A otimização de rotas é um dos recursos mais eficazes para reduzir os custos do trabalho com frotas. E isso vale especialmente para os caminhões, viu? Lembre-se de que, por mais que muitas entregas possam significar um ótimo faturamento, isso não necessariamente significa altos lucros — principalmente se você gastar mais que o necessário.

    Quer saber por que você deve se preocupar em traçar a melhor rota possível? Precisa de dicas para conseguir esse resultado? Então acompanhe o post de hoje para aproveitar as informações que trouxemos!

    Os benefícios da otimização de rotas

    Sentar, avaliar suas entregas e planejar suas rotas não são tarefas muito difíceis, correto? E o melhor é que só esse cuidado já pode trazer excelentes resultados, evitando que você tenha retrabalho e gaste além da conta.

    O principal benefício da otimização de rotas é visto em forma de economia. Quando você planeja, aproveita o caminho da melhor forma possível, vendo quais entregas estão próximas e buscando o melhor trajeto. Para tanto, é preciso levar em conta não só a distância, mas também:

    • o estado das ruas, estradas e rodovias, já que uma pavimentação ruim prejudica (e muito) o caminhão, pedindo mais manutenções e uma maior frequência na renovação da frota;
    • o pagamento de pedágios;
    • a prioridade no atendimento de cada cliente.

    Por falar em clientes, vale ressaltar: quando você faz entregas, tem que cumprir prazos. Para não perder nenhum e acabar se prejudicando com a clientela, o melhor é sair com tudo devidamente planejado. Assim, você sabe aproximadamente em que data e hora vai chegar a cada ponto, garantindo o cumprimento da agenda.

    Tudo isso traz benefícios diretos e indiretos, minimizando os desgastes do caminhão, evitando a perda de clientes e o pagamento de multas, além de diversos outros.

    Os prejuízos de rotas não otimizadas

    Pelo contrário, quando você não otimiza as rotas e sai sem um bom planejamento, pode gastar muito com combustível e ter que refazer percursos mais de uma vez, simplesmente porque não pensou antes de tomar decisões. Pior ainda, pode perder prazos!

    A partir daí, os clientes podem escolher dar preferência a outros prestadores de serviço, por saberem que podem contar com sua pontualidade. E quer coisa pior que ficar com uma imagem de alguém que não cumpre o que promete?

    Alguns inconvenientes também podem acontecer, como se deparar com um trajeto que não permite passagem por causa de limite de peso ou de uma altura máxima incompatível com o veículo. São diversos os problemas que podem surgir. E apesar de alguns parecerem pequenos demais para justificar todo um planejamento, saiba: eles podem trazer muita dor de cabeça.

    As principais dicas para a otimização de rotas

    Partindo agora para a prática, fica a pergunta: mas como então otimizar rotas? Listamos aqui alguns cuidados importantes que tornarão suas entregas eficientes, além de evitar todo o desgaste trazido por rotas mal planejadas. Confira!

    Tenha um mapa de entregas

    Com uma ferramenta visual, você terá muito mais facilidade em definir rotas eficientes, visualizando as opções de trajeto.

    Crie perfis de entrega

    Alguns clientes exigem que o caminhão fique mais tempo parado para embalagem, carga e descarga das mercadorias, certo? Por outro lado, outros têm pequenas encomendas, que ocupam pouco espaço no baú e não retêm o veículo por muito tempo. Como lidar com essas diferenças?

    É importante estabelecer cerca de 3 ou 4 perfis de entrega, levando em conta:

    • o tipo de carga, já que algumas exigem cuidados especiais;
    • o processo de embalagem, desmontagem e montagem;
    • o volume de entregas e outros fatores.

    Assim, você pode estabelecer o tempo médio que vai levar em cada entrega, planejando quais cargas podem ser transportadas juntas. Isso é importante para calcular a prioridade e o tempo da rota.

    Faça o monitoramento das cargas

    Se você tem uma frota de caminhões, ainda que pequena ou em crescimento, vale a pena começar a monitorar suas cargas desde já. Isso tanto traz efetividade para as entregas como promove segurança para as cargas, os motoristas e para você.

    Esse monitoramento também permite fazer mudanças de urgência diante de imprevistos, já que você saberá exatamente onde cada caminhão está, identificando facilmente qual está mais próximo para atender a uma demanda extra, por exemplo.

    Essas são apenas algumas dicas que você pode aplicar, agregando seu conhecimento para criar um sistema de otimização de rotas eficiente. E que tal aproveitar para saber como manter seus caminhões funcionando e não prejudicar suas entregas? Conheça as melhores práticas para a manutenção de frota!