Dia do Automóvel: confira as principais curiosidades sobre a data!

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Dizem que o brasileiro é apaixonado por carro, e nem é difícil entender o que está por trás dessa afirmação: mesmo quem não dirige tem alguma memória ou uma história para contar envolvendo um veículo de quatro rodas. Não por menos, temos, no calendário, o Dia do Automóvel, celebrado em 13 de maio.

Neste conteúdo, vamos aproveitar esse marco para trazer algumas curiosidades não apenas sobre a data, mas também sobre a história dos automóveis e o impacto dessa invenção tão importante no cotidiano de todos. Então, coloque o cinto e siga com a leitura!

Os primeiros automóveis da história

A invenção de veículos automotivos é cercada de polêmica, já que algumas pessoas e empresas disputam o posto de inventoras dos carros da forma como os conhecemos hoje.

A hipótese mais aceita é de que o primeiro bólido com quatro rodas a se movimentar utilizando a energia de um carburador para queimar combustível. Essa invenção foi desenvolvida em 1870, por Siegfried Marcus, engenheiro alemão que morava em Viena, na Áustria, desde 1852.

Um tempo depois, outros criadores chegaram a invenções parecidas: os também alemães Karl Benz e Gottilieb Dammler, em um intervalo de poucos meses no ano de 1886, estavam rodando com veículos de quatro rodas movidos por um motor a combustão.

No entanto, a maioria dos registros traz Karl Benz como o inventor do automóvel. Primeiro, porque ele patenteou sua invenção; depois, porque o que havia sido desenvolvido por Marcus anos antes se assemelhava mais a um veículo de transporte de materiais do que a um carro propriamente dito. Além disso, em nenhum momento Marcus procurou formas de produzir em série o que havia desenvolvido.

Décadas depois, nos anos 20, as fábricas de Benz e Dammler, que fabricavam os carros Mercedes, se uniram, criando a Mercedes-Benz. Nenhum dos dois se conheceu, mas o trabalho de ambos deu origem a uma das maiores montadoras do mundo até os dias de hoje.

Nesse meio tempo, do outro lado do Oceano Atlântico, o engenheiro norte-americano Henry Ford dava início a outra revolução, que modificaria para sempre toda a indústria automobilística.

Em 1908, chegava ao mercado o Ford Model T. De montagem mais simples. Alguns anos depois, esse modelo passou a ser totalmente construído nas chamadas linhas de montagem, acelerando os processos e reduzindo os custos de produção.

Isso ajudou a baratear e tornar os automóveis mais populares. Além disso, o Model T trouxe uma série de inovações, que fizeram toda a diferença na época: ele foi o primeiro modelo a colocar o volante do lado esquerdo, um câmbio de engrenagens com duas marchas (frente e ré) e um acelerador, que ainda era acionado manualmente, e não por um pedal.

O impacto dos carros em nosso cotidiano

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE), em 2018, ano do levantamento mais recente, havia mais de 54 milhões de automóveis no Brasil. Grosso modo, isso representa 1 veículo para cada 4 habitantes (ou seja, com o tamanho da frota disponível, é possível, em tese, transportar todos os brasileiros em automóveis).

O primeiro veículo a rodar por terras brasileiras tinha um dono famoso: Santos Dumont, conhecido como o pai da aviação. Era dele o modelo Peugeot que desembarcou de um navio vindo da Europa e atracado no porto de Santos em 1891.

Com o sucesso do Model T nos Estados Unidos, em 1919, o país recebeu uma linha de montagem da Ford, com peças que já chegavam prontas ao território nacional. A segunda montadora a dar as caras por aqui foi a General Motors, em 1940. No entanto, foi a partir do governo do presidente Juscelino Kubitschek, entre 1956 e 1961, que a indústria automobilística no Brasil ganhou verdadeiro impulso.

E isso não aconteceu apenas pelo incentivo à implementação de novas fábricas; com a fundação de Brasília, boa parte do país foi integrado por diversas estradas, que conectaram cidades distantes e colocaram os carros como centro do desenvolvimento urbano e principal meio de locomoção em cidades de diferentes portes.

Tal predominância só reforça a importância da segurança no trânsito. Dessa forma, cabe a todos os motoristas seguir a legislação, dirigir com cuidado e respeitar não só os demais condutores, como também quem circula pelas ruas, como pedestres e ciclistas.

A origem do Dia do Automóvel

No Brasil, o Dia do Automóvel foi criado em 1934, quando o então presidente Getúlio Vargas assinou decreto em 11 de maio daquele ano estabelecendo a comemoração para dois dias depois. Existem algumas teorias para tentar explicar a determinação de tal data.

A primeira e mais aceita hipótese sobre a escolha do dia 13 é que a data seria uma homenagem à abertura da primeira estrada totalmente pavimentada do país. A rodovia, que liga a cidade do Rio de Janeiro (então capital da República) e a cidade de Petrópolis, percorrendo aproximadamente 66 quilômetros, foi inaugurada em 13 de maio de 1926 pelo presidente da época, Washington Luís.

Outra versão afirma que a data foi escolhida para reverenciar Bertha Benz, mulher de Karl Benz, de quem falamos anteriormente. Para mostrar a confiabilidade do veículo desenvolvido pelo marido, durante 3 dias e com os dois filhos do casal a bordo, Bertha fez uma viagem de longa distância, atravessando 194 quilômetros entre duas cidades alemãs.

Por fim, uma coincidência interessante e que torna o 13 de maio ainda mais especial é que essa foi a data da produção do Belcar, o primeiro veículo de passeio brasileiro. 

Apesar da importância desse marco para a indústria automobilística nacional, ele não pode ter sido a influência para a decisão da data por Getúlio Vargas, pois a primeira unidade do veículo saiu da fábrica em 1958 — ou seja, 24 anos depois do decreto estabelecendo o Dia do Automóvel.

Seja qual for a origem do Dia do Automóvel, sua comemoração só reforça a paixão pelos carros, bem como sua posição de destaque no desenvolvimento da sociedade e da economia há mais de um século. E as inovações no segmento não param de surgir! Exemplo disso os carros elétricos, que, aos poucos, ganham espaço nas ruas e garagens.

Gostou do conteúdo? Quer conhecer os carros mais queridos pelos brasileiros? Então, confira uma lista com as melhores marcas do mercado!

Your blog post content here…

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Representante das marcas Hyundai, Toyota e Mercedes-Benz, a Rodobens tem a melhor opção para você sair de carro 0KM.

Comentários