Entenda o que é franquia de seguro

Janeiro 2020

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Você sabe exatamente o que é franquia de seguro? Essa é uma questão que pode causar transtornos para quem contrata o serviço sem conhecer seu funcionamento.

Para ajudar a sanar essa e outras dúvidas, preparamos este conteúdo exclusivo! Acompanhe e entenda o que é a franquia, quais são suas variações e quando ela deve ser paga.

Afinal, o que é franquia de seguro?

Ao contratar um seguro, seja de que tipo for, você deverá ficar atento à apólice, que define os tipos de cobertura sobre o bem segurado. O valor do prêmio do seguro é determinado seguindo alguns critérios, como os fatores de risco, que podem envolver características do contratante e do bem a ser segurado. 

Porém, além do prêmio, a franquia a ser paga também é definida na contratação. Ela corresponde ao valor limite que o segurado deverá arcar para reparos de danos parciais no bem segurado — sendo qualquer valor que a ultrapasse custeado pela seguradora. Ela é, portanto, uma participação obrigatória do contratante, exigida nos casos de sinistro (avaria prevista no contrato). 

No que diz respeito aos seguros de automóveis, por exemplo, as colisões podem ser contempladas na cobertura dos sinistros. Então, caso se envolva em algum acidente com o veículo, o segurado pode solicitar os serviços da seguradora. 

Quais são os tipos de franquia de seguros

Existem diferentes modalidades de franquias de seguros, e elas também influenciam no valor final a ser pago. Normalmente, quanto menor for a franquia, maior será o prêmio. Isso acontece porque é desse modo que as companhias de seguros equilibram os custos de operação. 

Assim, para saber quando vale a pena pagar a franquia, é preciso entender qual tipo melhor atende às suas necessidades. A seguir abordaremos os três principais. Confira!

Franquia básica

Essa modalidade é a mais comum nas apólices de seguros. Com um valor mais equilibrado entre o prêmio e a franquia, ela exige que o segurado contribua financeiramente no caso de sinistros menos custosos, como batidas leves e reparos de rotina.

Franquia ampliada

Essa modalidade é adotada preferencialmente quando o segurado deseja se precaver contra perdas integrais do bem em questão. Com valores que podem chegar a 200% do valor da franquia básica, os contratantes que optam pela franquia ampliada têm maior participação financeira na grande maioria dos sinistros elegíveis. Porém, o valor total a ser pago no seguro será consideravelmente menor.

Franquia reduzida

Com valores que giram em torno dos 50% da franquia básica, a franquia reduzida exige do contratante uma participação financeira reduzida nos casos de sinistros parciais. Contudo, como menores franquia demandam valores maiores a serem pagos pelo seguro, a franquia reduzida se torna uma opção mais cara comparada às demais.

Quando a franquia deve ser paga?

A franquia será cobrada quando o bem segurado sofrer um dano parcial cujo reparo não ultrapassar 75% do seu valor total. Suponhamos que a franquia de seguro de carro foi definida em R$ 1.500,00, por exemplo. Se que esse veículo sofrer uma colisão e tiver o reparo estipulado em R$ 4.000,00, o segurado arcará com o valor da franquia e a seguradora com os R$ 2.500,00 restantes.

No entanto, como mencionado, caso o valor de um reparo ultrapasse 75% do valor total do bem, o dano é considerado integral, e seguradora deverá arcar com a indenização definida em contrato, não sendo exigido do segurado o pagamento da franquia.

Viu como não é difícil entender o que é franquia de seguro? Esperamos que o conteúdo apresentado ajude a esclarecer suas dúvidas sobre o assunto. 

Caso esteja procurando o seguro com a franquia ideal para o seu perfil, entre em contato com a Rodobens e conte com a ajuda especializada da nossa equipe de seguros!

Comentários