Postura do motorista: 4 dicas para conduzir ônibus e caminhões

Abril 2017

2 minutos de leitura

Compartilhe
Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo WhatsApp

O motorista de ônibus ou caminhões precisa estar atento à sua segurança, dos seus passageiros e mesmo da carga que transporta durante todo o tempo que está atrás do volante. Como as jornadas não são curtas, esse tempo de tensão acaba trazendo estresse e desconforto que afetam sua produtividade.

Neste post vamos te mostrar como melhorar a postura do motorista durante o trabalho é uma ferramenta simples e efetiva para melhorar seu conforto, segurança e saúde. Confira!

Tenha cuidado com as costas

Uma das regiões que mais acarretam problemas aos motoristas é a lombar. A região das costas sofre com os longos períodos em que é preciso estar sentado para conduzir um caminhão ou ônibus.

Para minimizar o problema, é importante que a postura do motorista esteja ereta e totalmente apoiada no encosto do banco. Dessa forma, toda a coluna fica sustentada, evitando que ela seja sobrecarregada. Assim, é possível evitar o desconforto diário ou mesmo problemas mais sérios como a lombalgia — uma dor crônica na região lombar.

Proteja sua cabeça

Ajusta a altura do encosto para a cabeça presente no banco é uma ferramenta importante para a postura do motorista: quando bem ajustada, ela evita que o pescoço fique erradamente inclinado para trás e ainda oferece apoio para que o condutor não fique curvado em direção ao veículo.

Manter o pescoço alinhado ao restante da coluna, portanto, é diminuído o peso sobre próprio pescoço, diminuindo riscos de desconforto ou mesmo do aparecimento do torcicolo.

E vale lembrar, também, que o encosto bem regulado é importante para evitar o efeito chicote em caso de acidentes — em caso de choque, a cabeça do motorista pode ser lançada para trás de forma violenta, mesmo em baixas velocidades, caso o encosto não esteja regulado para diminuir o impacto.

Não se esqueça de mãos e braços

O modo como o motorista segura o volante faz toda a diferença no seu conforto. O ideal é que ele mantenha as duas mãos sobre o que equipamento, sem flexionar demais os braços ou mantê-los muito estendidos. Os ombros também devem estar na altura do ponto mais alto do volante.

Apoiar uma das mãos sobre o câmbio por muito tempo não é uma ação muito indicada: isso causa um desalinhamento na postura do motorista e pode causar dores nos braços, mãos, ombros e costas.

Cuide de pés e pernas

Quando o assunto é postura do motorista, também não podemos deixar de falar sobre o posicionamento correto de pés e pernas. Primeiro, é preciso fazer com que a altura do banco não faça com que seus joelhos fiquem muito dobrados ou esticados.

Depois, é preciso descansar os calcanhares no assoalho do veículo sempre que possível. Dessa forma, o motorista não precisa se sobrecarregar com todo o peso das pernas durante todo o período que estiver encarando o trânsito, evitando dores e câimbras.

Lembre-se também de só manter os pés no pedal quando necessário, além de utilizar calçados firmes e antiderrapantes, garantindo que o acionamento dos pedais seja rápido e seguro.

Você tem mais alguma dica para melhorar a postura do motorista? Envie sua contribuição na nossa caixa de comentários!

Comentários

Consórcio rodobens

Últimos Posts

Consórcio rodobens Test-drive Mercedes