Entenda o que é franquia de seguro

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você sabe exatamente o que é franquia de seguro? Essa é uma questão que pode causar transtornos pra quem contrata o serviço sem conhecer seu funcionamento. Mesmo com tanta informação que existe sobre o assunto, ainda existem pessoas que cometem erros simples na hora de contratar esse tipo de serviço.

Muitos só ficam sabendo do preço da sua franquia quando precisam usar o seguro, por exemplo. Ou seja, a pessoa contrata o serviço pra não ter dor de cabeça caso ocorra alguma coisa com o seu bem e, desde o momento em que aciona o seguro, já é surpreendida de um jeito negativo.

Pra ajudar a sanar esta e outras dúvidas, preparamos este conteúdo exclusivo. Acompanhe e entenda o que é a franquia de seguro, quais são suas variações e quando ela deve ser paga!

Afinal, o que é franquia de seguro?

Ao contratar um seguro, seja de que tipo for, você deve ficar atento à apólice, que define os tipos de cobertura sobre o bem segurado. O valor do prêmio do seguro é determinado seguindo alguns critérios, como os fatores de risco, que podem envolver características do contratante e do bem a ser segurado.

Além do prêmio, a franquia a ser paga também é definida na contratação, sabia? Ela corresponde ao valor limite que o segurado deve arcar pra reparos de danos parciais no bem segurado — sendo qualquer valor que a ultrapasse custeado pela seguradora.

A franquia é, portanto, uma participação obrigatória do contratante, exigida nos casos de sinistro (avaria prevista no contrato). No que diz respeito aos seguros de automóveis, por exemplo, as colisões podem ser contempladas na cobertura dos sinistros. Então, caso se envolva em algum acidente com o veículo, o segurado pode solicitar os serviços da seguradora.

Quais são os tipos de franquia de seguros?

Existem diferentes modalidades de franquias de seguros, e elas também influenciam no valor final a ser pago. Normalmente, quanto menor for a franquia, maior será o prêmio. Isso acontece porque é desse modo que as companhias de seguros equilibram os custos de operação.

Assim, pra saber quando vale a pena pagar a franquia, é preciso entender qual tipo melhor atende às suas necessidades. A seguir, a gente mostra os principais. Confira!

Franquia básica

Essa modalidade é a mais comum nas apólices de seguros. Com um valor mais equilibrado entre o prêmio e a franquia, ela exige que o segurado contribua financeiramente no caso de sinistros menos custosos, como batidas leves e reparos de rotina.

Assim, essa modalidade ocorre quando existe um valor fixo a ser pago em casos de sinistro. Se os prejuízos forem superiores aos preestabelecidos, a seguradora é que vai se responsabilizar pela indenização ou reparo.

Franquia ampliada

Essa modalidade é adotada preferencialmente quando o segurado deseja se precaver contra perdas integrais do bem em questão. Com valores que podem chegar a 200% do valor da franquia básica, os contratantes que optam pela franquia ampliada têm maior participação financeira na grande maioria dos sinistros elegíveis.

Acontece que o valor total a ser pago no seguro será consideravelmente menor. Então, é importante entender bem suas necessidades e não se embasar apenas no preço pago pelo serviço, combinado? Pense sempre no seu perfil, tipo de veículo e, principalmente, em como ele será utilizado.

Franquia reduzida

Com valores que giram em torno dos 50% da franquia básica, a franquia reduzida exige do contratante uma participação financeira menor nos casos de sinistros parciais. Mas, como menores franquias demandam valores maiores a serem pagos pelo seguro, a franquia reduzida se torna uma opção mais cara se comparada às demais.

Só que isso não significa que ela seja pior que as outras. Afinal, o preço nunca deve ser o principal balizador pra sua tomada de decisão — e sim todos os elementos que envolvem o uso do bem móvel.

Franquia isenta

Por fim, temos a franquia isenta. Como o próprio nome sugere, não existe a cobrança do usuário em caso de sinistros. Só é importante ter em mente que nem todas as seguradoras oferecem essa modalidade, ok? Além disso, o uso desse tipo tem limites de ocorrências.

Ou seja, se um usuário for vítima de mais de um tipo de sinistro dentro de um curto período, o benefício pode ser limitado em uma segunda ocasião. Além disso, geralmente, o preço do seguro é elevado nesses casos de franquia isenta se comparado com a modalidade que mostramos no tópico anterior.

Quando a franquia deve ser paga?

A franquia é cobrada quando o bem segurado sofre um dano parcial, cujo reparo não ultrapasse 75% do seu valor total. Vamos supor que a sua franquia de seguro de carro foi definida em R$ 1.500,00. Se o veículo sofrer uma colisão e tiver o reparo estipulado em R$ 4.000,00, o segurado arcará com o valor da franquia e a seguradora com os R$ 2.500,00 restantes.

Caso o valor de um reparo ultrapasse 75% do valor total do bem, o dano é considerado integral, e a seguradora deverá arcar com a indenização definida em contrato, não sendo exigido do segurado o pagamento da franquia.

