Como organizar as despesas fixas da casa

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Quando falamos de finanças, a atenção é redobrada, não é? Não queremos ficar no vermelho nem impedidos de ter o crédito necessário para melhorar o nosso patrimônio. Para evitar essa situação, é importante dar uma atenção especial às despesas fixas da casa, uma vez que elas são essenciais para manter uma boa qualidade de vida no lar.

Ao longo deste artigo, você terá acesso a dicas valiosas, que ajudarão na organização as despesas fixas da sua casa de maneira prática — e o melhor: saberá como incluir a criançada nessa missão. Acompanhe!

Por que organizar as despesas fixas da casa?

As despesas fixas são aquelas que precisam ser pagas todos os meses e os valores não costumam variar. Por exemplo: 

  • taxa de condomínio residencial;
  • parcela de carro;
  • assinatura da TV a cabo;
  • financiamento;
  • mensalidade escolar.

Apesar de previsíveis, é importante organizar as despesas fixas para você entender melhor a real situação financeira da sua família e, caso necessário, buscar alternativas que ajudem a otimizar os gastos — reduzindo ou até mesmo eliminando aqueles que não são tão necessários. Dessa forma, é possível ter mais recursos para destinar a outros objetivos, como uma reforma na casa, a aquisição de novos móveis etc.

Como fazer isso de maneira prática?

A verdade é que não existe segredo para organizar as despesas fixas da casa, mas é importante mudar seus hábitos de consumo para evitar os gastos desnecessários, pois eles são os principais vilões na hora de manter as despesas fixas em dia.

Uma maneira muito interessante e prática é colocar essas contas no débito automático. Dessa forma, você otimiza o seu tempo e evita atrasos por motivos de esquecimento — o que é muito comum para quem tem o dia a dia muito agitado.

Entre no app do seu banco e registre as despesas fixas. Feito isso, na data do vencimento, a própria instituição financeira se encarregará de efetuar o pagamento automaticamente. Você só precisa deixar o dinheiro na conta.

Nova call to action

Quais são as principais dicas para organizar as despesas fixas?

Depois de entender a importância de organizar as despesas fixas da casa, veja como otimizar esse controle com alguns passos simples.

Elabore um planejamento financeiro

O planejamento financeiro será a sua “bússola”. Por meio dele, é possível identificar os erros que estão sendo cometidos no seu orçamento e que podem prejudicar a organização das despesas fixas. 

O primeiro passo é listar todas elas, tanto fixas quanto variáveis. A partir daí, identifique possíveis falhas nos seus gastos. Com essas informações em mãos, você conseguirá fazer uma melhor gestão do seu dinheiro e direcioná-lo a outras áreas de mais relevância na sua vida.

Além disso, o planejamento ajudará a definir seus objetivos financeiros. Assim, estratégias eficientes podem ser traçadas para conquistá-los com mais rapidez e facilidade.

Suponhamos que deseje fazer um curso rápido no valor de R$ 1 mil. No planejamento, você precisa incluir esse curso como o seu objetivo. Com base nas informações tem em mãos, basta definir o que pode ser feito para você ter essa quantia — como uma renda extra, corte de gastos… A estratégia poderá ser traçada conforme a sua disponibilidade, sem prejudicar a organização das suas finanças.

Tenha uma reserva de emergência

A reserva de emergência é indispensável para garantir que o seu orçamento não será prejudicado em situações não previstas, como a perda do emprego ou a necessidade de comprar uma geladeira nova imediatamente. Nesse sentido, o ideal é que o valor total da sua reserva corresponda a 12 meses das suas despesas totais.

Por exemplo: se você tem despesas mensais no valor de R$ 3 mil, o ideal é que o montante total da sua reserva de emergência seja de, no mínimo, R$ 36 mil. 

Parece muito para uma reserva? Parece, mas acredite: ela pode salvar o seu orçamento em uma situação de crise sem prejudicar a sua qualidade de vida.

Diminua os gastos

Essa é a parte mais difícil e a mais importante de todas. A redução de gastos é algo imprescindível para organizar as despesas fixas da casa.

Vamos a um exemplo: é muito bom e prático almoçar em um restaurante, mas você realmente precisa comer fora todos os dias? Será que é realmente necessário comprar uma peça de roupa nova todos os meses? Analise com cuidado suas necessidades e pontue quais gastos podem ser reduzidos ou eliminados do seu orçamento doméstico.

Some as rendas mensais

Outro ponto importante é identificar quanto você ganha por mês — isso mesmo, qual é o valor total das suas receitas. Com essa informação em mãos, é possível evitar o famoso “gastar mais do que ganha” e, assim, melhorar o controle das suas finanças.

Se observar que a receita mensal é pequena, avalie a possibilidade de fazer uma renda extra para otimizar seu orçamento. Nesse caso, você pode optar por fazer trabalhos como freelancer de redação ou design, vender semijoias, entre outras alternativas lucrativas.

Como incluir as crianças nessa missão?

A criança não precisa ajudar nas tomadas de decisões, mas é importante que elas participem da organização das despesas fixas da casa. Nesse momento, você pode ensiná-las o valor do dinheiro e a importância dele, além de mostrar as vantagens de evitar os gastos desnecessários ao longo da vida.

Para motivar as crianças, você pode destinar uma quantia, mesmo que pequena, para gastar com o que quiser. Assim, ela consegue ter uma noção, na prática, de como organizar as próprias despesas.

Ao chegar até aqui, você já consegue entender o que é preciso fazer para organizar as despesas fixas da casa, certo? O que, talvez você não saiba é que contratar um consórcio pode ajudá-lo nessa missão! Como? Por meio dele, é possível poupar dinheiro mensalmente para conquistar um objetivo. Assim, fica muito mais fácil controlar suas finanças, uma vez que você já dará um destino certo ao seu dinheiro, evitando gastos desnecessários.

Queremos continuar ajudando você a melhorar o controle financeiro da sua família. Aproveite e baixe o e-book Finanças em Família: passo a passo para prosperarem juntos. Boa leitura!

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários