O que é Pix? Ainda não sabe? Vem cá que a Rodobens tira todas as suas dúvidas

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

O mercado financeiro está mudando rapidamente, não é mesmo? Assim, acompanhar tudo o que está acontecendo é importante pra quem quer aproveitar as melhores oportunidades para o seu negócio. Um exemplo disso é entender o que é o Pix.

Afinal, por que esperar 2 dias até que o dinheiro caia na sua conta? Ou por que aguardar o final de semana para que o frete da sua entrega comece a ser contabilizado? O Pix chega para oferecer algumas soluções e pode ser muito útil para empreendedores e lojistas em busca de clientes mais satisfeitos.

Continue a leitura pra tirar todas as suas dúvidas sobre o que é Pix!

O que é Pix?

Mas, afinal, o que é o Pix? Nada mais do que uma nova modalidade de pagamentos disponível no Brasil, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Ou seja, as empresas e os consumidores podem aproveitar os benefícios dessa novidade criada pelo Banco Central. O objetivo é oferecer mais agilidade e praticidade pra todos que fazem parte do sistema econômico brasileiro.

E o melhor: tudo é feito com o máximo de segurança, já que o Banco Central utiliza um sistema parecido com a blockchain, garantindo que qualquer transação aconteça com transparência e segurança.

Qual é a adesão ao Pix até agora?

As operações iniciaram-se em outubro de 2020 e as estatísticas referentes ao Pix são surpreendentes e reforçam a importância de atualizar o seu negócio. De acordo com estatísticas do próprio Banco Central, já são mais de 300 milhões de chaves cadastradas no Pix.

Isso mostra que ter uma chave Pix e usar essa forma de pagamento é muito importante hoje em dia. É só olhar pra toda essa adesão por parte do mercado, que mostra os benefícios do novo meio de pagamento.

E a movimentação financeira foi intensa já desde o início: apenas em 2020 — com poucos meses de operação: outubro, novembro e dezembro —, foram mais de R$ 150 bilhões movimentados, com um fluxo médio diário de R$ 3,3 bilhões. Por se tratar de uma forma de pagamento recente, os números são surpreendentes, não é mesmo?

Levando a análise para 2021, o crescimento do Pix é ainda mais representativo. Ao todo, já foram realizadas mais de 286 milhões de transferências a partir desse novo método de pagamento. Enquanto isso, apenas pouco mais de 50 milhões de TEDs foram feitas no mesmo período. O montante transferido, porém, ainda é maior na TED, o que é natural, pelo uso ainda discreto do Pix por parte de grandes empresas.

Quais são os benefícios para o planejamento financeiro?

O Pix também pode ajudar no planejamento financeiro do seu negócio. A seguir, você descobre como!

Sem restrição de funcionamento

Um dos principais benefícios do Pix é a maior disponibilidade do serviço. Afinal, esse método funciona por 24 horas, todos os dias da semana.

Enquanto isso, outras opções, como TED, DOC ou boleto bancário, limitam os horários de funcionamento, geralmente entre 6h e 18h, o que pode representar a perda de várias oportunidades de negócio.

Limite de valores

Outra diferença entre os métodos de pagamento é o limite de valores e as taxas que são cobradas nas transações.

Mesmo que muitos bancos ofereçam a TED gratuita, as principais instituições financeiras ainda cobram pelo método. Uma TED pode custar, por exemplo, entre R$ 8,00 e R$ 16,00. Pensando em convencer o cliente a fazer uma compra, esse valor pode se tornar um impeditivo. O DOC também tem uma taxa, enquanto o Pix não cobra nada de pessoas físicas. Uma vantagem na hora de fechar uma negociação, não é?

A única limitação implementada ao uso do Pix até aqui é o limite de valores em determinados horários do dia, como na madrugada, evitando que crimes e golpes aconteçam com maior frequência.

Em relação ao uso do Pix por pessoas jurídicas, o Banco Central não determinou taxas específicas e o valor a ser cobrado pelo serviço fica por conta de cada instituição. Porém, Microempreendedores Individuais (MEIs) e Empresários Individuais estão isentos de taxas.

Agilidade para transação

O tempo pra que a transação aconteça também é muito menor, o que facilita bastante o trabalho de planejamento e gestão financeira. Um boleto, por exemplo, precisa de alguns dias até que se tenha a confirmação, a mesma coisa com DOC ou TED dependendo do horário. O Pix é mais rápido, liberando o valor de uma transação de forma praticamente instantânea.

Para aqueles negócios que não têm muito capital de giro, contar com esse fluxo mais rápido após fazer uma venda pode ser um diferencial competitivo, seja pra se acertar com fornecedores ou fazer novas compras para o seu negócio.

Praticidade para realizar a operação

Experiência do usuário é outro assunto muito importante para qualquer negócio, não é mesmo? A praticidade para o consumidor pode ser um diferencial, e isso é outro benefício que o Pix proporciona. Basta ter um número, que pode ser uma chave de segurança, um CPF ou um número de celular, e pronto: você consegue fazer a transferência para outra pessoa ou empresa em apenas alguns segundos!

O Pix é mais uma mudança importante na economia do país, e conhecer mais detalhes sobre ele é fundamental para o sucesso do seu negócio e sua praticidade no dia a dia! Mas lembre-se de tomar cuidado com possíveis golpes, que se tornam cada vez mais frequentes no Brasil. O primeiro passo é sempre verificar a chave Pix que foi passada, garantindo que ela seja, de fato, com o mesmo nome da pessoa com quem está fazendo negócio.

Agora que você sabe exatamente o que é Pix e os benefícios que ele pode proporcionar, o que acha de seguir se informando com conteúdos relevantes? É só assinar a nossa newsletter pra não perder nada!

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários