Empréstimo para caminhoneiro: conheça as condições da linha de crédito do BNDES

Janeiro 2020

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Após anos de muitas reivindicações, o governo vem adotando iniciativas que visam melhorar as condições de trabalho nas estradas. Uma delas é a linha de crédito exclusiva do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social), que, na prática, é um empréstimo para caminhoneiro com taxas diferenciadas.

Ficou interessado em obter esse recurso? Então, acompanhe nosso post e saiba tudo sobre essa novidade que poderá ajudar você a alavancar sua atuação!

Como funciona o empréstimo para caminhoneiro do BNDES?

Disponível desde maio de 2019, a linha de crédito especial para caminhoneiros tem como objetivo principal ajudar a financiar custos relacionado à manutenção dos veículos pesados.

Essa medida foi tomada com base em observações de que os problemas de conservação dos caminhões estão entre os principais entraves para a atuação dos motoristas e, inclusive, aumentam as estatísticas de acidentes nas estradas.

Inicialmente, o limite máximo desse crédito havia sido estabelecido em R$ 30 mil, mas logo foi reajustado para R$ 100 mil. Ao todo, o governo reservou a quantia de R$ 500 milhões para atender a essas solicitações de empréstimo.

Quem pode fazer essa solicitação?

Podem ser beneficiados com esse crédito tanto caminhoneiros autônomos, que comprovarem ser residente e domiciliado no país, quanto cooperativas de transporte rodoviário de cargas. É preciso, no entanto, ter inscrição no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC). 

Quais as condições para participar do financiamento?

Para que a iniciativa atinja os resultados esperados, foram estabelecidas algumas condições de participação no financiamento. O principal ponto é a necessidade de atestar o uso dos recursos, que devem ser destinados exclusivamente a cobrir gastos de manutenção e conservação dos veículos visando à prestação do serviço de frete.

Dessa forma, é possível utilizar os valores financiados para custear gastos com oficina, aquisição de peças e pneus, além do seguro automotivo ou prestamista. Também dá para cobrir os gastos prévios, contanto que as notas ficais tenham sido emitidas em até 180 dias anteriores à solicitação do empréstimo.

Quanto às condições de pagamento, os prazos podem chegar a 5 anos, com até 12 meses de carência para o vencimento da primeira parcela. Outro benefício é a possibilidade de intercalar parcelas, levando em conta os períodos de entressafra. Assim, o pagamento não seria obrigatório em determinados meses.

Como solicitar o empréstimo?

A data limite estabelecida pelo BNDES para solicitar o empréstimo para caminhoneiro é 26 de maio de 2020. Os profissionais que se interessarem devem procurar por instituições financeiras que trabalhem em convênio com o BNDES, já que essa é uma operação indireta. São os bancos, portanto, que ficarão responsáveis pela aprovação da liberação e exigência de garantias contratuais.

Vale lembrar que os juros desse tipo de operação são compostos pela taxa do BNDES, que será de 1,45% ao ano, somado ao custo financeiro e taxa do agente financeiro, que pode ser negociada junto à instituição escolhida.

A disponibilização de uma linha de empréstimo para caminhoneiro é uma excelente oportunidade para os profissionais investirem em seus veículos sem comprometerem o orçamento. O que se espera agora é que essa iniciativa seja seguida de outras mudanças importantes para tornar cada vez melhores as condições de trabalho nas estradas.

Gostou do conteúdo? Que tal conhecer os veículos ideais para aumentar seu conforto e segurança a bordo? Confira agora mesmo a linha de veículos comerciais da Rodobens e escolha o modelo que mais combina com você!

Comentários