gastos

Gastos desnecessários: confira 11 despesas que você deve eliminar do orçamento agora mesmo

Agosto 2019

5 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Manter as contas em dia é fundamental para garantir a realização dos nossos sonhos. O problema é que até quem cuida do dinheiro com toda a atenção do mundo pode cair em algumas armadilhas, acumulando gastos desnecessários. Por isso, é preciso ter atenção para não sofrer desse mal. 

Desenvolvemos este post para ajudar você a identificar e cortar gastos supérfluos que comprometem seu orçamento mensal. Falaremos sobre como listar essas despesas, o que fazer no momento do aperto e quais são as 11 possibilidades de corte de gastos que você deve observar. 

Dessa forma, você terá melhores condições para trocar de carromudar de apartamentofazer viagens em família, entre tantos outros objetivos. Gostou da ideia? Então, vamos lá!

CTA_Rodobens_Manual passo a passo para reduzir gastos supérfluos_final

Como identificar gastos desnecessários?

Tenha um controle

Essa dica parece tão óbvia, né? Mas não é bem assim. Apesar de saberem da importância de fazer um controle de gastos, poucas pessoas realmente colocam isso em prática. E o resultado costuma não ser nada agradável.

Atualmente, é fundamental saber ficar de olho no seu próprio dinheiro — e isso não precisa se tornar uma dor de cabeça. Afinal, são inúmeros os aplicativos e as soluções online pensados justamente para ajudar a registrar e identificar os gastos desnecessários. O próprio Google Planilhas pode ser uma alternativa!

Analise seu orçamento

De nada adianta fazer um controle de gastos se você só joga todos os números lá e depois se esquece deles. Para que o aplicativo ou a planilha tenha efeito prático, é preciso analisar as contas que compõem seu orçamento e entender o impacto que elas causam no seu planejamento.

Faça isso sempre com a intenção de encontrar pontos de melhoria — seja um gasto desnecessário que será cortado ou até mesmo uma boa oportunidade de investimento.

O que fazer quando as contas apertam?

Organize sua rotina

Não tem como escapar: quando sua vida está bagunçada, o desperdício de dinheiro é alto. Quer um exemplo? Se você não controla o estoque de alimentos da casa, pode acabar tendo que chamar um delivery ou sair para jantar fora na última hora, gastando muito mais do que gastaria ao preparar uma refeição caseira.

E não é só isso! A organização também ajuda a evitar outros gastos desnecessários, como multas de contas atrasadas, juros de financiamentos, compras de itens duplicados e assim por diante.

Planeje a vida em família

Quanto mais tempo você tem para pesquisar sobre algo, maior tende a ser a economia, certo? Ao planejar sua vida em família, você pode fazer orçamentos, buscar formas de pagamento mais em conta e procurar alternativas com o melhor custo-benefício.

Essa forma de pensar é útil para as mais diversas situações, desde a viagem de férias até a aquisição de um imóvel. Analisar os gastos e organizar a rotina: tenha esse mesmo cuidado com seus planos. Isso permitirá que você aproveite a vida até quando as contas apertarem.

O que dá para eliminar do orçamento?

1. TV a cabo

Atualmente, com tantas opções de conteúdos sob demanda na internet, as pessoas assistem cada vez menos à televisão. Então, que tal começar cortando esse gasto? Avalie com cuidado quais dos seus planos de TV você realmente usa e reduza o número de canais.

2. Alimentação fora de casa

Todo mundo sabe que comer em casa é muito mais barato que se alimentar na rua. Mesmo que você não vá a restaurantes com frequência, observe os pequenos gastos em passeios e saídas no dia a dia.

3. Supermercados sofisticados

Em diversos locais do Brasil, há supermercados que focam um serviço mais diferenciado. Repare como os preços praticados por esses estabelecimentos costumam ser elevados. Acredite: ao comprar em um supermercado popular, você economiza muito dinheiro ao longo do ano. 

4. Lavagens de roupa excessivas

Pouca gente sabe, mas a máquina de lavar roupas consome bastante eletricidade, além, claro, da própria água. Pensando nisso, procure acumular mais roupas para fazer menos lavagens por semana!

5. Celular pós-pago

Com a popularização do WhatsApp e das conexões Wi-Fi, o número de ligações telefônicas caiu drasticamente, assim como o uso de pacotes de dados. Por isso, para a maioria das pessoas, um plano do tipo controle é mais que o suficiente para o cotidiano. Que tal testar?

6. Compras em excesso

Mais do que fazer uma boa escolha do supermercado, é preciso checar a sua lista de compras. Para começar, você tem uma lista? Sem ela, tendemos a comprar mais produtos do que realmente precisamos. Além disso, um bom planejamento permite manter a dispensa por mais tempo, evitando aquelas idas semanais ao mercado — que geralmente aumentam os gastos. 

7. Excessos na dispensa

Produtos de limpeza estão entre os que mais se acumulam por longos períodos. Por isso, evite fazer estoques do mesmo item com base na ideia de variar os aromas ou algo do tipo. Para reduzir ainda mais os gastos, pesquise sobre produtos multiuso. Gastar pouco e não depender de muitos itens desse tipo pode gerar uma economia interessante.

8. Gastos com assinatura

A TV a cabo não é a única que deve ser repensada. Assinaturas de revistas, periódicos e podcasts podem ser repensados. A quantidade de conteúdo disponível na web é, atualmente, uma ótima alternativa para quem quer reduzir gastos desnecessários com conteúdos pagos em geral.

9. Cartão de crédito

Dê uma olhada na sua última fatura e liste a quantidade de valores gastos que você já não se lembrava. Quem faz isso geralmente se surpreende com o quanto do nosso orçamento é comprometido pelo cartão. Por isso, tente adotar o hábito de não carregá-lo consigo, utilizando-o apenas para o essencial. Para complementar, evite ficar refinanciando as dívidas!

10. Compras por impulso

A internet é o paraíso do acesso à informação, mas isso traz consigo algumas tentações problemáticas. Aquelas lojas virtuais de livros, roupas e outros produtos que não saem de vista na tela podem gerar compras por impulso a qualquer momento. Para cortar esses gastos, estabeleça uma estratégia: só vá até os sites de e-commerce quando houver uma necessidade prévia e, principalmente, separe algum tempo para comparar preços.

11. Exageros em promoções

Você está andando pela rua ou lendo seus e-mails e pronto — surge, na sua frente, uma imagem com aquela promoção irresistível. A questão é: você tinha planos para aquela compra? Se a resposta for não, deixe para outro momento. Mesmo que o valor seja menor naquela hora, ele continua representando uma despesa que não estava no seu orçamento.

A dica é, em parte, a mesma do item anterior: foque suas necessidades já levantadas e compare preços. Assim, você evita ser levado a manter um hábito de gastar sem estar preparado para lidar com aquele custo extra. Consequentemente, pode ir em busca daquele carro novo, da reforma da casa ou da viagemque sempre sonhou.

Ao cortar os gastos desnecessários que mostramos aqui, você já terá uma folga no seu orçamento. Assim, sobrará mais espaço para investir naquilo que realmente é importante para você e sua família. Mas não pare por aí! Continue buscando possibilidades para usar seu dinheiro da melhor forma possível.

E já que o assunto é economia, aproveite para ler também nosso post sobre redução de gastos desnecessários para entrar em um consórcio!

Comentários