lidar-com-imprevistos-financeiros-5-dicas-para-voce-se-sair-bem

Lidar com imprevistos financeiros: 5 dicas para você se sair bem

Julho 2018

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Um carro quebrado, um problema no encanamento de casa, uma doença passageira ou até mesmo o desemprego: essas são apenas algumas das situações inesperadas pelas quais estamos sujeitos a todo momento. O pior é que, além de desagradáveis, elas podem comprometer o orçamento da família, por mais que ele seja organizadinho.

É fato: dependendo do tamanho do gasto extra ou da perda de renda, tais imprevistos financeiros podem ser bem difíceis de contornar. Mas calma. Quer ajuda para lidar com esse tipo de situação? Então anote as dicas que preparamos!

1. Use sua reserva financeira

Quem se organiza a ponto de conseguir formar uma reserva financeira deve considerar usá-la nesses momentos. Afinal, é mais barato empregar o dinheiro guardado para consertar o carro do que pagar o serviço a prazo e precisar arcar com os juros, por exemplo.

Essa reserva precisa reunir uma quantia suficiente para cobrir gastos extras e também eventuais diminuições temporárias na renda, em caso de doença ou desemprego. Coloque o dinheiro acumulado em uma aplicação que possa ao menos preservar seu poder de compra, mas que seja de fácil acesso, de modo que possa ser sacada sem maiores burocracias na hora do aperto.

2. Seja flexível e criativo

Em alguns casos, será preciso recorrer a recursos gratuitos e disponíveis para todos: a flexibilidade e a criatividade. O carro está quebrado? Considere alterar a rotina e ir de transporte público até o trabalho. Se a renda diminuiu, use a criatividade ao procurar por serviços que você pode oferecer para levantar um dinheiro até tudo se normalizar.

3. Reorganize o orçamento

Caso o comprometimento da renda se prolongue por muito tempo, o ideal é que sejam feitas adequações no orçamento. Reavalie os gastos e veja quais podem ser cortados ou ao menos diminuídos. Enquanto isso, a reserva financeira deve ser usada com cautela, para que não se esgote rapidamente. Quando a situação voltar ao normal, a disciplina adquirida durante esses momentos ajudará a criar hábitos de consumo mais conscientes.

4. Mantenha a calma

Essa dica não envolve necessariamente questões financeiras, mas ajuda muito: procure manter a calma. Lembre-se, afinal, de que o nervosismo que determinadas situações causam podem levar a decisões equivocadas, tomadas sem maiores reflexões. Isso não significa ficar alheio ao problema, mas sim encará-lo em busca de uma solução racional. Tenha em mente que, às vezes, o imprevisto é muito menos grave que o que parece em uma primeira impressão.

5. Fuja dos imprevistos financeiros

A verdade é que melhor que aprender a lidar com os problemas é saber evitá-los. No caso das situações mencionadas aqui no texto, algumas atitudes podem ser tomadas. Cuidar da manutenção do carro e de casa, por exemplo, previne problemas que podem custar muito mais para serem solucionados posteriormente. O mesmo vale para a saúde: visitar médicos e dentistas com regularidade possibilita o diagnóstico de doenças antes que elas se tornem graves.

Outra forma de investir na prevenção é contratando seguros. Um seguro auto protegerá o veículo de danos e roubos, por exemplo. Já uma apólice residencial resguardará sua casa contra incêndios e intempéries climáticas, além de oferecer serviços de reparo, como eletricistas, encanadores e chaveiros. Por fim, um seguro de vida garante a cobertura dos custos hospitalares e até de indenizações em caso de invalidez ou morte.

A essa altura, certamente deu para perceber como os imprevistos financeiros são realmente complicados, mas definitivamente não impossíveis de serem evitados ou resolvidos, não é mesmo?

Quer que seus amigos também saibam como driblar imprevistos financeiros? Então compartilhe este post nas suas redes sociais!

Comentários