Como saber qual é o melhor tipo de franquia de seguro?

Conhecer a fundo os principais tipos de franquia de seguro não é o suficiente. O mais importante é entender qual é a melhor pra você e, quanto a esse assunto, há uma infinidade de possibilidades. Afinal, as pessoas têm necessidades diferentes e o seu seguro deve atender a cada uma delas.

Nesse momento, surge o importante papel da assessoria do corretor. Ele vai entender as principais características de uso do seu carro e o próprio modelo que você possui. Assim, consegue oferecer a melhor opção, sempre adequada ao seu perfil.

Quais cuidados ter na hora de contratar o seguro auto?

Independentemente de adquirir um carro novo ou usado, é bom entender suas necessidades e contratar um seguro adequado a elas. Isso garante que seu bem esteja protegido contra os principais riscos que estão em volta. Mas não se desespere, porque as dicas são muito simples!

Primeiro, é importante procurar um corretor e uma seguradora de confiança. Em uma rápida pesquisa na internet, você encontra centenas de empresas com os mais variados preços. Só tenha cuidado, pois, em alguns casos, você pode cair em uma grande cilada. Aqui, a dica é optar por empresas consolidadas no mercado, como a Rodobens, que tem mais de 70 anos de história.

Após avaliar as coberturas necessárias para o seu perfil, leve em conta a composição do prêmio, caso ocorra algum sinistro. Além disso, é imprescindível considerar as condições de pagamento da franquia pra ter acesso às coberturas contratadas.

Outra dica é observar os benefícios que as seguradoras oferecem fora da cobertura tradicional. Por exemplo, algumas proporcionam descontos nas primeiras mensalidades, pagamento de franquia reduzida, seguros pra partes pequenas do carro (para-brisas, retrovisores...) etc. Então, verifique com seu corretor a disponibilidade desses benefícios em algumas seguradoras.

Por fim, talvez a dica mais importante pra contratar um seguro totalmente adequado à sua necessidade é ler com atenção todos os itens da sua apólice. Assim, você pode encontrar eventuais determinações que estão nas entrelinhas e que podem não ser interessantes no momento.

Quais coberturas contratar?

Agora que você entendeu como funcionam as franquias de seguro, vamos mostrar quais são as principais coberturas que você deve contratar. Continue lendo!

Incêndio

Uma das principais coberturas que você deve considerar é a de incêndio. Ela está presente em todos os tipos de seguros de automóveis, casas ou apartamentos. É considerada uma proteção básica, ou seja, existente na maioria das apólices emitidas no Brasil.

Nesse caso, essa cobertura não abarca apenas a perda total causada por explosões, mas também avarias envolvendo o fogo. Em alguns casos, pode até ser oferecida uma cobertura de sinistro resultante de raios, que, inclusive, podem gerar incêndios ou explosões.

Enchente

Outra cobertura essencial é relacionada aos danos causados por chuvas, transbordamentos e alagamentos. Mas o seguro contra enchentes nem sempre é oferecido por seguradoras — tudo depende da sua região. Afinal, em nosso país, existem cidades que têm “tradição” em alagamentos, mas outras nem tanto.

Além disso, veículos que são guardados em estacionamentos subterrâneos também precisam desse tipo de garantia. Mesmo que a sua cidade não seja vítima de enchentes com frequência, podem existir ruas ou bairros que são regiões de alagamento. Portanto, também é fundamental inserir essa cobertura. É importante destacar que ela não ser acionada em casos de o motorista expor o veículo ao risco de propósito.

Furto e roubo

A cobertura de furto e roubo está relacionada à subtração de um veículo ou de outros itens que existem dentro dele ou de sua casa. No caso dos carros, entram nessa garantia pneus, rodas, rádios, aparelhos de DVD etc.

Esse tipo de garantia é incluído até mesmo nos seguros mais básicos, assim como ocorre com as garantias contra incêndios. Em determinados casos, você também pode contratar o serviço com apenas essa cobertura, viu?

Colisões

Essa modalidade está presente apenas para veículos, pois estão sujeitos a batidas. E o seguro relacionado à proteção contra colisões também faz parte das modalidades mais básicas. Costuma estar presente nos chamados seguros compreensivos e, em geral, cobre apenas as perdas relacionadas ao veículo, e não a terceiros.

Apesar dessa característica, existem seguros que cobrem sinistros diversos com danos a terceiros, bem como cargas transportadas ou passageiros. Mas a franquia, nesse caso, pode ser mais elevada, dependendo do valor segurado.

Viu como não é difícil entender o que é franquia de seguro? Esperamos que este conteúdo ajude você a esclarecer suas dúvidas sobre o assunto. Agora, você já pode entender melhor suas necessidades de coberturas e, principalmente, sua disponibilidade financeira pra honrar com os pagamentos.

Está procurando pelo seguro com a franquia ideal? Entre em contato com a Rodobens e conte com a ajuda especializada da nossa equipe de seguros!

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários