parcelas-acessiveis-de-consorcio

Afinal, como encontrar parcelas acessíveis de consórcio?

Dezembro 2018

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

Os consórcios são uma das principais alternativas disponíveis no mercado para quem quer comprar bens e serviços dos mais diversos. Essa forma de pagamento se caracteriza pela sua versatilidade, pouca burocracia e ausência de juros, o que barateia consideravelmente qualquer compra, principalmente em comparação aos financiamentos bancários.

No entanto, muitos consumidores ficam com dúvidas ou têm dificuldades para contratar consórcios com pagamentos mensais adequados ao seu orçamento. Contudo, isso não é desculpa para não optar por eles! Se você quer saber como encontrar parcelas acessíveis de consórcio, acompanhe as dicas deste post!

Saiba como funciona um consórcio

Para encontrar parcelas acessíveis, é necessário, antes, entender como os consórcios funcionam. Não há muito segredo: um consórcio é a união de pessoas interessadas em juntar dinheiro e, com isso, comprar o bem desejado.

Esse objetivo é alcançado por meio dos pagamentos das já mencionadas parcelas mensais. Não são cobrados juros, mas taxas referentes ao serviço da administradora são incluídas no valor pago mensalmente.

Periodicamente, são realizadas assembleias, nas quais um ou mais consorciados são contemplados, passando, assim, a ter direito à carta de crédito, documento que permite a compra do bem.

Entenda as parcelas reduzidas

Na hora de fechar a contratação, muitas administradoras oferecem aos consorciados planos com parcelas reduzidas, que são uma boa opção para quem quer pagar menos por um determinado período.

Em consórcios que não adotam o modelo de parcela reduzida, o consumidor paga o valor integral da primeira à última parcela, com eventuais correções em decorrência da inflação.

Já em um plano com parcelas reduzidas, o consorciado arca com parcelas menores até a contemplação ou outro momento predefinido em contrato. Depois disso, o saldo restante é somado e o valor das parcelas é recalculado.

Além de não ter nenhum impacto sobre a contemplação, a parcela reduzida dá a oportunidade de que a pessoa se organize financeiramente ao mesmo tempo em que paga valores menores.

Faça simulações

Antes de escolher um consórcio, aproveite as ferramentas de simulação disponibilizadas pela maioria das administradoras. O processo de simulação é bem simples e quase sempre sem compromisso: escolha o que você quer comprar, o valor da carta de crédito e o prazo de pagamento. Em seguida, são apresentadas as melhores opções de acordo com as informações fornecidas.

Depois de comparar entre diversas empresas, fica mais fácil encontrar uma opção compatível com o dinheiro disponível.

Dedique-se a um planejamento financeiro

A parcela do consórcio depende de uma série de fatores. O valor da carta de crédito e o prazo de pagamento são alguns deles. Por isso, pese bem esses pontos, para que as parcelas tenham um valor condizente com sua capacidade de pagamento não apenas hoje, mas durante toda a extensão do consórcio.

Dessa forma, um bom planejamento financeiro é indispensável para aproveitar todas as vantagens dos consórcios sem ter maiores problemas. Analise sua renda e seus gastos mensais e corte excessos. Se as dívidas estiverem apertando, organize-se para quitá-las. Com isso, sobra mais dinheiro para investir no seu patrimônio.

De qualquer modo, encontrar parcelas acessíveis de consórcio não é difícil. Com organização e paciência, vai ser rápido achar algo do tamanho exato da sua necessidade.

Agora, leia nosso artigo sobre as diferenças entre os diversos tipos de consórcios, que explica tudo em detalhes!

 

Comentários