292471-manobrista-bateu-meu-carro-o-seguro-cobre-nesse-caso

Manobrista bateu meu carro: o seguro cobre nesse caso?

Junho 2019

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Muitos lugares, preocupados com a comodidade dos visitantes, oferecem o serviço de manobristas. Assim, o motorista não precisa se preocupar em procurar uma vaga nem mesmo fazer as manobras necessárias para estacionar seu veículo.

Mas é bem provável que quem utiliza esse serviço já deve ter passado por situações desagradáveis e ficado com muitas dúvidas sobre o que fazer nessa hora: afinal, o seguro cobre se o manobrista bateu meu carro? O que fazer nessa hora? Respondemos a essas e outras questões ao longo do texto. Boa leitura!

CTA_Tudo-que-você-precisa-saber-sobre-seguro-em-um-só-lugar_final (1)

O seguro costuma cobrir acidentes causados por manobristas?

Essa resposta depende de uma série de variáveis, que incluem a cobertura contratada por você, se o estabelecimento no qual acontece o acidente conta com um seguro próprio ou mesmo ainda se não forem identificadas negligências por parte do proprietário do veículo.

Em muitos casos, acontecem também conflitos de informações a respeito de dados informados pelo segurado. É o caso, por exemplo, de quando o endereço de pernoite do veículo está indicado em uma cidade do interior e o sinistro acontece na capital.

Como o preço do seguro muda de acordo com a localização, é normal que isso leve a problemas que atrasem ou mesmo façam com que a seguradora não cubra a despesa.

O que fazer nesses casos?

Como você viu, a cobertura ou não do seguro dependerá de uma série de fatores. Por isso, é importante estar preparado para problemas do tipo, por mais desagradáveis que eles sejam. Para ajudar você, listamos abaixo alguns passos do que fazer caso o manobrista envolva seu carro em um acidente.

Veja se o local conta com seguro próprio

Estacionamentos que mantêm boas práticas geralmente contam com seguros próprios, que cobrem danos aos veículos enquanto eles estão estacionados ou sendo manobrados pelos profissionais contratados dentro de suas dependências. Normalmente, o preço por essa proteção está incluído no valor pago pelo motorista.

Elabore uma reclamação por escrito

Nos casos onde o estabelecimento conta com seguro próprio, fica mais fácil de resolver o problema causado pelo acidente, já que a seguradora contratada por eles arcará com os custos do reparo.

Para isso, entre em contato com a gerência do local, informando sobre o ocorrido. Sempre faça isso por escrito, de preferência. Essa atitude garante que você está agindo da forma correta em busca da resolução do problema.

Faça um boletim de ocorrência

O boletim de ocorrência deve ser encaminhado em todas as situações que demandem o acionamento de um seguro. Mas nos casos em que o estabelecimento responsável pela contratação do manobrista não tiver tomado esse cuidado, a elaboração do B.O. se torna indispensável.

Acione o próprio seguro

Nessa situação, com o B.O. em mãos, acione o seu próprio seguro. A seguradora efetuará o reparo até o limite da apólice e, depois, cobrará do estacionamento o ressarcimento. Só não se esqueça de considerar o valor a ser pago pela franquia e, é claro, de agir com honestidade, explicando os fatos tal como aconteceram.

A partir desse instante, toda hora que você se perguntar "o manobrista bateu meu carro, o que devo fazer?!", basta se lembrar das dicas deste post. E tenha em mente que é sempre importante manter a calma e conferir se o seu seguro está em dia.

Agora, para conhecer as melhores opções de seguro auto, entre em contato com a Rodobens!

Comentários