanto por problemas reais, é essencial evitar atrasos nos serviços, no pagamento de fornecedores e nas manutenções programadas. Além de evitar que tudo saia do controle, o respeito às datas previstas ajuda a reduzir gastos. Basta pensar um pouco para concluir que um veículo com revisão vencida tem mais chances de quebrar.

    5.  Faça da tecnologia uma aliada

    A maioria dos passos mencionados até aqui ganha um suporte inestimável quando conta com a ajuda da tecnologia. Sistemas de gestão, rastreamento e sensores são capazes de fornecer informações mais precisas para controlar prazos de forma eficaz e otimizar os recursos disponíveis. 

    6. Mantenha a calma no caso de imprevistos

    Algo saiu de controle? Respire e mantenha a calma! Por mais que seja desagradável, é normal que imprevistos aconteçam. Raro, na verdade, é encontrar uma frota que não tenha problemas como quebras, acidentes ou roubos. Para lidar com isso, esteja preparado. Além de contratar um seguro que ofereça cobertura para os principais incidentes possíveis, construa uma reserva de emergência, mais que útil para resolver problemas sem impactar no caixa da empresa.

    Como você viu, um controle de frota exige uma visão global de toda a operação, considerando diversos aspectos que precisam ser observados de perto. Se executados de forma correta, esses passos tornarão o uso dos veículos mais eficiente e menos custoso.

    Quais são suas principais preocupações na hora de gerir sua frota? Deixe um comentário aqui e compartilhe suas experiências e impressões!