Saiba como economizar combustível agora mesmo

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Existem atitudes para amenizar o efeito da oscilação de preços dos combustíveis, além de contribuir com a preservação do meio ambiente e a segurança de motoristas e terceiros.

Felizmente, grande parte dessas ações são de senso comum e podem ser incorporadas com facilidade em sua rotina de direção defensiva, tornando-se hábitos do dia a dia.

Pensando nisso, elaboramos este material. Nele, reunimos tudo que você precisa saber para economizar combustível da melhor forma possível. Confira.

Como economizar combustível?

Essa conduta é fácil. Basta seguir as dicas a seguir e colocá-las em prática. Veja!

Dirija somente quando necessário

Pense em quantas pequenas corridas de um ou dois quilômetros você faz durante a semana. Se vai à feira ou supermercado para fazer as compras da semana ou do mês, é compreensível precisar dirigir. Porém, se está indo só para comprar poucos itens, e os locais ficam perto da sua casa, por que não ir caminhando ou pedalando?

A mesma conduta pode ser tomada para as idas à casa de familiares e amigos ou para levar as crianças à escola, por exemplo Afinal de contas, se você não dirige, não consome combustível.

Saiba abastecer

Alguns postos oferecem preços reduzidos, mas trabalham com produtos de qualidade duvidosa. A situação mais comum é a gasolina adulterada, que contém alta porcentagem de água e de álcool em sua composição.

Abastecer com esse tipo de combustível compromete o desempenho do motor do veículo e aumenta o consumo. Resumindo, além de ter de ir ao posto mais vezes, você terá custos com manutenção corretiva no futuro.

O recomendado é contar com estabelecimentos de confiança para fazer o abastecimento do carro. Logo, vale fazer uma pesquisa na sua região e consultar clientes para escolher os melhores locais. Por fim, após abastecer, observe se o automóvel apresenta falhas que não tinha antes de encher o tanque.

Calibre os pneus

Quando os pneus estão murchos ou uns mais cheios que os outros, a direção fica desequilibrada, o que compromete a segurança do condutor e aumenta o gasto de combustível.

Para saber a pressão desses componentes, consulte o manual do veículo. Outra opção é procurar se a informação está fixada na parte interna do porta-luvas ou em alguma etiqueta na dobradiça da porta. O importante é sempre manter os pneus prontos para rodar com eficiência.

Mantenha a aceleração constante e moderada

Um “pé pesado” pode prejudicar seu bolso. Na prática, você faz com que o motor trabalhe forçadamente para atingir a velocidade desejada, queimando mais gasolina do que o normal. Porém, você também não quer acelerar pouco a ponto de deixar o automóvel morrer, pois isso também afeta o consumo. Portanto, conservar uma rotação firme e constante é a melhor alternativa.

Sair pisando fundo em semáforos, ainda mais sabendo que a chance de parar nos seguintes é grande, é uma conduta imprudente e desnecessária. Sempre reduza a velocidade com cuidado, sem frear de uma vez. Por fim, jamais acelere com o carro desengatado para não desperdiçar combustível e “viciar” o motor.

Cheque o filtro do ar do carro

O filtro de ar tem uma função muito importante, que é bloquear a entrada de resíduos do ar no automóvel. Ou seja, quando esse componente está muito sujo, a circulação de oxigênio do motor fica bloqueada. O resultado? Aumento do consumo e redução do rendimento.

Então, a recomendação é respeitar o período indicado pelo fabricante para fazer a troca do filtro de ar. Caso você pegue muito trânsito, corra em estradas de terra com frequência ou more em um local muito poluído, esse item deve ser substituído antes. Para tirar a prova, cheque a situação da peça com um mecânico.

Realize revisões regularmente

Uma dica essencial para economizar combustível é fazer a revisão do veículo. Ao fazer as manutenções preventivas dentro do cronograma, você garante a durabilidade do carro e evita gastos exorbitantes com gasolina.

Logo, quando levá-lo para a inspeção mecânica, priorize a troca de fluidos e filtros. Além disso, as condições da correia e das velas de ignição também podem influenciar no aumento do consumo.

Tire do carro tudo que estiver sobrando

Qualquer objeto que esteja sendo levado desnecessariamente deve ser retirado do carro. No geral, retornamos de viagem e deixamos de tirar toda a bagagem; ou temos que levar algum produto para o conserto e adiamos por dias, entre outros exemplos de rotina. Portanto, remova pesos extras do veículo para que o motor não force ao ponto de “beber” gasolina, sobretudo em arrancadas e em subidas.

Tenha um veículo econômico

De nada adianta seguir todas essas indicações de economia e ter um automóvel que consome combustível de forma exagerada mesmo nas melhores condições.

Para evitar esse problema, escolha um modelo mais econômico e eficiente. Isso não quer dizer que você precisa escolher um 1.0, pois, apesar de consumir menos na cidade, esse tipo de motor gasta mais combustível ao ultrapassar 80 km/h.

Para não errar na compra (ou troca), o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular informa as médias de consumo dos veículos comercializados no Brasil. Os testes são feitos e comprovados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), com base nas simulações urbanas e rodoviárias.

Quanto é possível economizar?

Não há como saber a quantia exata que pode ser economizada com as medidas mencionadas acima, pois o valor vai depender do tipo de carro e da sua frequência de uso.

Porém, é possível afirmar que essas dicas fazem economizar dinheiro com menos abastecimentos e manutenções corretivas. O segredo está em ser prudente tanto na hora de encher o tanque quanto na hora de dirigir.

Quando abastecer com álcool?

Entre os tipos de combustível mais populares estão o álcool e a gasolina, o que se torna um dilema para quem tem veículos com motores flex. Para o motorista, vale considerar o preço durante o abastecimento. Em geral, os automóveis leves consomem 30% a mais com álcool do que com gasolina percorrendo o mesmo trajeto.

Dessa forma, existe um cálculo simples para identificar qual é a melhor opção de combustível: multiplicar o preço da gasolina no posto por 0,7. Se o resultado ultrapassar o preço do etanol, escolha o etanol. Se o resultado for inferior ao preço do etanol, opte pela gasolina.

E então, o que achou das nossas recomendações para economizar combustível? Coloque-as em prática agora mesmo para evitar quebras desnecessárias e poupar mais dinheiro. Esse valor pode ser direcionado, inclusive, para contratar um seguro auto a fim de contar com proteção veicular. O objetivo é lidar com momentos inesperados, como acidentes, colisões, panes e furto. A prevenção é a melhor forma de enfrentar essas ocorrências. Pense nisso!

Gostou deste conteúdo? Que tal aprimorar seus conhecimentos sobre o tema? Entenda com mais detalhes quando optar por álcool ou gasolina no carro flex!

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários