Planejamento familiar: ensinando os filhos a poupar dinheiro

agosto 2015

1 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

06_08_15_-_Planejamento-Familiar

 

As tarefas dos pais, especialmente relacionadas à educação, exigem dedicação especial, e são muito compensadoras quando o resultado é percebido no comportamento dos filhos. Conscientizá-los sobre os custos familiares ajuda a manter o controle do orçamento. Neste dia dos pais, o blog da Rodobens presenteia você com algumas dicas e sugestões para este momento.

CTA_Rodobens_Finanças em família passo a passo para prosperarem juntos_final

Educação de forma lúdica

Educar uma criança financeiramente é ajudá-la a entender os motivos e maneiras de fazer o melhor uso do dinheiro. Isso pode ser feito de forma lúdica, com jogos de tabuleiro como Banco Imobiliário, Monopólio ou Jogo da Vida, e até mesmo na prática, por meio de mesadas ou semanadas, fazendo com que a criança maneje determinada quantia e perceba as melhores formas de gerenciá-la, bem como, as escolhas de como gastar. Esse exercício permite que a criança perceba os limites e arque com as consequências de eventuais gastos em excesso.

Mesada

Especialistas em Educação Financeira da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio (Abac) recomendam que a criança participe das discussões sobre o orçamento familiar e sobre a administração da mesada. Isso possibilita que ela tenha mais facilidade para lidar com questões relacionadas a finanças ao longo da vida.

Dar recomendações de como aquele dinheiro pode ser gasto é importante, aproveite para reforçar a relevância da economia, investindo parte da quantia na poupança, por exemplo. E não se esqueça que também é saudável permitir que seu filho cometa alguns erros e perceba por conta própria os problemas de gastar tudo rapidamente.

Planeje o orçamento

Além de estimular o hábito da poupança, vale uma ajuda na elaboração de um orçamento, com anotações de todas as despesas e como elas estão relacionadas ao saldo existente. O controle dos gastos permite que a criança adquira cada vez mais responsabilidade sobre o seu próprio dinheiro. Tudo isso está relacionado ao planejamento e a importância de economizar caso seu filho queira ter algum brinquedo um pouco mais caro.

Pensando no futuro

A educação financeira em casa também envolve a conscientização dos hábitos de consumo, não apenas os relacionados aos bens materiais, mas principalmente aos recursos naturais. Recomendações para fechar a torneira quando não precisar da água, apagar a luz dos ambientes vazios e evitar desperdício de alimentos, por exemplo, contribuem com a formação de uma bagagem de conhecimentos que farão com que seu filho lide melhor com as questões financeiras no futuro.

Nova chamada à ação

Comentários