313469-objetivo-de-investimento-entenda-como-definir-e-alinhar-com-sua-metas-pessoais

Objetivo de investimento: entenda como definir e alinhar com sua metas pessoais

Dezembro 2019

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Investir. Parece que nunca ouvimos tanto falar nessa palavra quanto nos últimos tempos, não é mesmo? Os motivos são vários, mas o principal deles, sem dúvida, é que as pessoas estão cada vez mais preocupadas em garantir um futuro melhor para si mesmas e para suas famílias. Mas e você, qual o seu objetivo de investimento?

Saiba que a resposta a essa pergunta pode ajudar muito a pensar nas melhores formas de poupar e aplicar o seu dinheiro. Isso porque a consolidação de um investimento demanda comprometimento, o que é mais provável de ser alcançado se você estiver focado em um propósito. 

Ainda acha um pouco confuso pensar nesses objetivos e determinar os investimentos mais adequados à sua realidade? Neste post, explicamos como é possível alinhar o uso dos seus recursos às metas que estabeleceu para sua vida! Não deixe de conferir!

Por que é importante investir com objetivo?

Definir metas e estabelecer prazos para cumpri-las faz toda a diferença na hora de escolher o tipo de investimento ideal para você. Além disso, ao determinar o objetivo do investimento, você também terá mais facilidade para poupar o dinheiro que precisa.

Com os objetivos em mente, o próximo passo é descobrir qual o seu perfil de investidor. Já ouviu falar nisso? Trata-se de determinar se o seu estilo é conservador, moderado ou agressivo. É bem importante pensar no assunto, pois se você deseja ter mais estabilidade e não tem muito tempo de acompanhar a movimentação do mercado, talvez não seja indicado aplicar na Bolsa de Valores, por exemplo.

Como definir seu objetivo de investimento?

Mas então, como escolher o melhor investimento a partir dos seus objetivos? Primeiro, é preciso pensar em suas metas de vida a curto, médio e longo prazo. As de curto prazo podem envolver uma viagem de férias ou a criação de uma reserva de emergência. Já as de médio e longo prazo podem ser a aposentadoria ou a compra de um imóvel ou carro.

Portanto, para cada objetivo pessoal haverá um tipo de investimento mais adequado. A seguir detalhamos alguns exemplos a fim de ajudar você a fazer essa definição. Acompanhe!

Investimentos em curto prazo

Aqui, podemos incluir aqueles objetivos que você pretende alcançar em até dois anos. A ideia é procurar um tipo de aplicação que não tenha grandes variações nos rendimentos. Entre elas, podemos citar o Tesouro Selic, a poupança ou os CDBs (Certificados de Depósito Bancário).

Investimentos em médio prazo

Sua meta é usar o dinheiro em um prazo de dois a cinco anos? Então, o consórcio é um dos investimentos mais interessantes para você, pois possibilita a criação de uma espécie de poupança com objetivo bem definido e foge das taxas de juros cobradas pelos financiamentos.

As alternativas são o Tesouro Pré-fixado, os fundos multimercado ou o próprio Tesouro Selic, de que falamos anteriormente.

Investimentos em longo prazo

Os objetivos para longo prazo referem-se a aplicações com rendimentos para mais de cinco anos. Nesse caso, você também pode apostar no consórcio. Entretanto, existem outras possibilidades, tais como as aplicações com renda variável, fundos imobiliários, entre outros.

A lição mais importante deste conteúdo é que determinar o seu objetivo de investimento garantirá um maior embasamento para planejar o que fazer com o dinheiro que poupa. Dessa forma, terá mais tranquilidade para alcançar cada uma das suas metas, organizando as finanças e obtendo tudo aquilo que sempre sonhou.

Gostou do nosso post de hoje? Quer ficar por dentro de dicas que podem ajudar você a ter as finanças sempre em dia e aplicar melhor os seu dinheiro? Assine agora mesmo a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Comentários