295823-quais-sao-as-consequencias-de-ter-o-nome-negativado-entenda

Quais são as consequências de ter o nome negativado? Entenda!

Agosto 2019

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Pode acontecer com qualquer um: a gente compra um carro, por exemplo, com tudo planejado, mas, de uma hora para outra, acabamos nos enrolando e não conseguimos pagar as parcelas. Qual é a consequência desse ato? Ter o nome negativado.

Aconteceu com você ou com alguém que conhece? Pois é mais comum do que podemos imaginar! Em março deste ano, o número de pessoas com inadimplência chegou a 63 milhões em todo o país. Os dadossão da Serasa Experian, e segundo a instituição esse é o maior patamar da história.

Apesar de recorrente, a atitude de não quitar as dívidas não é nada normal e traz consequências. Quer saber quais são? Então, continue a leitura e aprenda. Vamos falar sobre o que significa ter o nome negativado e as ações que isso acarreta.

O que é ter o nome negativado?

Essa situação é popularmente conhecida como ‘ter o nome sujo na praça’. Em geral, ao ter a restrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF), o consumidor fica com menos opções de crédito perante o mercado. Isso acaba prejudicando em situações como pedir um empréstimo, fazer um financiamento ou até mesmo solicitar um cartão de crédito.

O que acontece é que instituições financeiras e bancos fazem uma análise de crédito, consultando órgãos como SPC ou Serasa para verificar cada caso. Ao ver que um nome está negativado, eles entendem que a pessoa não é uma boa pagadora e restringem seus atos. Isso pode gerar a recusa do crédito ou até mesmo dar acesso a juros mais altos.

Para saber em qual situação está o seu CPF, é só fazer uma verificação com os órgãos de proteção ao crédito que já citamos. Mas é importante destacar que existe a possibilidade de o consumidor estar negativado em uma empresa e com o nome limpo em outra. Por isso, é importante pesquisar em ambos os cadastros.

Quais são as consequências?

Agora que já explicamos o que significa ter o nome negativado, vamos exemplificar as consequências que isso acarreta. É claro que existem diversos fatores que levam as pessoas a essa situação, mas isso pode atrapalhar muito a sua vida. Então, é essencial saber se organizar financeiramente.

Restrição de créditos

Vamos a um exemplo: a televisão de casa estragou e vai ser necessário comprar outra. A grana está curta, e o jeito é tirar a mercadoria no crediário. Quando a pessoa está com o nome sujo, não consegue fazer esse tipo de coisa, devido à restrição em seu CPF. O mesmo acontece quando se tenta fazer um empréstimo ou até mesmo tirar o cartão de crédito de uma loja específica.

Score de créditos prejudicado

Algumas pessoas desconhecem a informação, mas score é o resultado de todos os hábitos de pagamentos e relacionamentos do cidadão no mercado de créditos. A numeração vai de zero a mil, e quanto mais baixa for, menos benefícios você terá. Geralmente, é esse recurso que os bancos avaliam quando vão decidir se dão ou não um cheque para o consumidor, por exemplo. E quando seu nome está sujo, ele fica bem prejudicado.

Juros mais altos

Ao deixar de pagar algo, seja um carnê, seja uma conta, uma taxa de juros é acrescentada àquele valor inicial. Dependendo do tempo, o valor pode ser altíssimo, o que acaba gerando novos atrasos por parte do devedor. Assim, isso vira uma bola neve, e a pessoa fica cada vez mais com o nome negativado.

Suspensão de serviços

Quem nunca deixou de pagar uma conta de luz, por exemplo? Aposto que você pelo menos já ouviu falar de alguém que fez isso. A ação pode levar a empresa a cortar o fornecimento dos serviços. As firmas normalmente têm o prazo de até 30 dias após a confirmação do não pagamento para fazer a suspensão.

Como você pôde ver neste artigo, ter o nome negativado pode gerar algumas situações embaraçosas para o consumidor. Como já destacamos, sabemos que vários fatores podem nos levar ao caminho da inadimplência. Mas é sempre importante buscar formas de manter o CPF livre das restrições para realizar qualquer tipo de compra ou até mesmo os financiamentos. Não se sabe quando vamos precisar, não é mesmo?

E já que chegou até aqui, leia também o post sobre aplicativos de finanças. É um excelente conteúdo para quem quer se manter organizado nas contas!

Comentários