O que é day trade? É uma boa modalidade de investimento?

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você já ouviu falar em day trade? Essa modalidade de investimento é uma boa alternativa para quem busca lucros rápidos e gosta de acompanhar negociações na bolsa de valores.

Mas será que essa é uma opção interessante para o seu perfil de investidor? Descubra o que é o day trade, como funciona e conheça os principais benefícios dessa operação financeira. Continue a leitura!

O que é day trade?

O day trade (negociação diária) é uma estratégia de investimentos que envolve a compra e venda de ativos no mesmo dia, em um intervalo curto de tempo. Isso significa que você pode adquirir ações e vendê-las em poucas horas, mas dentro de uma mesma sessão de negociação. 

O objetivo principal do day trade é lucrar com as oscilações do mercado. Como o valor das ações pode ser alterado em alguns minutos, é nesse momento que a pessoa investidora consegue obter ganhos consideráveis.

Como funciona o day trade?

Para exemplificar como funciona o day trade, considere que você comprou um lote de ações às 10h da manhã, valendo R$ 20 cada ação. No mesmo dia, ao final da tarde, as ações sobem para R$ 25 e você decide vender seu lote. 

Acompanhando as oscilações do mercado, você obteve um lucro de R$ 5, certo? É assim que o day trade funciona, com a compra e venda de ativos durante o dia do pregão.

E atenção: o contrário também é válido. Se no início do dia você vende 10 ações da empresa X e, antes de o pregão se encerrar, compra novamente os ativos da mesma empresa, também é considerado day trade.

Parece algo simples, mas saber o momento ideal de realizar essa operação demanda estudo prévio e análises mais aprofundadas. Como identificar o momento ideal de comprar ou vender? Como saber que aquele determinado ativo pode aumentar de valor? Essas questões são fundamentais para começar a investir no day trade.

Quais os benefícios do day trade?

O day trade é uma ótima oportunidade de gerar lucro com seus investimentos. A seguir, veja alguns benefícios:

  • como as operações são realizadas no mesmo dia, você ganha agilidade, aproveitando as oscilações da bolsa para lucrar rapidamente;
  • é possível utilizar investimentos em renda fixa como margem de garantia (Tesouro Direto ou CDB, por exemplo);
  • a liquidez é diária, ou seja, será possível sacar o lucro em até 24h;
  • é possível operar alavancado, isto é, você só recebe ou paga a diferença entre os preços de compra e venda. Se você aplicar R$ 5 mil em um lote e depois vender por R$ 8 mil, a única movimentação na sua conta será essa diferença de R$ 3 mil.

Quais os riscos do day trade?

É importante ressaltar que, embora seja uma boa modalidade de investimento, o day trade também oferece riscos, como:

  • grandes prejuízos: da mesma forma que oferece uma ótima oportunidade de lucros, é possível sofrer com grandes perdas. Sem analisar os gráficos e indicadores de maneira adequada, é possível perder dinheiro nas operações;
  • a bolsa de valores é muito volátil, o que pode ser desafiador, principalmente para iniciantes. O day trade requer análises e noções básicas do mercado financeiro. Vale estudar bastante as características de renda fixa e variável.

 

Porém, mesmo que apresente riscos, isso não significa que você não pode tentar! O importante é ter uma reserva financeira e estudar bastante antes de se aventurar como day trade. Uma dica é acompanhar séries sobre mercado financeiro para se inteirar ainda mais desse universo.

Como funcionam os impostos sobre day trade?

Assim como em qualquer investimento, o day trade tem impostos que devem ser considerados. Para se planejar e não ter nenhuma surpresa, conheça as taxas envolvidas!

Imposto de renda

No day trade, há um percentual de 20% sobre o lucro da operação, sem a taxa de corretagem. A taxa retida na fonte é de 1%. Essa retenção é conhecida como “dedo-duro”.

Para recolher os impostos, o próprio trader deve pagar o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) até o último dia útil do mês seguinte ao lucro. 

Taxa de corretagem

Quem utiliza uma corretora de investimentos deve pagar um valor percentual por cada contrato de compra e venda. Essa taxa é chamada de corretagem. É importante lembrar que a Rodobens não é uma corretora de investimentos.

Taxa de custódia

Geralmente, a taxa de custódia é cobrada pela B3 (bolsa de valores brasileira) sobre o valor total de investimentos. Porém, algumas corretoras não repassam esse valor aos clientes. Então, dependerá de qual empresa você escolherá para realizar suas operações.

ISS

Há também o imposto sobre o serviço (ISS), que é cobrado em cima do valor da corretagem. 

Como você viu, existem diversas vantagens em operar como day trade. Fazer esse tipo de investimento pode ser uma ótima oportunidade para aumentar seus rendimentos e obter mais lucros, garantindo uma reserva financeira maior.

Agora que você já sabe mais sobre o day trade, que tal assinar a nossa newsletter? Receba mais dicas e informações sobre o mercado financeiro no seu e-mail!

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários