Organização financeira: passo a passo para contratar um consórcio sem dívidas

Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

O consórcio pode ser uma excelente oportunidade para concretizar projetos pessoais, desde a compra da casa própria até a realização de uma incrível viagem.

Para tanto, é preciso que o consorciado tenha uma boa organização financeira, antes mesmo de aderir a essa modalidade de compra. Afinal, contratar consórcio sem dívidas é fundamental para o bom andamento do processo.

Pensando nisso, separamos alguns esclarecimentos sobre o assunto, além de dicas para se organizar financeiramente para contratar um consórcio. Não deixe de conferir o conteúdo!

Por que os débitos podem atrasar a realização de seus objetivos?

Ao participar de um consórcio com nome sujo, quando estiver contemplado, a administradora pode adiar a liberação do crédito até que a sua situação seja regularizada. Além disso, a falta de pagamento também pode fazer com que sua pedra chave, caso seja sorteda, seja passada para o número seguinte na ordem númerica, diminuindo suas chances de conseguir realizar os seus objetivos.

A existência de muitos débitos em aberto, portanto, pode representar um grande empecilho ao consorciado, visto que gera diversos problemas de inadimplência e pode ser responsável pela desorganização financeira.

O planejamento, inclusive, é requisito fundamental para que seja possível realizar o projeto o quanto antes. Por meio dele, você pode prever o orçamento do mês para o pagamento das parcelas, fazer reservas financeiras para oferecer lances e, ainda, ter uma margem de segurança para qualquer imprevisto que ocorra enquanto participa de um grupo consorciado.

Como se organizar financeiramente para contratar um consórcio?

Para limpar o nome sujo e se organizar para contratar consórcio sem dívidas, vale seguir alguns passos. Confira!

Organize os débitos

O primeiro passo é, sem dúvidas, ter conhecimento da sua situação financeira como um todo. Para tanto, é preciso levantar todos os débitos, para saber o que e quanto você está devendo. Também vale conferir quais são os seus gastos correntes ou mensais. Dessa forma, será possível organizar tudo em ordem de prioridade de pagamento, bem como prever datas de vencimento.

Corte gastos desnecessários

Com uma visão abrangente da sua situação financeira, é possível saber para onde vai o dinheiro. Assim, torna-se mais fácil visualizar os gastos que podem ser cortados, por exemplo. Fazendo os planejamento abaixo, você conseguirá saber aonde cortar.

Elabore um planejamento financeiro

A partir da organização das dívidas e da verificação dos gastos que são realmente necessários, é hora de elaborar um planejamento financeiro. É importante que você tenha em mente quais são as etapas necessárias para quitar o que deve e limpar o nome para, então, definir metas para que isso ocorra. A ideia é que todos os detalhes sejam abordados nesse documento — redirecionamento de gastos, prioridade de pagamento etc.

Renegocie as dívidas

Uma dica para sair do vermelho é renegociar os débitos diretamente com as empresas credoras. Algumas, por exemplo, podem oferecer bons abonos nos juros ou no valor da dívida total caso o montante seja pago à vista. São inúmeras as propostas que podem ser aproveitadas e que ajudarão na redução da dívida e na eliminação da restrição de crédito.

Crie o hábito de poupar

Por último, conforme a dívida for sendo eliminada, crie o hábito de poupar dinheiro. O ideal é que, mensalmente, uma porcentagem dos seus recebimentos seja direcionada para uma poupança de emergência ou para fundos rentáveis. 

Nesse sentido, vale a pena desenvolver estratégias para não contar com esse montante nos gastos mensais. Uma ideia é configurar transações automáticas para o dia do recebimento.

Como visto, contratar consórcio sem dívidas é indispensável para uma participação saudável no grupo. Sendo assim, quem tem interesse em aderir à modalidade deve buscar maneiras de manter uma boa organização financeira.

Mas não se desespere: seguir os passos que elencamos aqui pode contribuir — e muito para resolver as pendências em aberto e concretizar as metas pessoais sem adiamentos!

Gostou do conteúdo? Então compartilhe-o nas suas redes sociais para que os seus amigos confiram nossas dicas de organização financeira!

 

Confira um guia completo sobre o consórcio Rodobens

Quer receber mais conteúdos como esses por email?

Cadastre-se para receber nossos conteúdos por email e tenha informações em primeira mão:

Use seu imóvel para tirar seus planos da gaveta

Comentários