É possível comprar um terreno a partir de consórcio?

Agosto 2016

5 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Adquirir um consórcio para comprar imóveis e veículos é algo bem comum no mercado. A maioria das pessoas já sabe dessas possibilidades, e com você não deve ser diferente, não é mesmo? Mas já pensou em fazer um consórcio para comprar terreno? Pois é! Isso não só é possível, mas vem se tornando bastante popular no Brasil!

Algo que a gente já pode adiantar é que os consórcios para terreno fazem parte da mesma categoria dos consórcios imobiliários. Assim, você já fica mais por dentro, certo? Se quer saber por que deve pensar na possibilidade de adquirir um terreno usando um consórcio, continue acompanhando este post e descubra as vantagens!

Como funciona o consórcio para comprar terreno?

Na prática, o consórcio de terreno segue as mesmas regras dos demais consórcios imobiliários. Você ingressa em um grupo, paga as mensalidades durante o período que ficou estabelecido na contratação e retira sua carta de crédito quando for contemplado.

Não existe nenhum segredo nesse processo: quando você contrata seu consórcio, começa a pagar as mensalidades. Se tiver um dinheiro extra, tenta dar um bom lance para adiantar sua contemplação. Com a carta de crédito em mãos, escolhe o terreno que deseja, negocia com o dono (aproveite o poder de barganha, já que a carta equivale a um pagamento à vista, ok?) e a administradora intermedeia a compra.

Enquanto ainda estiver pagando, o terreno fica alienado à administradora, até que o consórcio seja completamente quitado. Mas você já pode utilizá-lo, dentro de seus planos! O que você vai construir é escolha sua. Então, avalie seus projetos de vida e veja a melhor forma de aproveitar sua conquista.

Como escolher um bom consórcio?

Avalie suas necessidades

Antes de ingressar em um consórcio, pense: você realmente tem necessidade desse bem? Podem haver vários cenários que não são compatíveis com a escolha. Por exemplo:

  • você precisa mais de um carro, para as necessidades da família, que de um terreno;
  • sua família precisa de um novo lar, mas você não vai ter dinheiro para a construção de imediato;
  • o terreno é muito pequeno ou grande demais para seus projetos;
  • você tem urgência na aquisição e pode ter que esperar muito pela contemplação.

Esses são pontos muito importantes a analisar. Primeiro, porque você não pode adquirir um consórcio de uma categoria e comprar um bem de outra. Se você, de repente, ver que precisa mais de um carro, não pode pegar a carta de crédito para terreno e escolher um veículo.

Se a ideia é construir, talvez valha a pena se organizar melhor. Você adquire seu consórcio para comprar terreno e um outro, para construção ou reforma. Mas é importante analisar se seu orçamento familiar comporta as parcelas, certo? Ficar inadimplente e perder o que conquistou é o pior dos pesadelos! 

Na construção, você pode usar o FGTS: assim, não precisa desembolsar tanto, se tiver um bom saldo. Mas tudo tem que ser avaliado com calma e antecedência.

E, por último, ninguém pode garantir que você vai ser contemplado logo nas primeiras parcelas: nem o corretor, nem a administradora. Você pode até dar excelentes lances, mas se alguém fizer ofertas melhores, ainda não vai ser sua vez. Portanto, avalie o quanto pode esperar pela contemplação.

Escolha uma administradora segura

Na hora de escolher a administradora, confira:

  • se ela é autorizada a funcionar pelo Banco Central;
  • qual sua avaliação em sites de reclamações e redes sociais;
  • como ela está posicionada no ranking de reclamações no BC;
  • qual a opinião dos atuais consorciados a respeito dela.

Leve em conta ainda o valor das taxas cobradas. Quanto maiores elas forem, mais caras vão ser suas parcelas. O mais básico é:

  • a taxa de administração, cobrada pela administradora para manter o consórcio funcionando, realizar assembleias e pagar seus custos;
  • o seguro prestamista, feito para evitar que a ausência de um consorciado prejudique o andamento do grupo como um todo.

Na Rodobens, somente esses dois valores são praticados. Mas há outras administradoras que cobram a taxa de adesão, na hora da sua entrada no grupo, o fundo de reserva, que é como uma contribuição extra e outros possíveis valores. Tudo isso encarece suas parcelas, portanto, olho vivo!

Avalie sua capacidade de pagamento

O segredo está em se planejar antes e escolher um terreno com valor que caiba nas suas possibilidades financeiras. Procure não comprometer mais de 30% de sua renda familiar com o consórcio. Se obedecer a esse limite, você tem mais segurança para levar o negócio até o final.

Se o valor ficar muito alto, você corre o risco de largar seu consórcio pela metade. Caso não tenha sido contemplado, vai ter que esperar a finalização completa do grupo para reaver o que pagou. 

É possível usar o FGTS na compra de um terreno?

Veja bem, a visão do Governo é de que o FGTS pode ser utilizado para ajudar o trabalhador a conquistar uma moradia própria. Você não pode morar em um terreno sem casa, certo? Por isso, é vedada a utilização do fundo para comprar terreno, seja à vista, financiado ou por meio de um consórcio.

Mas, a gente já antecipou lá no começo do post, certo? Suponha que você comprou seu terreno utilizando uma carta de crédito, quitou seu consórcio e agora está pagando um para construção. Nesse caso, você já pode contar com o saldo do fundo de garantia! O importante é obedecer aos seguintes requisitos:

  • não estar pagando nenhum financiamento pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
  • não possuir nenhum imóvel residencial na área onde trabalha ou reside;
  • estar com as parcelas do seu consórcio em dia;
  • ser o titular da conta do FGTS, do terreno adquirido e do consórcio;
  • construir em um terreno localizado na área urbana;
  • destinar o imóvel a uso residencial.

Mas cabe salientar que essa utilização é específica para construção de um imóvel residencial em um terreno próprio, ok? Não é possível usar o FGTS para reformar ou melhorar uma residência já construída.

Quais as vantagens do consórcio para comprar terreno?

No consórcio, o seu poder de compra é garantido, pois a carta de crédito é reajustada de acordo com o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Além disso, você ainda está livre dos juros de um financiamento, que tanto prejudicam o orçamento familiar!

É graças às suas vantagens que os consórcios imobiliários estão crescendo tanto no Brasil! Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), de janeiro a novembro de 2017, houve a compra de 2,18 milhões de novas cotas; um crescimento de quase 7% em relação ao mesmo período de 2016.

Qual a vantagem de comprar um terreno?

Se você acha que não precisa de um terreno, talvez seja hora de reconsiderar. Um terreno pode ter diversas utilidades e inclusive gerar renda! Você tanto pode construir uma casa para morar, fugindo do aluguel, como pode alugar o terreno, construir um comércio ou prestar serviços. Seja qual for a sua escolha, o certo é que o investimento tem excelente retorno financeiro.

Muitos investidores buscam comprar terreno para beneficiá-lo, vender por um valor maior ou mesmo para construir. Com um consórcio, você pode aumentar seu patrimônio sem desembolsar muito dinheiro e fazer isso de forma planejada!

Faça uma simulação agora mesmo e confira os valores, prazos e parcelas disponíveis. Você vai ver que ter um patrimônio sólido pode ser bem mais fácil que você imagina!

 

Nova chamada à ação

Comentários